Método Kanban como Ferramenta de Controle de Gestão

Jessica Belém da Silva, Francisca Alexandra de Macedo Anastácio

Resumo


A competitividade do mercado tem exigido maior dedicação e performance das empresas na hora de gerir seus recursos, e para isto é necessário que sempre se busque maneiras de melhorar o processo da administração e seus recursos. As empresas a cada dia estão buscando melhorias eficazes; isso vem acontecendo pela necessidade que as empresas tem de diminuir os gastos e despesas encontrados. Este trabalho visa mostrar as vantagens que traz um planejamento estratégico, o método kanban ferramenta de controle que controla os estoques de acordo com a demanda do mercado. O kanban surgiu no Japão na década de 70, e seu desenvolvimento é creditado a Toyota Motor, a qual buscava um método de controle da produção de veículos com a demanda especifica de diferentes modelagens e cores e com o mínimo de atraso. Segundo Taiichin Ono, ex-vice-Presidente da Toyota, método da produção em massa era bastante útil na redução de custos. O kanban é considerado um dos instrumentos básicos e essenciais para a implantação do método Just-in-times. Que é uma técnica ou um conjunto de técnicas de administração de produção, sendo considerado como uma completa filosofia pelo qual inclui aspectos de administração de materiais.

 

 


Palavras-chave


Competitividade, Método kanban, Just-in-time.

Texto completo:

PDF

Referências


MARTINS, P. P. P; BIDIN, A. M; O sistema Just-in-Time: uma visão crítica de sua implementação. XIII SIMPEP – Bauru, SP, Brasil, 6 a 8 de novembro de 2006. Disponível em: Acesso em 10.nov. 2018.

MARTINS, G; LAUGENI, F. P. Administração da produção – 2.ed.rev.aum. E atual. São Paulo: Saraiva, 2006.

MOURA, R. A; UMEDA, A. Administração da produção – sistema kanban de manufatura Just-in-time: uma introdução ás técnicas de manufaturas japonesas. São Paul: instituto de Movimentação e Armazéns e Materiais, 1984.

MOURA, Reinaldo Aparecido, kanban; a simplicidade do controle da produção. São Paulo: instituto de movimentação e armazenagem de materiais – IMAM, 1989.

OHNO, T. Sistema Toyota de produção – além da produção em larga escala. Porto Alegre: Bockman, 1997.

PACE, João Henrique. O kanban na prática. Rio de Janeiro: qualitymark, 2003

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho cientifico [recurso eletrônico ]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. -2. ed- Novo Hamburgo; Feevale, 2013.

RIBEIRO, P. D. KANBAN – resultados de uma implantação bem-sucedida. 3. Ed. Rio de Janeiro: COP Editora, 1999.

RIBEIRO, P. D. KANBAN – resultados de uma implantação bem-sucedida. 3. Ed. Rio de Janeiro: COP Editora, 1999

SHINGO, Shingeo. O Sistema Toyota de Produção – Do ponto de vista da engenharia de produção. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman, 1996. 282 p.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i43.1575

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Jessica Belém da Silva, Francisca Alexandra de Macedo Anastácio

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: