A Contribuição da Família e da Escola na Aprendizagem das Crianças do 4º Aano do Ensino Fundamental I, da Escola Bom Jesus da Lapa em Araripina – Pernambuco

Jurandi Afonso de Sousa, Márcia Cristina Moraes Cotas Videira

Resumo


O tema dessa pesquisa é a contribuição da família e da escola na aprendizagem das crianças do 4º ano do Ensino Fundamental I. É uma pesquisa de abordagem quantitativa e qualitativa. O principal objetivo foi saber como a família e a escola contribuem na aprendizagem dessas crianças. O universo de pesquisa foi a Escola Bom Jesus da Lapa em Araripina – Pernambuco. Ao todo catorze sujeitos, participaram da pesquisa respondendo às entrevistas, sendo eles: duas coordenadoras (pedagógica e administrativa), dez pais de alunos e duas professoras. Para alcançar os objetivos propostos, aplicou-se além das entrevistas aos sujeitos relacionados, uma entrevista em grupo com os pais de alunos e também realizou-se a análise de dois documentos da escola: Atas de Reuniões e Projeto Político Pedagógico. Concluiu-se que a ausência da relação colaborativa entre família e escola é o principal fator que institui a não contribuição de ambas as instituições na efetivação da aprendizagem dos alunos de 4º ano da Escola Bom Jesus da Lapa, em Gergelim, Araripina – PE.

 


Palavras-chave


Contribuição, Escola, Família. Aprendizagem. Relação colaborativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHOLO, M. H. Relatos do Fazer pedagógico. Rio de Janeiro: NOOS, 2001.

BEYER, Hugo Otto. A educação inclusiva: ressignificando conceitos e práticas da educação especial. Inclusão. Revista da Educação Especial, Brasília, 2006.

______. Inclusão e Avaliação na escola: alunos com necessidades educacionais especiais. Porto Alegre. Mediação, 2010.

BHERING, E.; SIRAJ-BLATCHFORD I. A relação escola-pais: um modelo de trocas e colaboração. Caderno de pesquisa, n. 106, p. 191-216, mar. 1999.

BORDENAVE, Juan E. Díaz. O que é participação? São Paulo - SP: Brasiliense, 1983.

BRASIL. Constituição federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília - DF: Ministério das Comunicações, 1988.

______. Estatuto da criança e do Adolescente 8069/90. Brasília – DF: MEC 2004.

______. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação 9.394/96. Brasília – DF: MEC, 1996.

CLÁUDIO, Luiz. Quando intervir na vida social de seu filho adolescente. 2012. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2015.

DEMO, Pedro. Participação é conquista. São Paulo - SP: Cortez, 2001.

ESTEVES, Jose M. A terceira revolução educacional: A educação na sociedade do conhecimento. São Paulo - SP: Moderna, 2004.

FERNANDES, Alícia. O Jogo sabre. Porto Alegre - RS: Artimed, 2001.

FONSECA, Vitor. Introdução às dificuldades de aprendizagem. Porto Alegre - RS: Artes Médicas, 1995.

GADOTTI, Moacir. Escola Cidadã. 2. ed. São Paulo - SP: Cortez, 1993.

GAGNÉ, R. M. Como se realiza a aprendizagem. Rio de janeiro – RJ: Livros Técnicos, 1974.

GÓES, Maria Cecília Rafael. Desafio da inclusão de alunos especiais: a escolarização do aprendiz e sua constituição como pessoa. In: GÓES, Maria Cecília Rafael; LAPLANE, Adriana Lia Friszman. Políticas e práticas de educação inclusiva. Campinas - SP: Autores Associados, 2004. p. 69-92.

GOHN, Maria da Glória (Org.). Movimentos Sociais no inicio do século XXI: antigos e novos atores sociais. 3. ed. Petrópolis - RJ: Vozes, 2007.

LAVILLE, Christian; Dionne, Jean (1999). A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Tradução de Heloísa Monteiro e Francisco Settineri. Porto Alegre - RS: Artes Médicas: Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e Gestão da Escola: teoria e prática. 5. ed. Goiânia - GO: Alternativa, 2004.

LOPES, Maria Inmaculada Vassalo. Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Loyola, 1999.

LÓPEZ, Jaume Serramoni. Educação na família e na escola. São Paulo-SP: Loyola, 2002.

MARCHESI, ÁLVARO; GIL H. Carlos. Fracasso Escolar – uma perspectiva multicultural. Porto Alegre - RS: ARTMED, 2004.

MARQUES, R. Professores, família e projecto educativo. Porto - PT: Asa Editores, 2001.

NOGUEIRA, Neide. A Escola Relação Entre a COMUNIDADE na perspectiva dos PCNs. Revista Pedagógica PÁTIO: Comunidade e Escola – Integração acional. Porto Alegre - RS: ARTIMED, 1998, ano 3.nº 10,p. 13-17.

NOGUEIRA, Raimundo Augusto. Mudanças na sociedade contemporânea. Mundo Jovem. São Paulo, nº. 123, fev. 2002.

OMOTE, Sadão. A integração do deficiente: um seu do problema. Revista Temas em Psicologia, nº 2, 1995.

______. Inclusão: intenção e realidade. Marília - SP: FUNDEPE, 2004.

PARO, Vitor Henrique. Qualidade de ensino: A contribuição dos pais. São Paulo - SP: Xamã, 2000.

PAROLIN, Isabel Cristina Hierro. Pais e Educadores: quem tem tempo de educar? Porto Alegre - RS: Mediação, 2007.

PASSOS, Miriam Barreto de Almeida. Professores do ensino superior: práticas e desafios. Porto Alegre - RS: Mediação, 2009.

PEDROSA, Gustavo. A deficiência e a família. Publicado em 30 ago. 2012. Oficina de Psicologia. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2013.

PERRENOUD, Philippe. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre - RS: Artmed, 1999.

PIAGET, Jean. Para onde vai à educação? Rio de janeiro - RJ: Jose Olímpio, 2007.

PORTO, Maria do Rosário Silveira. Função Social da Escola In: FISCHMANN, R.(org.). Escola Brasileira: temas e estudos. São Paulo: Atlas, 1987.

REIS, Risolene Pereira. In. Mundo Jovem, nº. 373. Fev. 2007, p. 6.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo – SP: Atlas, 1999.

SILVA, Sônia Oliveira. A Relação Família/Escola. Educação e Ciência. Publicado em: 09 jul. 2008. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2015.

SILVANO, Elenir de Aguiar. Família e escola. Trabalho de Conclusão de Curso, do Curso de Pedagogia, do Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI, 2009.

SOUZA, P. N. P.; SILVA, E. B. da. Como entender e aplicar a Nova LDB. São Paulo - SP: Pioneira, 1997.

STRAUSS, Anselm; CORBIN, Juliet. Pesquisa qualitativa – técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. 2ª Ed. Porto Alegre - RS: Artmed, 2009.

TEIXEIRA, Manuela. O professor e a escola. Lisboa - Portugal: Mcgraw-Hill, 1995.

TIBA, Içami. Disciplina: limite na medida certa. 8. Ed. São Paulo - SP: Editora Gente, 1996.

______. Pais e Educadores de Alta Performance: Gente,

______. Quem ama educa. São Paulo - SP: Gente, 2002.

TORRES, Sueli. Uma função social da escola. Em WWW. Fundaçãoromi.org.br/homesite/news.asp?news=775.acesso em15/1/08

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Disciplina: construção da disciplina consciente e interativa em sala de aula e na escola. 7. ed. São Paulo: Liberdade, 1989.

______. Relação Escola-Família: da acusação à integração educativa. In: AEC, Revista Educativa. Família e Escola: sentido e ralações, nº. 93, a. 23, out./dez. 1994.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo - SP: Martins Fontes, 1998.

______. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: Vygotsky, lev Semyonovitch.; LURIA, Alexander Romanovitch.; LEONTIEV, Aleksei Nikolaievitch.; linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2001.

______. Formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo - SP: Martins Fontes, 2007.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3ª ed. Porto Alegre - RS: Bookman, 2005.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre - RS: Artmed, 1998.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i34.696

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line é indexada nas seguintes bases de dados: