O Ensino da Libras na Educação Infantil: Uma Proposta Lúdica para Crianças Surdas e Ouvintes / The Teaching of Libras in Childhood Education: A Ludic Proposal for Deaf Children and Listeners

Elizonete Pereira Gomes Aguiar, Aline Cássia Silva Araújo

Resumo


Resumo: O presente artigo é um estudo que visa apresentar ao leitor a importância do ensino da LIBRAS desde a Educação Infantil, tanto a alunos surdos como alunos ouvintes, visto que é nessa etapa em que a criança começa a ser inserida na sociedade como um todo, conhecendo culturas, valores e saberes diferentes dentro da escola. Tal possibilidade de investigação ocorre quando surge uma interrogação no que se diz respeito ao ensino da língua de Sinais e como se dá o processo na educação infantil. As bases teóricas discorrem com fundamentações que vão desde uma breve explanação sobre a origem e conceito da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS até seu aparato perante Lei reconhecida nacionalmente como a segunda língua oficial do Brasil. Logo mais uma ressalva sobre o professor intérprete de LIBRAS, que é o principal profissional formado para atuar e lecionar a língua nos ambientes educacionais. Mais adiante discorrerá um dos pontos mais importantes do estudo, que é o ensino da LIBRAS a crianças surdas e ouvintes na Educação Infantil, visto que o ensino da língua deve ocorrer desde a primeira etapa de ensino. Para finalizar e acometido a ludicidade o eixo norteador para a aplicação da LIBRAS a crianças surdas e ouvintes, visto que é em meio as brincadeiras que as crianças aprendem com mais facilidade algo tão novo para eles. Autores com ênfase no tema foram apontados com citações e argumentos, dentre eles estão Mantoan (2003), Silva (2014), Novais (2016), etc. Assim com o uso de Leis recorrentes da LIBRAS e conceitos através do MEC- Ministério da Educação e Cidadania. A metodologia aplicada para construção do artigo foi uma pesquisa bibliográfica de caráter qualitativo onde busca estudar conceitos e argumentos para a resolução de um tema tão pertinente ainda na sociedade escolar. Sites de busca também serviram como fontes de pesquisa, assim como o Google Scholer. Os resultados encontrados abordam conceitos e sugestões sobre a inserção da LIBRAS na educação infantil, tendo por finalidade um olhar crítico e avaliativo em prol da educação de crianças do ensino infantil, visto que para eles tudo é novo.

 

 


Palavras-chave


LIBRAS, Educação Infantil, Ludicidade, Surdos, Ouvintes

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, 22 de dezembro de 2005 LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA. Disponível em: http: // portal.mec.gov.br/index.php?option= com_docman&view=download&alias=9961-decreto-5626-2005-secadi&Itemid=30192

________. Lei nº 12.319, de 01 de setembro de 2010. Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 02 set. 2010. Disponível em: http:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12319.htm.

DAMÁZIO, Mirlene Ferreira Macêdo. Atendimento Educacional Especializado. SEESP / SEED / MEC Brasília/DF – 2007 45p.

KUBASKI, C; MORAES, V. P; O Bilingüismo como proposta educacional para crianças surdas; IX Congresso nacional de educação- EDUCERE; III Encontro sul brasileiro de psicopedagogia; PUCPR, 2009.

LULKIN, S. A. Atividades dramáticas com estudantes surdos. In: SKLIAR, C. (Org.) Educação & Exclusão: abordagens sócio-antropológicas em educação especial. Porto Alegre: Mediação, 2006.

MANTOAN, Maria Teresa Égler. Inclusão Escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

MEC. Educação infantil: saberes e práticas da inclusão: dificuldades de comunicação e sinalização: surdez. [4. ed.] / elaboração profª Daisy Maria Collet de Araujo Lima – Secretaria de Estado da Educação do Distrito Federal... [et. al.]. – Brasília : MEC.

NOVAES, Edmarcius Carvalho. Surdos: educação, direito e cidadania. 2 ed. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2014. 188p.

QUADROS, R. M. Educação de Surdos: efeitos de modalidade e práticas pedagógicas. In: MENDES, E. G.; ALMEIDA, M. A.; WILLIAMS, L. C. A. (orgs.). Temas em Educação Especial IV. São Carlos: EdUFSCar, 2004. p. 55-61.

SILVA, Najara Oliveira; MARANHÃO, Thércia Lucena Grangeiro; NUNES, Ginete Cavalcante. Libras um Instrumento Facilitador: A Importância do Psicólogo Organizacional na Inclusão de Pessoas

Surdas dentro das Organizações. Id on Line Rev.Mult. Psic., Julho/2020, vol.14, n.51, p. 23-39.

SILVA, Luzimar Iraneide da; MENEZES, Aurelania Maria de Carvalho. Libras: Atendimento e Acompanhamento no Ambiente Hospitalar. Id on Line Rev.Mult.Psic., Outubro/2020, vol.14, n.52, p.

-902.

SILVA. Valquíria da Conceição. A importância do lúdico para o ensino-aprendizagem de alunos surdos. Revista Somma. Teresina, v.2, n.2, p.47-57, jul./dez. 2016 p.54.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i53.2862

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Elizonete Pereira Gomes Aguiar, Aline Cássia Silva Araújo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: