Dança de Zumba como Instrumento em prol da Saúde e do Bem estar para Comunidades Periféricas do Município

Jailson do Nascimento Alves, Deise Cristiane do Nascimento

Resumo


O objetivo do trabalho é compreender os fatores motivacionais das aulas de Zumba em prol da saúde e do bem estar nas comunidades periféricas do município de Petrolina/PE, os quais são praticantes nas chamadas “Academia da cidade”. A amostra é composta por pessoas adultas do gênero feminino e a pesquisa caracterizou-se como descritiva, pois foi aplicado um questionário com questões fechadas sobre os objetivos traçados e as respostas foram tabeladas no programa Microsoft Office Word 2007. Os resultados obtidos demonstram o quanto os alunos melhoraram em seu condicionamento físico ocasionando um melhor bem estar entre os praticantes da dança em locais abertos e gratuitos para quaisquer idades. Os resultados demonstram ainda que para a população os motivos de adesão mais citados foram por ser uma aula relacionada à dança e sensação de bem estar pós aula, o que obriga a Gestão Pública a ocupar mais espaço com a prática da dança como exercício físico, provocando menos gasto no setor da saúde.

Palavras-chave


Bem Estar; Dança; Saúde; Zumba.

Texto completo:

PDF

Referências


ARSEGO, N. R. Motivação a pratica regular de atividades físicas na academia de ginástica: uma revisão de literatura, monografia apresentada na escola de Educação Física da Universidade federal do Rio Grande do Sul. 2012.

BARBANTI, V. J. Dicionário de educação física e do esporte. São Paulo: Manole, 1994.

FERREIRA, A. B. H. Minidicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 16 1993.

FORGIARINI, L. Adesão de clientes na academia após aplicação de estratégia de marketing: Um estudo de caso. 2012. 52 f. TCC (Curso de Educação Física) – Universidade do Estremo Sul Catarinense, Criciúma, 2012.

GONÇALVES, A.; VILARTA, R. Qualidade de vida e Atividade física. Explorando teoria e pratica. Barueri, SP: Manole, 2004.

HASS, A. N.; GARCIA, Â. Ritmo e dança. Canoas. Ed. ULBRA, 2006.

MENDES, M. V. A dança. São Paulo: E. Claro, 1988.

OLIVEIRA, J. J. Motivos de adesão aos programas de exercícios físicos: um estudo exploratório com praticantes de academias de musculação e ginástica na cidade de Criciúma - SC. 2011. 52 f. TCC (Curso de Educação Física) - Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2011.

PEDRO, D. L. Motivos de adesão e aderência ao treinamento funcional orientado no município de criciúma – SC. 2013, 32f. TCC (Curso de Educação Física) – Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2013.

ROJAS, C. N. P. Aderência aos programas de exercícios físicos em academias de programas de ginástica na cidade de Curitiba – PR. 2003, 127f. Dissertação (Mestre em Educação Física). Área de Concentração: Atividade Física Relacionada à Saúde. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

SABA, F. Aderência: à prática do exercício físico em academias. São Paulo: Manole, 2001.

SZUSTER. Estudo qualitativo sobre a dança como atividade física em mulheres acima 50 anos. 69f. (Monografia de Bacharel em Educação Física) Porto Alegre – RS: 2011.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v10i30.449

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: