Avaliação de Coliformes Totais e Escherichia coli em Diferentes Lotes de Água Mineral Comercializadas em um Município do Sudoeste Baiano

Gisele Norberto Mattos, Luciana Gonçalves Lima, Viviane Figueiredo Vieira, Stênio Fernando Pimentel Duarte

Resumo


A água, substância indispensável à saúde e a manutenção do corpo humano, bem como de todos os organismos vivos em nosso planeta, também se destaca como meio de disseminação de microrganismos patogênicos, como os coliformes totais e Escherichia coli, que são indicadores de contaminação fecal. Sendo assim, o presente estudo foi realizado com a finalidade de verificar a qualidade da água mineral vendida no comércio de Vitória da Conquista/Ba, utilizando o Aquatest Coli® (Laborclin), para realizar as análises de acordo com as orientações do fabricante. Os resultados demonstraram a inexistência de coliformes totais e de Escherichia coli em todas as amostras analisadas, estando assim aptas para o consumo. Em estudos realizados em outros municípios, foram encontradas altas taxas de contaminação por coliformes totais e E. coli, o que justifica a insegurança do consumidor.

 

 


Palavras-chave


Água mineral. Análise microbiológica. Coliformes totais. Escherichia coli

Texto completo:

PDF

Referências


ABINAM - Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais. Código de Águas Minerais. Decreto-Lei Nº 7.841, de 8 de agosto de 1945. São Paulo – SP. Disponível em: http://www.abinam.com.br/materias.php?cd_secao=34&codant=&friurl=:-Codigo-de-Aguas-Minerais-.

ALVES, N et al. Análise microbiológica de águas minerais e de água potável de abastecimento. Marília - SP. Revista de Saúde Pública, v. 36, n. 6, 2002.

BRASIL. Resolução RDC nº 274, de 22 de setembro de 2005. Aprova o "Regulamento técnico para águas envasadas e gelo". ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

CASTRO, L et al. Avaliação Microbiológica de Diferentes Marcas de Água Mineral. Revista Baiana de Saúde Pública. v. 34, n. 4, 2010.

GOMES, T et al. Avaliação Microbiológica de Água Mineral Comercializada no Município de Itabuna – Bahia. Eletronic Journal of Pharmacy. vol. 12, n. 4, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/REF/article/view/36762/pdf.

LABORCLIN - produtos para laboratórios ltda. Aquateste Coli. Disponível em: http://www.interlabdist.com.br/dados/produtos/bula/doc/1016748ca7bcb1dc7c.pdf.

OLIVO, A; ISHIKI, H. Brasil frente à escassez de água. Presidente Prudente – SP, 2014. Disponível em: http://revistas.unoeste.br/revistas/ojs/index.php/ch/article/viewFile/1206/1279.

PONTARA, A et al. Microbiological monitoring of mineral water commercialized in Brazil. Brazilian Journal of Microbiology, v. 42, n. 2, 2011.

RESENDE, A; PRADO, C. Perfil Microbiológico da Água Mineral Comercializada no Distrito Federal. SaBios: Revista de Saúde e Biologia. v. 3, n.2, 2008.

SANT´ANA, A et al. Qualidade Microbiológica de Águas Minerais. Campinas, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cta/v23s0/19495.

SERAFIM, A et al. Importância da água no organismo humano. Vidya Revista Eletrônica. v. 24, n. 41. Centro Universitário Franciscano, 2004.

SVAGZDIENE, R. A Study of the Microbiological Quality of Bottled Water Sold in New Zealand. Massey University, Wellington, Nova Zelandia, 2010. Disponível em: https://mro.massey.ac.nz/bitstream/handle/10179/2291/02_whole.pdf.

YOUSAF, S; CHAUDHRY, M. Microbiological Quality of Bottled Water Available in Lahore City. Journal of Pioneering Medical Sciences. V. 3, n. 2, 2013.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i38.921

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: