Terapia Capilar da Alopecia Androgenética Masculina com o uso do Laser de Baixa Potência Associado a Óleos Essenciais / Capillary Therapy of Male Androgenetics Alopecia with the use of Low Power Laser Associated with essential Oils

Rafaella Gobira Barbosa Sarmento, Ana Paula Silva Nogueira

Resumo


Introdução: A alopecia Androgenética é caracterizada pela queda capilar, sendo mais acometida pelo público masculino, apresentando uma predisposição genética, outros fatores também podem aumentar a alopecia, como o estresse, alimentação, ansiedade, fumo e o álcool. Objetivo: Analisar o uso do laser de baixa potência associado a óleos essenciais para o tratamento da alopecia androgenética masculina. Metodologia: Trata-se de um estudo de revisão Integrativa da literatura, realizado através da busca de artigos disponibilizados nas bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): ScientificElectronic Library Online (SCIELO), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Publicações Médicas (PubMed). Conclusão: Concluiu-se que o uso do laser de baixa potência associado a óleos essenciais é eficaz para o tratamento da alopecia androgenética masculina, resultando no surgimento de novos fios já após as primeiras sessões.

 


Palavras-chave


Alopecia Androgenética; Laser de baixa potência; óleos essenciais.

Texto completo:

PDF

Referências


AGNE, Jones E. Criolipólise e outras tecnologias no manejo do tecido adiposo. Santa Maria: 2017 I.

ALMEIDA, J. S et al. Análise comparativa da ação antimicrobiana na dermatite seborreica com utilização dos equipamentos de: microcorrentes, laser de baixa potência, alta frequência e óleo essencial de melaleuca. 2015. Tese (Pós-Graduação de em tricologia e terapia capilar avançada) Universidade Anhembi-Morumbi. São Paulo.

Biavatti MW, Marensi V, Leite SN, Reis A 2007. Ethnopharmacognostic survey on botanical compendia for potential cosmeceutic species from Atlantic Forest. Rev Bras Farmacogn 17: 640-653.

Blumeyer, A., Tosti, A., Messenger, A., Reygagne, P., Del Marmol, V., Spuls, P. I., & Rzany, B. (2018). Evidence based (S3) guideline for the treatment of androgenetic alopecia in women and in men. JDDG: Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft, 9(s6), S1- S57.

BORGES, F. S.; SCORZA, F. A.; Terapêutica em estética: Conceitos e técnicas. 1. São Paulo: Phorte Editora, 2016. 580 p. Acesso em julho de 2020. Campinas). Disponível em: http://www. Biblioteca digital. Puc campinas. edu. Campinas).

CATELAN, A. F. et al. O uso do laser de baixa potência no estímulo do crescimento capilar em homens com alopecia androgenética entre 25 e 35 anos. Revista Científica do Unisalensiano, Lins, v. 7, n. 15, p. 473- 486, jul/dez. 2016.

CAVALCANTI, C.P. Protocolos de tratamento da alopecia: Uma revisão. 2015. 31 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) – Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Paraíba, 2015.

CONTIN, L. A. Alopecia androgenetica masculina tratada com microagulhamento isolado e associado a minoxidil injetável pela técnica de microinfusão de medicamentos pela pele. Surg. Csmet. Dermatol v.8, n.2, p. 158-161, 2016.

DIAS; et.al. jesus, Leide Mariana Dias de; et.al. Tratamento de Alopécia Androgenética com o uso de Laser de Baixa Potência e Dermotonia (Vacuoterapia) Associado a Argiloterapia e Óleos Essenciais. Unit- Universidade Tiradentes. 2016. Disponível em: https://eventos.set.edu.br/sempesq/article/viewFile/3976/1950. Acesso em 23 de novembro de 2020.

GALVAO, Cristina Maria; SAWADA, Namie Okino and TREVIZAN, Maria Auxiliadora. Revisão sistemática: recurso que proporciona a incorporação das evidências na prática da enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2004, vol.12, n.3, pp.549-556. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692004000300014&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em 25 de setembro de 2020.

HARRISON, s; sinclair, R. Hair colouring, permanent styling and hair structure, of cosmetic dermatology v.2 n 3-4 p. 2004.

KLEINHANS, A. C. D. S. (2012). Stress e raiva em mulheres com alopecia androgenética, Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica de.

LEITE JUNIOR, A. C. Queda capilar e a ciência dos cabelos: Reunião de textos do blog Tricologia Médica. São Paulo: CAECI, 2013.

LOPES, A. D. Laser a medicina da luz. Revista Saúde em Foco – Edição nº 10 – Ano: 2018. Disponível em: acesso em 3 de Out. 2016.

MACHADO, C. E. J. “Um capítulo da História da modernidade estética: debate sobre o Expressionismo”. São Paulo: Ed. Unesp, 2011.

MALUF, S. Aromoterapia: uma abordagem sistêmica. São Paulo: Ed. Do autor, 2008.

NOGUEIRA, E.S. , PEREIRA, L.P., BACELAR. Tratamentos para alopecia androgenética e alopecia areata: microagulhamento, laser de baixa intensidade e fatores de crescimento - revisão de literatura. Revista Saúde em Foco – Edição nº 10 – Ano: 2018. Disponível em: https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/07/072_TRATAMENTOS_PARA_ALOPECIA_ANDROGEN%C3%89TICA.pdf. Acesso em 15 de outubro de 2020.

OLIVEIRA, et al., 201 Francieme Dias. Utilização do laser de baixa intensidade na alopecia androgenetica FAEMA, 2018. Disponível em: http://repositorio.faema.edu.br/bitstream/123456789/2349/1/OLIVEIRA%2C%20Francimeire%20Dias%20de..pdf. Acesso em 25 de novembro de 2020.8

Rafi AW, Katz RM. Pilot Study of 15 Patients Receiving a New Treatment Regimen for Androgenic Alopecia: The Effects of Atopy on AGA. ISRN Dermatol. 2011;2011:241953. doi: 10.5402/2011/241953. Epub 2011 Apr 11. PMID: 22363845; PMCID: PMC3262531.

REBELO, A. S. (2015). Novas estratégias para o tratamento da alopécia.

REBELO, A.S. Novas estratégias para o tratamento da alopecia. Lisboa, 2015. Disponível em: < http://recil.grupolusofona.pt/bitstream/handle/10437/6180/TESE%20FINAL.pdf?sequ ence=1>. Acesso em: 28 nov. 2020.

ROTHER ET. Revisão sistemática x revisão narrativa. Acta Paul Enferm. 2007 abr-jun; 20(2).

SANTANA ,J.V; Lopes, V.M., Santos, J.A.B. Relação entre estresse e alopecia androgenética: uma revisão literária. Id online revista multidisciplinar de psicologia. v.11, 2017. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/703. Acesso em 15 de outubro de 2020.

SHAPIRO, J.; THIERS, B. H.. Clínica dermatológica - distúrbios capilares: Conceitos atuais em Fisiopatologia, Diagnóstico e Tratamento. 1 ed. [S.L.]: Di Livros, 2015. 253 p.

SILVA, SA. O uso da radiofrequência no rejuvenescimento facial. Revisão de literatura. UNISEPE. Revista Saúde em Foco, p.569-579. 10.ed, 2018.

SIZNANDES, D. C. B. (2016). Associação do laser de baixa potência, microagulhamento e tônico capilar no tratamento de alopecia androgenética em homens.

Vogt, A., McElwee, K. J., &Blume-Peytavi, U. (2008). Biology of the hair follicle. In Hair growth and disorders (pp. 1-22). Springer Berlin Heidelberg.

WICHROWSKI, Leonardo. Terapia Capilar - Uma Abordagem Complementar. Porto Alegre: Alcance, 2007.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i53.2824

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: