Gestão Da Qualidade: A Importância do Método Kanban como Ferramenta Gerencial / Quality Management: The Importance of the Kanban Method as a Management Tool

Daniel Pereira Rocha, Josiano César de Sousa

Resumo


Resumo: As instituições têm a cada dia lidado mais com os níveis elevados de concorrência do mercado, onde os clientes tornaram-se mais exigentes quanto a qualidade dos produtos ofertados, exigindo que as empresas adotem ferramentas para enxugar custos e eliminar desperdícios. Diante deste cenário, surge um problema que merece ser estudado: o Kanban pode ser utilizado como ferramenta para enxugar gastos e diminuir desperdícios nos processos de fabricação? Para compreender como estas empresas podem desenvolver processos mais competitivos e se manterem ativas no mercado, o presente artigo tem por objetivo analisar a importância do método Kanban e sua aplicação gerencial dentro das instituições. O mesmo foi desenvolvido utilizando uma abordagem qualitativa, através de uma revisão bibliográfica. Como resultado, foi possível observar que a melhora do desemprenho da instituição pode ocorrer quando os administradores fazem uso da Gestão da Qualidade total, das ferramentas da qualidade, do método Kanban e de recursos como o Just-in-Time, esses recursos contribuem diretamente para a diminuição dos desperdícios, dos volumes de estoques e principalmente para uma redução dos custos das mercadorias. Compreende-se também que estas ferramentas surgiram como uma necessidade para algumas empresas e no período eram consideradas diferenciais competitivos, porém, com o aumento da competitividade elas se tornaram itens essenciais para uma organização eficiente. Torna-se interessante que futuros estudos, direcionados a estas ferramentas, abordem a diversidade de aplicações que podem ser feitas das mesmas, em diferentes ambientes, colhendo assim os resultados dos seus desempenhos.

 

Palavras–Chave: Gestão da qualidade, gesta da qualidade total, o método Kanban


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, G.F; PEINADO, J. Compreendendo o kanban: um ensino interativo ilustrado, v.4. Revista da Vinci, 2007.

BARÇANTE, Luiz C. Qualidade Total: uma visão brasileira, o impacto estratégico na universidade e na empresa. Rio de Janeiro, 1998. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/277007569_QUALIDADE_TOTAL_UMA_NOVA_VISAO_BRASILEIRA_O_IMPACTO_ESTRATEGICO_NA_UNIVERSIDADE_E_NA_EMPRESA_httpsprofessorbarcantewordpresscomgerencia-e-controle-da-qualidadepreviewtruepreview_id6preview_noncee53048. Acesso em: 17 abr. 2021.

FEIGENBAUM, Armand V. Controle da qualidade total: Gestão e Sistemas. Editora: Makron Books. São Paulo. 1994.

CARVALHO, Marly Monteiro, PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da Qualidade: Teoria da Qualidade. Rio de Janeiro: Campos. 2005.

CRATO, C. (2010). Qualidade: Condição de Competitividade. Sociedade Portuguesa de Inovação. Porto, 2010. Disponível em: https://spi.pt/documents/books/turismo/docs/Manual_I.pdf. Acesso em: 19 abr. 2021.

DOS SANTOS, Antonia Angélica Muniz; GUIMARÃES17, Edna Almeida; DE BRITO18, Giliard Paulo. Gestão da qualidade: conceito, princípio, método e ferramentas. Ano 1, Número 2–Setembro/2013, p. 91, 2013.

FERREIRA, Jonathan Dias; DE ARAUJO BUOSI, Valéria Vaz; GASPARINI, Vicente Afonso. A importância da qualidade nas organizações. Revista de Ciências Jurídicas e Empresariais, v. 17, n. 1, p. 50-55, 2016.

GIL, ANTONIO CARLOS. Como elaborar projetos de pesquisa (5a. ed.). São Paulo, BR: Editora Atlas S.A., 2010.

LONGO, R. M. Gestão da Qualidade: Evolução Histórica, Conceitos Básicos e Aplicação na Educação. Brasília, 1996. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/1722/1/td_0397.pdf. Acesso em: 19 abr. 2021.

LOPES, Janice Correia da Costa. Gestão da qualidade. 2014. Tese de Doutorado.

MACHADO, Simone Silva. Gestão da qualidade. 2016.

MARQUES, A. S. Integração Normativa na Gestão da Qualidade. Universidade de Aveiro, Portugal, 2005. Disponível em: http://hdl.handle.net/10773/4607. Acesso em: 20 abr. 2021.

MENDES, M. F. O impacto dos sistemas QAS nas PME portuguesas. Minho, Portugal, 2007. Disponível: http://hdl.handle.net/1822/7967 Acesso em: 19 abr. 2021.

MOURA, R. A; UMEDA, A. Administração da produção – sistema kanban de manufatura Just-in-time: uma introdução ás técnicas de manufaturas japonesas. São Paul, 1984. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/1575. Acesso em: 20 abr. 2021.

RIBEIRO, P. D. KANBAN – resultados de uma implantação bem-sucedida. 3. Ed. Rio de Janeiro: COP Editora, 1999.

SILVA, J.B; ANASTÁCIO, F.A.M. Método Kanban como Ferramenta de Controle de Gestão, v.13. Revista multidisciplinar e psicologia, 2019.

VELOSO, T. D.; FONSECA, C. F. CONTROLE E GESTÃO DE ESTOQUES: ESTUDO DE CASO EM UMA MICROEMPRESA, v.6 n.9. Revista Latino-Americana De Inovação E Engenharia De Produção, 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/relainep/article/view/57517. Acesso em: 15 abr. 2021.

SILVA, K. M; VOLANTE, C. R. A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA KANBAN PARA O GERENCIAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUE DE UMA EMPRESA. Revista. Fatec Interface tecnológica, 2019. Disponível em: https://revista.fatectq.edu.br/index.php/interfacetecnologica/article/view/590. Acesso em: 16 abr. 2021.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v15i55.3085

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Daniel Pereira Rocha, Josiano César de Sousa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: