Representações da Violência por Professores

Maria das Graças de Carvalho, Gislene Farias de Oliveira, Ana Carita

Resumo


A violência no espaço escolar tem sido motivo de  preocupação em todo o mundo. O objetivo foi  analisar a violência no espaço escolar, à partir da percepção dos professores no município de Simões-PI. Fizeram parte da amostra, 49 docentes, sendo 77,6%  mulheres e 22,4% homens.   Desses, 98,0% observaram episódios de violência na escola, sendo o tipo mais comum, a patrimonial 28,5%, seguida da física 27,2%; da negligência 22,8% e da psicológica em 21,0% dos casos. Dentre as modalidades mais citadas estiveram presentes nas respostas, a Intimidação (40,8%); a Difamação (16,3%); o Assédio moral (12,2%); a Injúria (4,1%) e, outras (26,5%). Com relação ao local onde foram observadas as violências, Foram citados: Dentro da Escola 40 (81,6%); Na rua 3 (6,1%); Outro lugar 2 (4,1%); Não responderam a esta questão 4 (8,2%). Quanto às Representações sociais de Violência, sobressaiu-se uma única categoria: Ação maléfica. O estudo concluiu que a violência no ambiente escolar ainda necessita ser mais discutida, para que se possa conhecer aspectos associados às diversas variáveis implicadas, não demonstradas no presente estudo. Nesse sentido evidencia-se a importância que se deva dar para a identificação dos possíveis casos de problemas acadêmicos, visando prevenir-se a tempo, as situações de risco.


Palavras-chave


Violência. Espaço-escolar. Representações sociais

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, Mirian. Violência escolar: O bê a ba da intolerância e da discriminação – Brasil, Ed. UNICEF, 2009.

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. 3a ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

ARROYO, Miguel. Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

BARROS-BRISSET, Fernanda. Por uma política de atenção integral ao louco infrator. Belo Horizonte: TJMG. Disponível em: . Acesso em: jan. 2013, 2010.

BENET-MARTÍNEZ, V. ; JOHN, O. P. Los cinco grandes across cultures and ethnic groups: Multitrait multimethod analyses of the Big Five in Spanish and English. Journal of Personality and Social Psychology, 75, 729-750, 1998.

CAMACHO, L. M.Y. Violência e indisciplina nas práticas escolares de adolescentes: um estudo das realidades de duas escolas semelhantes e diferentes entre si. São Paulo. Tese (dout.) Universidade de São Paulo, 2000.

COELHO JUNIOR, L. L. Uso potencial de drogas em estudantes do ensino médio: Suas correlações com as prioridades axiológicas. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social). Universidade federal da Paraíba, João Pessoa, PB, 2001.

DADOUN, R. A. Violência. Ensaio a cerca do homo violens. Trad. P. Ferreira, C. Carvalho, Rio de Janeiro: Difel, 1998.

DUBET, F. A escola e a exclusão. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n.119, p.29-45, jul., 1998. Disponível em: www.scielo.com.br/scielo. Acesso em: 12/10/2015.

_____________. A escola e a exclusão. Tradução de Neide Rezende. Cadernos de Pesquisa, n. 119, p. 29-45, julho, 2003.

FORMIGA, N. S.; GOUVEIA, V. V. Adaptação e validação da escala de condutas anti-sociais e delitivas ao contexto brasileiro. Revista Psico, v. 34, n. 2, p.367-388, 2003.

FORMIGA, N. S.; TEIXEIRA, J.; CURADO, F.; LÜDKE, L. & OLIVEIRA, A. R. N. A predição das condutas anti-sociais e delitivas a partir dos traços de personalidade. XXXIII Reunião anual da sociedade brasileira de psicologia. Psicologia: Compromisso com a vida, (p. 381). Belo Horizonte - MG: Sociedade Brasileira de Psicologia. [Resumos], 2003.

FRÍAS, M. A., SOTOMAYOR, M. P., VARELA, C. B. C., ZARAGOZA, F. O., Banda, A. L. B., & García, A. S. Predictores de la delincuencia juvenil. La Psicología Social en México, (8), 486-492, 2000.

GAZZANIGA, M. S.; HEATHERTON, T. F. Personalidade. In Ciência psicológica: mente, cérebro e comportamento (pp. 470-496). Porto Alegre: Artmed, 2005.

GUIMARÃES, A. M. A Escola e a ambigüidade. In: Silva, A. et al. O Papel do diretor e a escola de 1º grau. São Paulo. p.51-74, 1992.

LACADÉE, P. Da norma da conversação ao detalhe da conversação. In P. Lacadeé, & F. Monier (Orgs.), Le pari de la conversation. Paris: Institut du Champs Freudien: CIEN Centre interdisciplinaire su l´Enfant, 2000.

LEMBO, J. M. Porque falham os professores. São Paulo: EPU, 1975.

LOPES NETO, Aramis A. Bullying comportamento agressivo entre estudantes Bullying aggressive behavior among students. Jornal de Pediatria. Vol. 81, Nº5(Supl),S165, 2005.

LOPES, N.; Aramis, A.; Saavedra, L.H. Diga não para o Bullying: programa de redução do comportamento agressivo entre estudantes. Rio de Janeiro, 2003.

MAFESSOLI, M. Dinâmica da violência. Trad. C. M. V. França. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, (biblioteca Vértice:v.7), 1987.

MARTUCCELLI, D.; BARRERE, A. A escola entre a agonia moral e a renovação ética. Educação e Sociedade, 2001.Campinas, ano XXII, v.22, n.76, p. 258-77, out. Disponível em: www.scielo.com.br/scielo. Acesso em: 12/10/2015.

NUNES, M. F. R; ABRAMOVAY, M. Escolas inovadoras: experiências bem- sucedidas em escolas públicas. Brasília: Unesco; Fundação W. K. Kellogg; Unirio, 2003.

OLIVEIRA, Gislene Farias de. Por uma educação transdisciplinar. Id on Line Revista de Psicologia, Novembro de 2013, vol.1, n.21, p. 07-09. ISSN 1981-1179

POMBO, O. O Insuportável brilho da Escola, 2003. Disponível em: htt//www.educ.fc.ul.docentes/investigação/brilhoescola.pgf. acesso em: 08-06-2012.

SAWAYA, S. M. Novas perspectivas sobre o sucesso e o fracasso escolar (pp. 197-213). In Oliveira, M. K., Sousa, D. T. R., & Rego, T. C. (Org.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Editora Moderna, 2002.

SOBRAL, J. Psicología social jurídica. In J. L. Álvaro, A. Garrido, & J. R. Torregrossa (Eds.), Psicología social aplicada (pp. 254-268). Madrid: McGraw-Hill, 1996.

SPOSITO, M. P. A. Instituição escolar e a Violência. Cadernos de Pesquisas. São Paulo, v. 104, p. 58-75, 2002.

ZALUAR, A. Integração perversa: pobreza e tráfico de drogas. Rio de Janeiro: FGV, 2004.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v10i1.378

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: