A Homofobia como Signo Ideológico dos Crimes de Ódio: Uma Análise da Argumentação Discursiva sobre os Direitos LGBT’S

Miguel Ângelo Silva de Melo, Isaac de Oliveira Magalhães e Silva, Karollyne Magalhães Dias, Antoniel dos Santos Gomes Filho

Resumo


A justificativa da presente investigação se dá, por um lado, pela constatação de que nunca se teve um momento tão propício para se analisar os discursos homofóbicos proferidos por oradores que buscam propagar o ódio, intencionando assim, adesão aos seus discursos argumentativos por auditórios específicos. Por outro lado, encontramos a movimentação civil organizada LGBT que vêm na contramão destes discursos, promovendo a desconstrução da retórica-argumentativa do preconceito, da exclusão e da abjeção, trazendo perspectivas anti-homofóbicas que se põem na transversalidade dos discursos do ódio, e respectivamente, buscam a criminalização dos crimes de ódio motivados pela orientação sexual e pela identidade de gênero da(s) vítima(s). A metodologia utilizada neste artigo é eminentemente, uma revisão bibliográfica de cunho sociológico com ênfase na produção da linguagem por meio de discursos argumentativos em defesa da dignidade da pessoa humana. Os achados indicam que a mobilização dos movimentos sociais foi fundamental para a definição de crimes de ódio enquanto todo e qualquer crime motivado pelo preconceito contra um determinado grupo social do qual a vítima faz parte direta ou indiretamente.

 

 


Palavras-chave


Discursos homofóbicos. Preconceito. Exclusão. Movimentos sociais. Criminalização

Texto completo:

PDF

Referências


BERSON, Betty. Setting them straight: you can do something about bigotry and homophobia in yor life. New York: Penguin Books USA, 1996.

BERUTTI, Eliane Borges. Gays, Lésbicas, transgenders: o caminho do arco-íris na cultura norte-americana. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

BORRILLO, Daniel. Homofobia. História e crítica de um preconceito. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

BÖS, Mathias. Rasse und Ethnizitӓt. Zur Problememgeschichte zweier Begriffe in der amerikanischen Soziologie. Auflage Juni. VS Verlag für Sozialwissenschaften. Wiesbaden: GWV Fachverlag, 2005.

BOYLE, Kelvin. Hate Speech: the United Staates versus the rest of the world? Heinonline, Maine Law Review, v. 53, n. 2, 2001.

BRAYNER, Aquiles. Lampião um bandido social? Análise discursiva da Revista Lampião da Esquina. 1998. 115f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Leiden, Leiden, 1998.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução Renato Aguiar. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

CARRARA, Sérgio. Políticas e direitos sexuais no Brasil contemporâneo. BAGOAS, n. 05, 2010, p. 131-147. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2015.

DIAS, Maria Berenice; CHAVES, Marianna. Diversidade sexual na Europa – uma visão a partir da Jurisprudência do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. In: GONÇALVES, Cláudia Maria da Costa. Direitos humanos: direitos de quem? Curitiba: Juruá, 2012. p. 201-224.

FACCHINI, Regina. Facchini. Sopa de letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades coletivas nos anos 90. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

__________. Movimento homossexual no Brasil: recompondo um histórico. Cad. AEL, [S.l.], v. 10, n. 18/19, 2003. Disponivel em: . Acesso em: 16 out. 2013.

FRANKLIN, John Hope; MOSS Jr., Alfred A. Von der Sklaverei zur Freiheit. Die Gechichte der Schwarzen in den USA. Übersetzung Angela Adams. Berlin: Ullstein, 1999.

GORISCH, Patrícia Cristina Vasques de Souza. O reconhecimento dos Direitos LGBT como Direitos Humanos. 2013. 115f. Dissertação (Mestrado em Direito Internacional) - Universidade Católica de Santos, Santos, 2013.

GREEN, James N. Além do Carnaval: a homossexualidade no Brasil do século XX. São Paulo: UNESP, 2000.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Tradução Adelaine la Guardia Resende. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

HARK, Sabine. Durchquerung des Rechts Paradoxien einer Politik der Rechte. In: BERGER, Nico J.; HARK, Sabine; ENGEL, Antke; GENSCHEL, Corinna (Hg.). Queering Demokratie sexuelle politiken. Berlin: Querverlag, 2000, s. 28-44.

JENESS, Valeria; GRATTET, Ryken. Criminology. Examining the Boundaries of Hate Crime Law: Disabilities and the “Dilemma of Difference”. The Journal of Criminal Law & Criminology., Northwestern University, v. 91, n. 3, p. 653-697, 2001a,

LAURENTIS, Teresa de. The technology of gender. Indiana: Indiana Universtity Press, pp. 1-30. 1987. Disponível em: . Acesso em: 18 mar. 2015.

LEVIN, Jack; MCDEVITT, Jack. Hate Crimes. Encyclopedia of Peace, Violence, and Conflict., Northeastern University: Academic Press, v. 2, p. 1-25, 2008.

_______. Session C. Bias Crime Offenders. Responding to Hate Crime: A Multidisciplinary Curriculum, p. 47-88. In: National Center for Hate Crime Prevention. 1993. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2014.

_______. Hate crimes: The rising tide of bigotry and bloodshed. New York: Plenum, 2002.

LOURO, Guacira Lopes. Teoria Queer – uma política pós-identitária para a educação. Estudos Feministas, v. 2, Ano 9, p. 541-553. 2001, Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2015.

MACRAE, Edward. Em defesa do Gueto. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, v. 2, n. 1, abr. 1983. p. 53-60. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2015.

MELO, Miguel A. S. De. Representações Sociais da Violência contra Homossexuais no Judiciário: Um estudo de caso de crime de ódio homofóbico no Estado do Ceará. 305 p. Tese (Doutorado em Sociologia) Programa de Pós-graduação em Sociologia, Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Recife, 2017.

_______,. Die Menschenrechtsverletzugen durch Hassverberchen. Eine Analyse der homophoben Gewalt am Beispiel Brasiliens. 2001, 189f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Universität Hamburg, Hamburg, 2001.

MOTT, Luiz Roberto de Barros. Homofobia: a violação dos direitos humanos dos gays, lésbicas e travestis no Brasil. San Francisco: IGLRHC; Salvador: GGB, 1997.

_______,. Dez viados em questão: Tipologia dos homossexuais na cidade de Salvador. Salvador: Espaço Bleff, 1987.

_______,. O sexo proibido: Virgens, gays e escravos nas garras da inquisição. São Paulo: Papirus, 1986.

FRY, Peter; MACRAE, Edward. O que é homossexualidade. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1988. (Coleção Primeiros passos).

RIOS, Roger Raupp. O conceito de homofobia na perspectiva dos direitos humanos e no contexto dos estudos sobre o preconceito e discriminaçãoIn : POCAHY, Fernando (Org.). Rompendo o silêncio: Homofobia e heterossexismo na sociedade comtemporânea. Porto Alegre: Nuances, 2007. p. 27-48.

ROSENFELD, Michel. Hate Speech in Constitutional Jurisprudence: a comparative analysis. Cardozo Law Review, New York, 24, n. 4, abril 2003, p. 2. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2016.

RӒTHZEL, Norbert. Gegenbilder. Nationale Identitӓt durch Konstruktion des anderen. Berlin: Opladen, 1997.

SANTOS, Rick J. PoÉtica da diferença: um olhar queer. São Paulo: Fantash, 2014.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela Mão de Alice: o social e o político na Pós-Modernidade. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

_______. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, [S.l], . 63, p. 237-280, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2015.

SILVA, Claudio Roberto da. Reinventando o sonho. História oral da vida política e homossexualidade no Brasil Contemporâneo. 1998. 156f. Dissertação (Mestrado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: Tomaz Tadeu da Silva (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos coloniais. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

_______. (Org.). Pedagogia dos monstros: os prazeres e os perigos da confusão de fronteiras. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 23-60.

SPAGHOL, Antônio Sérgio. O desejo marginal. Violência contra homossexuais na cidade de São Paulo. 1996. 156f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

TREVISAN, João Silvério. Devassos no paraíso. São Paulo: Limonard, 1986.

WEINBERG, George. La Homosexualidad Sin Prejuicios: Un revolucionário enfoque psicológico. Traducción de Martha Mastrogiácomo Society and the Healthy Homosexual, 1972. Cubierta Carlos Roland. 2. ed. Colección Liberd y Cambio. Buenos Aires, Barcelona: Granica Editor, 1977.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. p 7-72.. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos coloniais. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

ZAFFARONI, Raul Eugênio. O inimigo no direito penal. Tradução Sérgio Lamarão. Rio de Janeiro: Revan, 2014b. (Pensamento Criminológico).




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i38.877

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: