Análise da Cobertura Vacinal da HPV Quadrivalente na Sexta Região de Saúde da Paraíba / Analysis of Quadrivalent HPV Vacinal Coverage in the Sixth Health Region of Paraíba

Kalyane Sousa Amarante, Anne Milane Formiga Bezerra, Edil Bezerra dos Santos, Kévia Katiúcia Santos Bezerra, Vanessa do Rosário Albuquerque, Solange Kelly Lima Araújo, Hermes Melo Teixeira Batista, Mona Lisa Lopes dos Santos Caldas

Resumo


Resumo: A vacinação contra o papilomavírus humano apresenta grande eficácia para a redução dos casos de câncer de colo de útero. Dessa forma, tem-se como objetivo geral analisar os dados da cobertura vacinal da HPV quadrivalente nos municípios pertencentes à sexta região de saúde da Paraíba no ano de 2017. Realizou-se um estudo retrospectivo, descritivo, transversal com abordagem quantitativa de caráter exploratório, que utilizou como base de dados o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações. A cobertura vacinal regional foi de 17,64%, sendo maior entre os homens em comparação com as mulheres. Os municípios que apresentaram maior cobertura vacinal foram Várzea (31,61%), Vista Serrana (28,55%) e Areia de Baraúnas (27,82%). Houve uma baixa cobertura vacinal no ano analisado, e entre os pacientes do sexo masculino há uma grande queda nas imunizações da segunda dose.

 


Palavras-chave


Imunização; Papilomavírus Humano; Saúde Pública

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 24 maio 2016. Seção 1. p. 44-46.

BRASIL. Ministério da Saúde. Diretrizes Nacionais para a Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens na Promoção, Proteção e Recuperação da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. p. 48.

BRASIL. Ministério da Saúde. Programa Saúde do Adolescente: bases programáticas. 2. Ed. Brasília: Ministério da Saúde, 1996.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância e Saúde. Informe técnico da aplicação da oferta das vacinas papilomavírus humano 6, 11, 16, 18 (recombinante) – vacina HPV quadrivalente e meningocócica C (conjugada). Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

FRANÇA, S. B. et al. Adesão das adolescentes à campanha de vacinação contra o papiloma vírus humano: no Brasil, Minas Gerais e Microrregião da Serra Geral. Revista Unimontes Científica, Montes Claros, v. 19, n. 1, p. 2-12, jan./jun. 2017.

GUEDES, M. C. R. et al. Vacina do papilomavírus humano e o câncer do colo do útero: uma reflexão. Revista de Enfermagem UFPE online, Recife, v. 11 n. 1, p. 224-231, jan. 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010: Tabela 200. Brasília, 2010.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER - INCA. Controle do câncer de colo do útero. 2016 Disponível em: https://www.inca.gov.br/noticias/esquema-vacinacao-contra-hpv-no-sus-passa-ter-duas-doses. Acesso em: 22 dez. 2020.

IWAMOTO, K. O. F.; TEIXEIRA, L. M. B.; TOBIAS, G. C. Estratégia de vacinação contra HPV. Revista Enfermagem UFPE online, Recife, v. 11, Supl. 12, p. 5282-5288, dez. 2017.

MANOEL, A. L. et al. Avaliação do conhecimento sobre o vírus do papiloma humano (HPV) e sua vacinação entre agentes comunitários de saúde na cidade de Tubarão, Santa Catarina, em 2014. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 26, n. 2, p. 399-404, abr./jun. 2017.

MARTINS, C. I. S. Prevenção do vírus do papiloma humano (HPV) nas adolescentes. 2017. 107 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem)-Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Lisboa, 2017.

OMS. Organização Mundial de Saúde. Escolas Promotoras de Saúde. Brasília, 1995.

PEREIRA, F. B.; SOUZA, E. P. Cobertura vacinal do HPV para adolescentes: desafios e possibilidades. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, [S. l.], v. 11, n. 38, p. 530-540, 2017.

SANCHES, T. T. et al. Evolução do sistema de saúde no Brasil frente ao estágio atual da prevenção do câncer de colo uterino em mulheres jovens e adolescentes. Rev. Fac. Med., [S. l.], v. 65, n. 1, p. 115-120, 2017.

SILVEIRA, B. J. et al. Adesão à imunização contra o papilomavírus humano na saúde pública do Brasil. Revista de Saúde Pública do Paraná, Londrina, v. 18, n. 1, p.157-164, 2017.

TALLON, B. et al. Tendências da mortalidade por câncer de colo no Brasil em 5 anos (2012-2016). Saúde debate, Rio de Janeiro, v. 44, n. 125, p. 362-371, abr./jun. 2020.

ZANINI, N. V. et al. Motivos para recusa da vacina contra o Papilomavírus Humano entre adolescentes de 11 a 14 anos no município de Maringá-PR. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, Rio de Janeiro, v. 12, n. 39, p. 1-13, jan./dez, 2017.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v15i55.3050

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Kalyane Sousa Amarante, Anne Milane Formiga Bezerra, Edil Bezerra dos Santos, Kévia Katiúcia Santos Bezerra, Vanessa do Rosário Albuquerque, Solange Kelly Lima Araújo, Hermes Melo Teixeira Batista, Mona Lisa Lopes dos Santos Caldas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: