A Doença de Parkinson na pessoa Idosa e a Relação com sua Qualidade de Vida

Kátia Policarpo de Sousa Luz, Virgínia Maria Mendes Oliveira Coronago

Resumo


O presente estudo teve como objetivo fornecer informações sobre a fisiopatologia, manifestações clínicas e os impactos físicos, sociais e emocionais que influenciam na qualidade de vida de idosos portadores doença de Parkinson. A doença de Parkinson é considerada uma enfermidade neurodegenerativa crônica e progressiva que limita a independência nas atividades funcionais e na qualidade de vida dos pacientes podendo causar uma série de desafios. Apresenta sintomatologia complicada, com disfunções de ordem motora, como fortes tremores de mãos, pés e corpo, rigidez muscular, alterações posturais, desequilíbrio, incontinência urinária, alterações na fala, entre outros. É caracterizada, também, por manifestações não motoras, como as sensitiva-sensoriais, autonômicas, afetivas, cognitivas, comportamentais e do sono, que poderão causar incapacidades e contribuir com a dependência do portador. A qualidade de vida atua como um indicador nos conceitos clínicos de doenças específicas por meio da avaliação do impacto físico e psicossocial que algumas enfermidades podem gerar, possibilitando assim um melhor conhecimento do paciente e de sua adaptação a determinada condição. Devido à possibilidade de incapacidade produzida pelos sintomas da doença, é fundamental a adoção de estratégias para melhorar a qualidade de vida dos portadores, como adoção de recursos terapêuticos complementares. Foi realizado um levantamento bibliográfico através de busca eletrônica de trabalhos científicos que nos possibilitou perceber que, devido ao caráter progressivo e degenerativo da doença é preciso que profissionais da área de saúde estejam atentos para conhecer e indicar maneiras adequadas para prevenir e minimizar os efeitos da enfermidade, proporcionando aos portadores manutenção/ melhoria qualidade de vida.


Palavras-chave


atividade física, envelhecimento, equilíbrio postural, qualidade de vida.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Evili Maluf Rodrigues. Prática em equoterapia: uma abordagem fisioterápica. São Paulo: editora Atheneu. 2009.

ARAGÃO, F.A.; NAVARRO, F.M. Análise da correlação entre os distúrbios do equilíbrio e a propensão a quedas em uma população parkinsoniana. Fisioterapia em Movimento, v.19, n.3, p.4-54, 2006.

BARTELS, A.L.; LEENDERS, K.L. Parkinson’s disease: the syndorme, the pathogenesis and pathophysiology. Cortex, n.45, p.915-21, 2009.

CARDOSO, S.R.X.; PEREIRA, J.S. Análise da função respiratória na doença de Parkinson. Arq Neuro-Psiquiatr., v.60, n.1, p.91-95, 2002.

CAMARGOS, A.C.R.; CÓPIO, F.C.Q.; SOUSA, T.R.R.; GOULART, F. O impacto da doença de Parkinson na qualidade de vida: uma revisão de literatura. Rev Bras Fisiot, 8(3):267-72, 2004.

CORONAGO, Virginia Maria Mendes Oliveira. “Papagaio véio não aprende a fala!?” Um ensaio polifônico sobre os significados das vivências musicais em grupo de idosos portadores de doença de Parkinson. [dissertação]. 99f. Pontifícia Universidade Católica, São Paulo-SP, 2009,

CÔRTE, B.; NETO, P.L. A musicoterapianadoença de Parkinson. CiênciaSaúdeColetiva, 16(6):2295-304, 2009.

CRUZ, João Maria da. Benefícios da caminhadanaáguanaqualidade de vida de pacientes com doença de Parkinson. [trabalho de conclusão de curso]. 21f. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal-RN, 2016.

EDWARDS, susan. Fisioterapianeurológica, umaabordagemcentradanaresolução de problemas. Porto Alegre: ArtMed, 2009.

FERRANTE, A.; et al. Efeito da terapiamofuncional no tratamentoterapêutico do mal de Parkinson. Unoesc e Ciência-ACBS-Edição Especial, p.47-52, 2014.

FREITAS, Francisca Rosicléia Lima de. Cinesioterapia no tratamento das disfunçõesdecorrentes da doença de Parkinson. [dissertação]. 52f. Faculdade FAIPE, Manaus-AM, 2015.

GRAÇA, Pedro Emanuel Semedo. Aimportância dos cuidadosprestadospelos familiars aoutenteportador de doença de Parkinson. [trabalho de conclusão de curso]. 79f. Universidade do Mindelo, 2015.

GONÇALVES, G.B.; LEITE, M.A.A.; PEREIRA, J.S. Influência das distintasmodalidades de reabilitaçãosobre as disfunçõesmotorasdecorrentes da doença de Parkinson. RevistaBrasileira de Neurologia, 47(2):22-30, 2011.

GONÇALVES, L.H.T.; BENEDETTI, T.R.B.; LOPES, M.A.; VILELA, A.B.A.; SANTOS, C.A. Vivência corporal para portadores de doença de Parkinson: efeitosnacapacidadefuncional. Geriatria e Gerontologia, 4(2):62-8, 2010.

GOULART, F.R.P.; et al. O impacto de um programa de atividade física na qualidade de vida de pacientes comdoença de Parkinson. RevBrasFisioter, v.9, n.1, p.49-55, 2005.

GROSSET, D.; TAURAH, L.; BURN, D.J.; MACMAHON, D.; FORBES, A.; TURNER, K.; et al. A multicentre longitudinal observationalstudy of changes in selfreportedhealth status in peoplewitchParkinson’sdiseaseleftuntreated at diagnosis. J NeurolNeurosurgPsychiatry, 78:465-9, 2007.

HAASE, D.C.B.V.; MACHADO, D.C.; OLIVEIRA, J.G.D. Atuação da fisiotrapia no paciente com doença de Parkinson. FisioterapiaemMov, 21:79-85, 2008.

JONES, D.; GODWIN-AUSTEN, R.B. Doença de Parkinson. In: CASH Neurologia para Fisioterapeutas. STOKES, Maria. São Paulo: Premier, p.167-177, 2002.

KANASHIRO, M.G.; FUJIHARA, C.; OLIVEIRA, C.S. Fatores que contribuem na qualidade de vida dos pacientes comdoença de Parkinson. Ter Man., 7(34):484-7, 2009.

KOCHE, José Carlos. Fundamentos de Metodologia Científica: teoria da ciência e prática da pesquisa. 14ª edição, Petrópolis, Editora: Vozes, 1997.

KUSTER, B.J.K.; SILVA, L.A.A.; LEITE, M.T.; COSTA, M.C. Cuidados de Enfermagemaos usuarios comdoença de Parkinson na atenção básica de saúde. Revista de Enfermagem da UFSM, 4(1):10-18, 2014.

LANA, R.C.; ÁLVARES, L.M.R.S.; NASCIUTTI-PRUDENTE, C.; GOULART, F.R.P.; TEIXEIRA-SALMELA, L.F.; CARDOSO, F.E. Percepção da qualidade de vida de individuos comdoença de Parkinson através do PDQ-39.RevBrasFisioter,,v.11, n.5, p.397-402, 2007.

LANGSTON, J.W. Búsqueda de la causa de la enfermedad de Parkinson. Archivos de Neurologia, 54: 264-271, 2002.

LI, H.; et al. Nonmotor symptoms are independently associated witch impaired heath-related quality of life in Chinese patients with Parkinson’s disease. MovDisor, v.25, n.16, p.2740-6, 2010.

LIMONGI, J.C.P. Conhecendomelhor a doença de Parkinson: umaabordagemmultidiscipinar com orientaçõespráticas para o dia a dia. São Paulo: Plexus; 2002.

LIMONGI, J.C.P. Doença de Parkinson. RevBrasMed, 50:1079-1084, 2003.

LIMA-COSTA, M.F.; CAMARANO, A.A. Demografia e epidemiologia do envelhecimento no Brasil. In: Moraes EN. Princípios básicos de geriatria e gerontologia. Belo Horizonte: Coopmed, p.01-19, 2008.

LUCAS-CARRASCO, R.; PASCUAL-SEDANO, B.; GALÁN, I.; KULISEVSKY, J.; SASTRE-GARRIGA, J.; GÓMEZ-BENITO, J. Usingthe WHOQOL-DIS to measurequality of life in personswitchphysicaldisabilitiescausedbyneurodegenerativedisorders. NeurodegenerDis, 8(4):178-86, 2011.

MAIA, F.M. Avaliação da geração de palavras, emindivíduos com doença de Parkinson, através de ressonânciamagnéticafuncional. [tese]. Faculdade de Medicina. Universidade de São Paulo, 2009.

MANAHAS, D.V.; et al. Perspectiva da Saúde e Doença. 3ed. Portugal: editora Porto, 2007.

MARTINEZ, Sabrina Lombardi. Fisioterapianaequoterapia: análise de seusefeitossobre o portador de necessidadesespeciais. São Paulo: Editoraidéias e letras, 2005.

MEDEIROS, Mylena; DIAS, Emília. Equoterapia: bases e fundamentos. Rio de Janeiro: Revinter, 2002.

MEIRA, E.C.; SENA, E.L.S.; SOUZA, A.S.; CORONAGO, V.M.M.O.; GONÇALVES, L.H.T.; SANTOS, E.T.; SORTE, A.A.S.; SANTOS, L.T. Tecnologia assistive de vivênciasmusicaisnarecuperação vocal de idososportadores de doença de Parkinson. Rev Bras Geriatr e Gerontol, 11(3):341-355, 2008.

MENESES, M.S.; TEIVE, H.A.G. Doença de Parkinson: Aspectosclínicos e Cirúrgico. 2.ed. Rio de Janeiro: GuanambaraKoogan, 2006.

MINAYO, M.C.S.; HARTZ, Z.M.A.; BUSS, P.M. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência da SaúdeColetiva, 5(1):7-18, 2002.

NAVARRO-PETERNELLA, F.M.; MARCON, S.S. Qualidade de vida de individuos com Parkinson e suarelaçãocom tempo de evolução e gravidade da doença. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 20(2):08-15, 2012.

NETO, Pedro Lodovici. A musicoterapiacomotratamentocoadjuvante à doença de Parkinson. [dissertação]. 224f. PontifíciaUniversidadeCatólica de São Paulo, São Paulo-SP, 2006.

ORTEGA, J.S.; OLIVEIRA, T.L.; OLIVEIRA, D.V.; BENEDETI, M.R.; BERTOLINI, S.M.G. Avaliação da marcha, equilíbrio e qualidade de vidaemindivíduos com a doença de Parkinson submetidosaotratamentopormeio da hidroterapia. RevistaInspirar-Moviemento e Saúde, v.6, n.4, 2014.

PACCHETTI, C.; MANCINI, F.; AGLIERI, R.; FUNDARÓ, C.; MARTIGNONI, E.; NAPPI, G. Active music therapy in Parkinson’s disease: an integrative method for motor and emotional rehabilitation. Psychosom Med, 62:386-93, 2002.

PAVEI, Alice Zanette. A equoterapiacomorecursofisioterapêuticonadoença de Parkinson. [trabalho de conclusão de curso]. 82f. Universidade do ExtremoSulCatarinense, Criciúma-SC, 2011.

POEWE, W.; et al. Levodopa in the treatment of Parkinson’s disease: an old drug still going strong. Clin. Interv. Aging, v.5, p.229-238, 2010.

PRADO, A.L.C.; et al. Avaliação do desempenho motor e cognitive nadoença de Parkinson. FisioterapiaBrasil, v.8, n.6, p.420-424, 2007.

QUEIROZ, Fabíola Sousa. Autocuidado e qualidae de vida de idosas com Parkinson e disfunçãomiccional. [dissertação]. 130f. Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-GraduaçãoemEnfermagem, Salvador-BA, 2012.

ROSSO, A.L.Z.; NICARETTA, D.H.; MATTOS, J.P. Correlaçãoanatomoclínicasnadoença de Parkinson. Rev Bras Neurol, v.44, n.4, p.41-47, 2008.

ROWLAND, L.P. Tratado de Neurologia.10 ed. Rio de Janeiro: GuanambaraKoogan, 2002.

SANTOS, V.V.; LEITE, M.A.A.; SILVEIRA, R.; ANTONIOLLI, R.; NASCIMENTO, O.J.; FREITAS, M.R. Fisioterapianadoença de Parkinson: umabreverevisão. Rev Bras Neurol., 46 (2):17-25, 2010.

SEIDL, E.M.F.; ZANNON, C.M.L.C. Qualidade de vida e saúde: aspectosconceituais e metodológicos. Cadernos deSaúdePública, 20 (2):590-8, 2004.

SILVA, M.F.; et al. Relação entre osníveis de atividadefísica e qualidade de vida de idosossedentários e fisicamenteativos. RevistaBrasileira de Geriatria e Gerontologia, v.15, n.4, p.635-642, 2012.

SILVA, P.F.C.; et al. Correlação entre perfilclínico, qualidade de vida e incapacidade dos pacientes da AssociaçãoBrasil Parkinson. ConscientiaeSaúde, v.10, n.4, p.650-656, 2011.

SILVA, J.A.M.G.; DIBAI FILHO, A.V.; FAGANELLO, F.R. Mensuração da qualidade de vida de indivíduos com a doença de Parkinson pormeio do questionário PDQ-39. Fisioterapia e Movimento, 24(1):141-6, 2011.

STEIDL, E.M.S.; ZIEGLER, J.R.; FERREIRA, F.V. Doença de Parkinson: revisãobibliográfica. Ciências da Saúde, v.8, n.1, p.115-129, 2007.

STEIDE, E.M.S.; ZIEGLER, J.R. Doença de Parkinson: Revisão Bibliográfica. Ciências da Saúde, v.8, n.1, p.115-129, 2007.

STOKES, M. Neurologia para Fisioterapeutas, traduzido do original emingêsNeurologicalPhysioterapy. Colômbia: Premier, 2002.

SUZUKAMO, Y.; OHBU, S.; KONDO, T.; KOHMOTO, J.; FUKUHARA, S. Phychologicaladjustment has a greatereffectonhealth-relatedquality of lifethanonseverity of disease in Parkison’sdisease. MovDisord., 21(6):761-6, 2006.

VARA, A.C.; MEDEIROS, R. O tratamentofisioterapêuticonadoença de Parkinson – Revisão. Rev Neuricienc, p.1-7, 2011.

VAZ, R. Guias de Saúde da doença de Parkinson. Hospital de São João: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Portugal: editor Porto, 2011.

ZASLAVSKY, C.; GUS, I. Idosos: doençacardíaca e comorbidades. Arq Bras Cardiol., v.79, n.6, p.635-639, 2002.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i35.720

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Kátia Policarpo de Sousa Luz, Virgínia Maria Mendes Oliveira Coronago

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: