Análise dos Motivos dos Jovens e Adultos consumirem Álcool

Fernanda de Jesus Soares, Daiana Cirqueira Oliveira, Paula Rocha Oliveira, Tatiane Souza Lima, Adriana Lopes Rodrigues Alves, Matheus Lemos Silva, Stênio Fernando Pimentel Duarte

Resumo


O álcool é uma droga lícita responsável por deprimir o Sistema Nervoso Central e é tida como uma das substâncias com maior grau de consumo a nível mundial, a Organização Mundial da Saúde (WHO) traz que em média dois bilhões de pessoas fazem o consumo de bebidas alcoólicas, compreendendo tanto o uso por dependentes quanto o uso social. A indústria do marketing do álcool nos dias atuais age globalmente, tanto em países industrializados quando nos que ainda estão em desenvolvimento. Entretanto existem fatores além do marketing e o fácil acesso ao álcool, que podem levar ao seu consumo, como o incentivo através de amizades, isso se deve principalmente a necessidade de se enquadrar em grupos na sociedade. Esse artigo traz como objetivo a análise desses motivos pelos quais os jovens e adultos consomem o álcool. Metodologia: O presente estudo faz parte do projeto “Identificando o perfil epidemiológico da Obesidade em Vitória da Conquista” idealizado pelo Núcleo de Extensão, Pesquisa e Estudo de Doenças Crônicas – NEPEDC da Faculdade Independente do Nordeste.  O procedimento portou-se inicialmente através da aplicação de questionário, instrumento para coleta de dados que continha perguntas pertinente ao estudo, seguido de uma segunda entrevista realizada via ligação telefônica. Esses procedimentos foram realizados com indivíduos aleatórios, com faixa etária entre 20 a 59 anos, considerados jovens adultos. Resultados: A prevalência entre jovens e adultos é de 16% Jovens adultos, 59% Adultos e 21% Adultos velhos. A idade de inicio do consumo de álcool, 61% relataram que foi ainda na adolescência e 39% já na fase adulta. Em relação aos motivos que levam os jovens e adultos consumirem álcool 57% disseram ser para interagir com colegas, 16% para distrair-se de alguma situação/ problema, 14% para aliviar tensão/stress, 7% disseram beber por lazer, 4% em expectativa em algo positivo e 2% para aumento de confiança em situações com outras pessoas. Em relação aos meios que induziram os pesquisados a consumirem bebidas alcoólicas pela primeira vez, 68% disseram ter experimentado através de amigos, 23% por interesse próprio/curiosidade e 9% por meio de parentes. Nos resultados, dos lugares em que os pesquisados consomem álcool com mais frequência, 34% disseram ser em casa, 31% em bares, 29% em casas de amigos e 6% em clubes. Conclusão: Esta pesquisa foi voltada para análise dos motivos que levam os jovens e adultos a consumirem álcool, e em concordância com a avaliação dos dados e as informações literárias, é possível concluir que este consumo possa ser influenciado por diversos fatores. Notasse que a sociedade impõe de certo modo, normas e valores que seriam essenciais para uma harmonia social e hoje o uso de bebidas alcoólicas na sociedade está diretamente ligado a própria vivência que assegura uma vida social.

 

 


Palavras-chave


Consumo de álcool. Influência de amizades. Motivos que levam ao consumo

Texto completo:

PDF

Referências


ACSERALD, G., KARAM, M. L., DAVID, H. M. S. L., ALARCON, S., PFEIL, F. M. C., & ANDRADE, C. S. G. C. De. (2012). Consumo de Bedidas Alcóolicas no Brasil – Estudo com base em fontes secundárias, 162. Retrieved from http://www.flacso.org.br/portal/pdf/area_saude_publica_direitos_humanos/RelatorioConsumodoAlcoolnoBrasilFlacso05082012.pdf

BASTOS, F. V. (n.d.). Motivações para o Consumo de Bebidas Alcoólicas por Jovens: Proposta de uma Tipologia e Recomendações de Marketing Social, 1–15.

DIETZ, G., SANTOS, C. G. dos, HILDEBRANDT, L. M., & LEITE, M. T. (2011). As Relações Interpessoais e o Consumo de Drogas por Adolescentes. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (SMAD), 7(2), 85–91. Retrieved from http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1806-69762011000200006&script=sci_arttext

FARIA, R., VENDRAME, A., SILVA, R., & PINSKY, I. (2011). Propaganda de álcool e associação ao consumo de cerveja por adolescentes. Revista de Saúde Pública, 45(3), 441–447. https://doi.org/10.1590/S0034-89102011005000017

FEIJÃO, F. (2010). Epidemiologia do consumo de álcool entre os adolescentes escolarizados a nível nacional e nas diferentes regiões geográficas. Revista Toxicodependências. Edição IDT, 16, 29–46. Retrieved from http://www.idt.pt/PT/RevistaToxicodependencias/Artigos Ficheiros/2010/1/Text3Vol16_n1E.pdf

FILHO, N. H., & TEIXEIRA, M. A. P. (2011). Avaliação de motivos para uso de álcool: uma revisão de literatura. PSICO, Porto Alegre, PUCRS, 42(1), 7–15.

FILHO, N. H., & TEIXEIRA, M. A. P. (2012). Motivos para beber e situações de consumo de bebidas alcoólicas: um estudo exploratório. Mudanças - Psicologia Em Saúde, 20(1–2), 1–6.

KARLA FERRAZ DOS ANJOS, V. C., & SANTOS, O. da S. A. (2012). Caracterização Do Consumo De Álcool Entre Estudantes Do Ensino Médio. Revista Baiana de Saúde Pública, 36(2), 418–431.

LARANJEIRA, R., PINSKY, I., ZALESKI, M., & CAETANO, R. (2007). I Levantamento Nacional Sobre Os Padrões De Consumo De Álcool. Secretaria Nacional de Políticas sobre drogas. Retrieved from http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/relatorio_padroes_consumo_alcool.pdf

NEVES, K. DO C., TEIXEIRA, M. L. DE O., & FERREIRA, M. de A. (2015). Factors and motivation for the consumption of alcoholic beverages in adolescence. Escola Anna Nery - Revista de Enfermagem, 19(2), 286–291. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20150038

P, M. A., ÁGUIDA, M., MOURA, P., LEITE, J., BRAGA, B., SILVA, E., … LEITE, J. S. (n.d.). PESQUISA Motivação para o consumo de álcool entre adultos jovens em Teresina Motivation for alcohol consumption among young adults in Teresina Motivacion para el consumo de alcohol entre los adultos jóvenes en Teresina presente estudo de praticamente toda, 62–70.

REIS, A., BARROS, J., FONSECA, C., & PARREIRA, L. (2011). Prevalência da INGestão de Álcool nos Adolescentes – Estudo PINGA. Revista Portuguesa de Clínica Geral, 27(4), 338–346. Retrieved from http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-71032011000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

REIS, G. A., GÓIS, H. R. DE, ALVES, M. S., & PARTATA, A. K. (2014). Alcoolismo e seu Tratamento. Revista Científica Do ITPAC, Araguaína, 7(2), 1–11.

ROSA, L. F. DE A., & NASCIMENTO, A. R. A. (2015). Arquivos brasileiros de psicologia. Arquivos Brasileiros de Psicologia (Vol. 67). Univ. Retrieved from http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672015000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

SANAGIOTTO, C. (n.d.). Produções Didático-Pedagógicas.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SONIA APARECIDA NAZÁRIO ESTADUAL VINÍCIUS DE MORAES DE NOVA TEBAS - PR ESTADUAL VINÍCIUS DE MORAES DE NOVA TEBAS - PR. (2011).

VENTUROSO, Edmar. (2015). Breve Estudo Sobre O Consumo De Bebidas Alcoólicas Entre Colaboradores / Funcionários De Uma Cervejaria De Médio Porte Do Centro-Oeste Do Estado De São Paulo. Trabalho de conclusão do curso de Enfermagem da Fundação Educacional do Município de Assis - FEMA, 2015.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i35.756

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: