A Contribuição do Projeto SOLARI para a Educação da Juventude Campesina no Município de Assaré-CE / The Contribution of the SOLARI Project for the Education of youth Campesina in the Municipality of Assaré-CE

Tayronne de Almeida Rodrigues, João Leandro Neto, Francisco Mário de Sousa Silva

Resumo


O estudo objetivou avaliar a atuação de um projeto socioambiental (Projeto Solari) promovido pela Cáritas Brasileira, no contexto de uma comunidade rural, localizada em Assaré-CE. A iniciativa analisada teve como objetivo, promover a educação ambiental para “jovens do campo” através da aplicação do saber tradicional às práticas locais de cultivo e, do conceito de “Bem Viver”. Para tanto, fez-se uso de pesquisa participante e revisão bibliográfica, tratados por meio de análises qualitativas. A experiência oportunizou aos jovens, reflexões críticas acerca da realidade planetária e, promoveu mudanças significativas na comunidade por meio da integração social e geração de renda.


Palavras-chave


Campesinato; Educação Ambiental; Bem Viver; Jovens

Texto completo:

PDF

Referências


ACOSTA A. O Bem Viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. Tradução de Tadeu Breda. São Paulo: Autonomia Literária/Elefante, 2016.

ARROYO, Miguel G. Outros Sujeitos, Outras Pedagogias. Petrópolis, Rio de Janeiro, 2012.

BOFF, Leonardo. Ethos mundial: um consenso mínimo entre os humanos. Rio de Janeiro: record, 2009.

CADERNO DE TEXTOS. Marcha das Margaridas. Brasília, 2011.

CANUTO, Antônio. In comissão pastoral da terra (CPT) – dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2012.

CARTILHA SOLARI. Capacitando jovens, promovendo a vida e conservando o meio ambiente em comunidades. Crato: Cáritas Brasileira, 2015.

CASTRO, E. G. de. Entre Ficar e Sair: uma etnografia da construção social da categoria jovem rural. Tese de Doutorado em Antropologia Social, Rio de Janeiro: PPGAS/MN/UFRJ, 2005.

CHACON, Suely salgueiro. O sertanejo e o caminho das águas: políticas públicas, modernidade e sustentabilidade no semi-árido. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2007.

CNBB. Evangelização da Juventude: desafios e perspectivas pastorais, documentos da CNBB, n. 85. Conferência Nacional dos Bispos do Brasil- CNBB. São Paulo: Paulinas, 2012.

DIAS, Genebaldo Freire. Iniciação à temática ambiental. São Paulo: Gaia, 2002.

DIOCESE DE APUCARANA. 27ª Romaria da Terra no Paraná. Disponível em: http://diocesedeapucarana.com.br/portal/noticia/276/27%C2%AA-romaria-da-terra-do-parana%20-2013. Acesso em: 12 mai. 2019.

FEIL, Alexandre André; SCHREIBER, Dusan. Sustainability and sustainable development: unraveling overlays and scope of their meanings. Cad. EBAPE. BR, Rio de Janeiro. v. 14, n. 3, Article 7, Jul./Sept. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cebape/v15n3/en_1679-3951-cebape-15-03-00667.pdf. Acesso em: 07 mai. 2019.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

GIL, Antônio Carlos, 1946. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo : Atlas, 2002.

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. Orientações básicas para implementação da política e do sistema de segurança alimentar e nutricional nos municípios. Fortaleza: Ceará, 2012.

HUANACUNI, Fernando. O Bem Viver, tradição indígena. Mundial, 2012.

ICSI. Professional Programme: ethics, governance and sustainability, mobile 2, paper 6. The Institute of Company Secretaries of India. New Dheli: Dheli Computer Service, 2017.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Assaré: população. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/assare/panorama. Acesso em: 7 mai. 2019.

Instituto de Intervenção para o Desenvolvimento Amilcar Cabral. Soberania Alimentar. Disponível em: https://www.cidac.pt/index.php/o-que-fazemos/comercio-e-desenvolvimento/soberania-alimentar/. Acesso em: 9 mai. 2019.

Instituto Estadual do Ambiente. Educação Ambiental: Conceitos e práticas na gestão ambiental pública. Rio de Janeiro: INEA, 2014.

LIBANÊO, José Carlos. Didática. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2013.

__________________. Pedagogia e pedagogos para que? 12.ed. São Paulo: Cortez, 2010.

LIBANIO, João Batista. Ecologia: vida ou morte. São Paulo: Paulus, 2010.

MANSAN, P. R. A. A Construção Identitária da Juventude nos Movimentos Sociais da Via Campesina Brasil. Campina Grande, EDUUFCG, 2008.

NASCIMENTO, Elimar Pinheiro do. Educação e desenvolvimento na contemporaneidade: dilema ou desafio? In. Ciência, ética e sustentabilidade: desafio ao novo século. Marcel Bursztyn (org). – 3.ed- São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2002.

OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro de. Texto base do 13º intereclesial de CEB’s: justiça e profecia a serviço da vida. Porto Velho: rona, 2013.

PRADANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani, Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho científico. 2.ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

STEDILE, João Pedro; CARVALHO, Horácio Martins de. Soberania alimentar: dicionário de educação do campo. (orgs. CALDART, PEREIRA, ALENTEJANO e FRIGOTTO). Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2012.

UNESCO. Education for Sustainability: From Rio to Johannesburg lessons learnt from a decade of commitment. Paris: UNESCO, 2002.

VIDAL, Vilecí Basílio. O Protagonismo dos Camponeses na Modernidade: Inovação e Mudança no Território do Cariri. Vila Velha: Editora 4 Irmãos, 2014.

VIEIRA, De Marcelo Milano Falcão; ZOUAIN, Deborah Moraes (Orgs.). Pesquisa qualitativa em administração: teoria e prática. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1806

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: