Sistema de Logística Integrado: Uma Revisão da Literatura / Integrated Logistics System: A Literature Review

Daniel Antônio de Souza

Resumo


A definição de logística integrada, em alguns aspectos, parece idêntica à logística. Porém, contém uma diferença fundamental: a integração de cada etapa, tanto com a fase de planejamento quanto com a fase de controle. Ou seja, a logística integrada, além de tratar de tudo relacionado à logística tradicional, se conecta também com as áreas de produção, marketing e todas as demais áreas da empresa. A logística integrada é, portanto, ainda mais orientada para otimizar custos e tempos de produção, bem como melhorar a qualidade. Trata-se de uma revisão da literatura, a partir da busca de artigos publicados entre 2011 e 2021. As bases de dados utilizadas serão: SCIELO (Scientific Electronic Library Online); Google Acadêmico.


Palavras-chave


Logística; Ferramentas; Logística integrada.

Texto completo:

PDF

Referências


AL-HADDAD, S. E KOTNOUR, T. 2015. "Integrando a literatura de mudança organizacional: um modelo para mudança bem-sucedida”, Jornal of Organizacional Change Management, vol. 28, no. 2, pp. 234-262.

ANDRADE, M. M. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 6 Ed. São Paulo: Atlas, 2013.

ASSIS, R. de; SAGAWA, J. K. Avaliação da implantação do Sistema de Gestão de Armazém em uma empresa multinacional do ramo de acionamentos. Gest. Prod., São Carlos, v. 25, n. 2, p. 370-383, 2018.

BALLOU, R. H. 2019. “Gerenciamento de logística de negócios: planejando, organizando e controlando o suprimento”, 4.º edn, Prentice Hall, Upper Saddle River, NJ.

BARBIERI, C. BI2 – Business Intelligence - Modelagem e Qualidade. Elsevier, 2013.

BRYMAN, A. E BELL, E. 2015. "Métodos de pesquisa de negócios". 3rd ed. Nova York, NY: Universidade de Oxford Pressione.

CHOW, G. et al. 2014. “Logistics Performance: Definition and Measurement”. Revista Internacional de Distribuição Física e Gerenciamento Logístico, vol. 24 Iss: 1, 17 – 28.

CHRISTOPHER, M. 2015. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos. 4.º edn, Financial Times Prentice Hall, Harlow.

CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos. 2ª ed. São Paulo: Cengage Learning. 2019.

FERRÃO, R. G. Metodologia cientifica para iniciantes em pesquisas. Linhares, ES: Unilinhares/ Incaper, 2013.

GIL, A Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

LORENZETTI, Ricardo L. Comércio eletrônico. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

MARQUES, Eduardo; SOUZA, Celina. (2016), “Políticas públicas no Brasil: avanços recentes e agenda para o futuro”. In: AVRITZER, Leonardo; MILANI, Carlos; BRAGA, Maria S. (Orgs.). A ciência política no Brasil: 1960-2015. Rio de Janeiro: FGV Editora; ABCP.

MATTSSON, S. 2018, “Abraçando a mudança: estratégias de gerenciamento na era da economia eletrônica”, Intentia Publ., Danderyd.

MARTINS, P. G; ALT, P. R. C. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2019.

MENTZER, J. E KAHN, K. 2015, "Uma estrutura de pesquisa em logística", Journal of Business Logistics, vol. 6 No. 1, pp. 231-50.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Painel Coronavírus. Brasília – DF. 2020. Disponível em: https://covid.saude.gov.br. Acesso em: 26 jul. 2020.

MORELLI, G. H. de F. (Micro e pequenas empresas: a necessidade de prioridade na política econômica. São Luiz: Sebrae, 2ª ed, 2014.180 pg;

MOURA, B. Logística: conceitos e tendências. 1.ed. Lisboa-PT: Inova, 2016.

NASLUND, D. 2015, “Logística precisa de pesquisa qualitativa: especialmente pesquisa-ação”, International Jornal de Distribuição Física e Gestão Logística, vol. 32 No. 5, pp. 321-38.

O'MARAH, K. E HOFMAN, D. 2019, “As 25 principais cadeias de suprimentos”, Peerless Media, Framington.

PORTER, M. 2014, " Vantagem competitiva: criando e sustentando desempenho superior", New edn, Free Press, Nova York; Londres.

RECUERO, R. C. (2019). Redes sociais na internet: considerações iniciais. Porto Alegre: Meridional Ltda.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

SAKAI, J. A importância da logística para a competitividade das empresas: estudo de caso na indústria do pólo de Camaçari. 2015. 224 p. Dissertação (Mestrado Profissional) – Curso de Administração, Universidade Federal da Bahia, Salvador.

SALIM, C.; NASAJON, C. V.; SALIM, H.; MARIANO, S. Administração Empreendedora: teoria e prática usando estudos de casos. 1.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2014.

SCHERKEWITZ, Iso Chaitz. Direito e Internet. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

SAVITZ, A.W. E WEBER, K. 2014, “O triplo resultado: como são as melhores empresas de hoje em dia alcançar sucesso econômico, social e ambiental - e como você também pode”, Revista atualiza, 2º ed, Jossey-Bass, São Francisco.

STREBEL, P. 2019, “Por que os funcionários resistem à mudança?”, IEEE Engineering Management Review, vol. 37, não. 3, pp. 60-66.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v15i55.3035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Daniel Antônio de Souza

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: