Bruxas, Mito ou Realidade: A Educação Feminina no Período Medieval

Cheila Cristina dos Santos Teixeira, Lireida Maria Albuquerque Bezerra

Resumo


Histórias de bruxas sempre fascinam pela magia e mistério que rodam suas figuras. Boas ou más, elas sempre fizeram parte do imaginário infantil nos mais diversos contos, passados por nossos pais e avôs de geração à geração. Quem não conhece uma boa história de bruxa ou não se lembra uma mulher feia com uma grande verruga no nariz? Contudo, será que elas realmente existiram ou foram criadas apenas com o intuito de educar através do medo, tão comum em épocas mais remotas? O presente estudo tem como objetivo elucidar o mistério envolvendo essas mulheres, voltando o olhar para a Idade Média, procurando identificá-las e por que assim eram consideradas. Através de um estudo bibliográfico o trabalho mostrará quem eram essas mulheres, que tipo de educação elas tinham e que se nos deixaram algum legado. Torna-se relevante por desmistificar a figura da bruxa como ela é conhecida nos dias atuais.


Palavras-chave


Bruxas, Mulheres, Magia, Idade Média, Educação

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, José Jobson de A. e PILETI, Nelson. Toda a história: história geral e história do Brasil. São Paulo. Editora Ática, 2001.

CABOT, Laurie. O poder da bruxa: a terra, a lua e o caminho mágico feminino. Rio de Janeiro. Editora Campus, 1992.

NOGARE, Pedro Dalle. Humanismos e Anti-humanismos: introdução a antropologia filosófica. Petrópolis, Ed. 9. Editora Vozes, 1985.

PINSKY, Jaime. As primeiras civilizações. São Paulo. 25ed. Editora Contexto, 2015.

ANGELIN, Rosangela. Revista espaço acadêmico, n 53 Outubro, 2005 Acesso em: 02 de setembro de 2015. https://espacoacademico.wordpress.com/2012/08/.../comment-page-1/




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v10i33.635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: