A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem na Percepção dos Profissionais da Atenção Básica

Maria Ayrlles Macêdo, Marco Túlio Aguiar Mourão Ribeiro, Francisca Bezerra de Oliveira, Marcos Paulo Egídio Bezerra, Maria Fabiana de Paula Lima, Paulo Geovane Bezerra de Sousa

Resumo


Visando diminuir os índices de mortalidade e as morbidades relacionadas ao homem, o Ministério da Saúde delineia ações e políticas que vislumbram reduzir tais índices e atua diretamente na promoção da saúde, prevenção de doenças, tratamento e cura. Com esse propósito foi criada a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), sendo instituída pela Portaria nº 1.944/GM, de 27 de agosto de 2009. O presente estudo tem como objetivo compreender como a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem está sendo executada em um munícipio da Região Centro-Sul do Ceará e identificar as ações ofertadas pelo referido município para o público masculino no âmbito da Atenção Básica. Trata-se de uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa. Para a coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas com 20 profissionais de nível superior, bem como observação não participante e análise documental. A Análise de dados foi pautada pela Análise de Conteúdo na modalidade de Análise Temática de Bardin. Da análise emergiram dois temas: Dificuldades na execução da Política de Saúde do Homem na Atenção Primária e Saúde do Homem na Atenção Básica: ações a serem implementadas. Os resultados revelam que os profissionais da Atenção Básica têm um pouco conhecimento a respeito da Política de Saúde do Homem, tendo dificuldade de executá-la, ou seja, de colocá-la em prática, devido à falta de capacitação, o que leva à não execução de ações integrais e efetivas à Saúde do Homem   como preconiza o Ministério da Saúde e a pouca oferta de serviços destinados ao público masculino, no município objeto deste estudo.  As ações desenvolvidas em relação à saúde do homem ocorrem de forma pontual, com ênfase no atendimento clínico, prevenção do câncer de próstata e novembro azul.   Os residentes em Saúde da Família e Comunidade da Escola de Saúde Pública do Ceará-ESP têm papel importante nesse processo, devem sensibilizar os profissionais e gestores que ofertam os serviços em saúde, objetivando viabilizar na prática ações concretas no campo da Saúde do Homem, evitando possíveis agravos à saúde nesse grupo.

 

 


Palavras-chave


Atenção Primária a Saúde. Saúde do Homem. Política Social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v10i31.513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: