Desenvolvimento de Políticas Públicas em Educação a Distância no Semiárido: O caso da implantação do EMITEC no Sertão Baiano /

Eloi da Silva Pereira, Sirius Oliveira Souza

Resumo


O presente trabalho trata-se de uma pesquisa exploratório qualitativa, com o objetivo de investigar quais os impactos da implantação do Programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC) em uma comunidade rural do semiárido baiano. Diante do contexto de educação à distância na educação básica e políticas públicas em educação este trabalho teve como sujeitos da pesquisa professores mediadores que atuam no programa supracitado. Os resultados permitiram observar a importância do EMITEC para a comunidade rural de Pindobaçu/BA e desafios a serem superados como a qualidade da conectividade via Internet dos alunos com o curso bem como o fomento à capacitação e formação dos profissionais do programa. Como destaque foi verificado que os mediadores cumprem adequadamente suas funções tanto nas questões técnico-administrativas quanto didáticas. Ressalta-se que os jovens da comunidade passaram a ter maiores perspectivas de crescimento profissional e buscar ampliar sua formação.

Palavras-chave


EMITEC; Educação a Distância; Políticas Públicas

Texto completo:

PDF

Referências


AUSUBEL, David Paul; NOVAK, Joseph Donald; HANESIAN, Helen. Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Editora Interamerica, 1978.

BAHIA, Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). Salvador: SEC, 2018.

_______. Portaria n.º 424, 21 de jan. de 2011. Implanta o Programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). Salvador: EGBA, 2011.

_______. Projeto Base do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica do Estado da Bahia – EMITEC. Salvador: Secretaria de Educação, 2011.

_______. IP. TV - Estúdio 1, 2 e 3, Salvador: Secretaria de Educação do Estado da Bahia, 2011. BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa. Porto: Porto Editora, 1994.

Id on Line Rev. Mult. Psic. V.13, N. 45, p. 691-706, 2019 - ISSN 1981-1179 Edição eletrônica em http://idonline.emnuvens-.com.br/id

BELLONI, Maria Luiza. Educação a Distância. Campinas: Autores Associados, 2003.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Senado Federal, 2017.

_______. Lei nº 13.415/17, de 16 de fevereiro de 2017. Institui a política de fomento à implementação de escolas de ensino médio em tempo integral. Brasília, 2017.

_______. Decreto nº 9057/17, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9394/96, que estabelece as diretrizes da educação nacional. Brasília, 2017.

_______. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria nº 275/2018. Autoriza Instituições de Ensino Superior criação de cursos de Mestrado e Doutorado na modalidade à distância. Brasília, 2018.

CASSOL, Rita Salete. Ensino médio à distância mediado pela internet – uma alternativa para alunos do Colégio Estadual Eleodoro Ébano Pereira. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Engenharia de Produção). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

CASSUNDÉ, F. R. et al. A escola no país das maravilhas tecnológicas... Revista Tecnologias na Educação v. 8. 2016.

CASSUNDÉ, F. R. et al. A influência das condições institucionais... para o ensino na EAD: proposição de um modelo analítico. vol. 22. n.2. Sorocaba: Avaliação, 2017.

COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Pesquisa em Administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. Porto Alegre: Bookmann, 2005.

CORONATO, Miguel López. Nuevas tecnologias y su uso em educación. In SOTO, Ucy et al. (Orgs.) Linguagem, educação e virtualidade. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

GONSALVES, Elisa Pereira. Conversas sobre a iniciação a pesquisa científica. Campinas: Editora Alínea, 2007.

HAIR JR., J.F.; BABIN, B.; MONEY, A.H.; SAMOUEL, P. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Tradução Lene Belon Ribeiro. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Id on Line Rev. Mult. Psic. V.13, N. 45, p. 691-706, 2019 - ISSN 1981-1179 Edição eletrônica em http://idonline.emnuvens-.com.br/id

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

LÉVY, P. A inteligência colectiva: para uma antropologia do ciberespaço. Lisboa: Ed. Instituto Piaget, 1994.

________. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1999.

MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 3. Ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MORAN, José Manuel. Aperfeiçoando os modelos de EAD existentes na formação de professores. Educação, Porto Alegre, v. 32, n. 3, p. 286-290, set./dez. 2009.

PINHO, A. Conselhos profissionais vetam alunos formados por educação a distância. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 abr. 2019. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2019.

RABELO, Patrícia Fraga Rocha. Panorama atual da educação superior a distância no Brasil. In: ROCHA, Nívea Maria Fraga (Org.). Educação, desenvolvimento humano e responsabilidade social: fazendo recortes na multidisciplinaridade. Salvador: Os autores, 2006.

SALDANHA, Luís Cláudio Dallier. A teleaula em questão. Tear: Revista de Educação Ciência e Tecnologia, Canoas, v.2, n.2, 2013.

SANTOS, Letícia Machados dos; ARAÚJO, Helisângela Bordes de. Ensino médio com intermediação tecnológica (EMITEC): inclusão e escolarização na zona rural e regiões remotas. Salvador: SEC, 2017.

YIN, Roberto K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookmann, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: