Segurança no Trabalho pela Redução de Infortúnios Laborais na Construção Civil: Uma Revisão de Literatura / Safety at Work for the Reduction of Labor Informs in Civil Construction: A Literature Review

Debora Duarte Torres da Silva, Elysson Marcks Gonçalves de Andrade, Ricardo Ricelli Pereira de Almeida, Guilherme Urquisa Leite

Resumo


Resumo: A segurança do trabalho na construção civil se apresenta, no contexto atual, como uma basilar preocupação para garantia de resultados positivos durante o processo construtivo. Dessa forma, o objetivo deste estudo é desenvolver uma análise acerca da importância dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’S) no contexto da engenharia civil. A área da construção civil é um dos setores que mais gera emprego e renda no Brasil, tendo em vista o número elevado de vagas no mercado de trabalho, justificado pelo efetivo surgimento de novas obras, porém, juntamente a tal prática aparece a realidade de acidentes no trabalho com os profissionais que as executam. Foi realizada uma revisão narrativa da literatura na base de dados Scielo. Foram aplicadas as palavras-chave: "Acidentes de trabalho" AND "construção civil". A revisão selecionou artigos publicados entre janeiro de 2005 e dezembro de 2019. Após triagem, 9 artigos foram incluídos para esta síntese qualitativa. Como resultados alcançados, há uma urgente necessidade de que haja, por parte dos profissionais mais esclarecidos uma campanha em prol da importância da implantação de medidas preventivas com o objetivo de conscientizar tanto empresário, proprietários das construtoras, quanto os profissionais diretamente envolvidos na construção, para a importância da proteção sistemática e, consequentemente, preservação da vida. A conclusão chegada é que o uso correto de equipamentos e o cumprimento das normas regulamentadoras pode promover consideravelmente a segurança no contexto laboral da construção civil e reduzir pela metade os riscos de acidentes entre os construtores e obreiros.


Palavras-chave


Ambiente laboral; Trabalhadores; Acidentes; Obras

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMET, Associação Brasileira de Medicina de Tráfego. Medicina de tráfego: 101 perguntas e resposta. 1ª. ed. São Paulo, 2005

ABNT. Associação Brasileira de normas Técnicas. NBR 14280: 2001. Disponível em: https://www.abntcatalogo.com.br/norma.Acesso em: outubro de 2020.

ALMEIDA, Cláudio José Campolim de; QUEVEDO FILHO, Antonio Plens de; SANTOS, João Batista Alves dos. As Dificuldade Iniciais para o Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) na Construção Civil – Um Relato de Caso, Tese Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho- Universidade de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2005.

ARAÚJO, Giovanni Moraes de. Normas regulamentadoras Comentadas Legislação de Segurança e Saúde no Trabalho. Rio de Janeiro. Gerenciamento Verde Editora e Livraria Virtual, 2007.

BARBOSA FILHO, Antônio Nunes. Segurança do Trabalho & Gestão Ambiental. 4ed. São Paulo: Atlas, 2011.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Segurança e Saúde no Trabalho. Análise de acidentes de trabalho, 2017. Disponível em: https://www.gov.br/trabalho/pt-br. Acesso em: novembro de 2020.

BRASIL. Manuais de Legislação de Segurança e Medicina do Trabalho. São Paulo: Atlas, 2008.

CAMPOS, Adriana Guerra; GURGEL, Aline do Monte. Acidentes de trabalho graves e atividades produtivas nas regiões administrativas de saúde em Pernambuco: uma análise a partir da identificação de aglomerados produtivos locais. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, [S.L.], v. 41, p. 1-20, 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/2317-6369000115215.

COSTELLA, M. F. (2004). Novo modelo de PCMAT baseado nas contribuições do plano de segurança e saúde na construção. I Conferência latino Americana de Construção Sustentável. São Paulo, jul. Disponível em:< http://www. ebah.com.br/content/ABAAAAOVEAF/seguranca-no-trabalho-modelopcmat>. Acesso em: outubro de 2020.

GIRELLI, S.; MAGRO, Márcia Luíza Pit dal. Saúde do trabalhador e economia solidária: estudo de uma cooperativa de construção civil. Fractal: Revista de Psicologia, [S.L.], v. 29, n. 1, p. 9-16, 29 abr. 2017. Pro Reitoria de Pesquisa, Pos Graduacao e Inovacao - UFF. http://dx.doi.org/10.22409/1984-0292/v29i1/1184.

IRIART, Jorge Alberto Bernstein; OLIVEIRA, Roberval Passos de; XAVIER, Shirlei da Silva; COSTA, Alane Mendara da Silva; ARAðJO, Gustavo Ribeiro de; SANTANA, Vilma Sousa. Representações do trabalho informal e dos riscos à saúde entre trabalhadoras domésticas e trabalhadores da construção civil. Ciência & Saúde Coletiva, [S.L.], v. 13, n. 1, p. 165-174, fev. 2008. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-81232008000100021.

MACHADO, J. M. H., PORTO, M. F. de S. & FREITAS, C. M., 2000. Perspectivas para uma análise interdisciplinar e participativa de acidentes (AIPA) no contexto da Industria de Processo. In: Acidentes industriais ampliados:desafios e perspectivas para o controle e prevenção (C. M. FREITAS, M. F. S. PORTO & J. M. H. MACHADO org.), pp. 49-82, Rio de Janeiro: Fiocruz, 2000.

MANGAS, Raimunda Matilde do Nascimento; GÓMEZ, Carlos Minayo; THEDIM-COSTA, Sonia Maria da Fonseca. Acidentes de trabalho fatais e desproteção social na indústria da construção civil do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, [S.L.], v. 33, n. 118, p. 48-55, dez. 2008. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0303-76572008000200006.

MEDEIROS, José A. D. M.; RODRIGUES, Celso L. P. A Existência de Riscos na Indústria da Construção Civil e sua Relação Com o Saber Operário. Disponível em: http://www.segurancaetrabalho.com.br/download/riscos-alyssonn.pdf. Acesso em 10 de agosto de 2018.

MINAYO, Maria Cecília Souza. Precarização do trabalho e seus impactos para a saúde. Projeto integrado de pesquisa. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz, 2000.

MONTEIRO, Bruno; ALMEIDA, Carla Aurélia de. Azares, riscos e culpas: representações sobre os acidentes de trabalho da construção civil na imprensa portuguesa (1996-2017). Sociologia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, [S.L.], v. , p. 103-121, 2019. Universidade do Porto, Faculdade de Letras. http://dx.doi.org/10.21747/08723419/soctem2019a4.

ROSSO, Sadi dal. Intensidade e imaterialidade do trabalho e saúde. Trabalho, Educação e Saúde, [S.L.], v. 4, n. 1, p. 65-92, mar. 2006. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1981-77462006000100005.

SAURIN, T.A. Método para diagnóstico e diretrizes para planejamento de canteiros de obra de edificações. Porto Alegre. Dissertação (Mestrado em Engenharia) - Escola de Engenharia, CPGEC/UFRGS, 2015.

SAURIN, Tarcisio Abreu; GRANDO, Mara Lucia; COSTELLA, Marcelo Fabiano. Método para classificação de tipos de erros humanos: estudo de caso em acidentes em canteiros de obras. Production, [S.L.], v. 22, n. 2, p. 259-269, 6 mar. 2012. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0103-65132012005000007.

SILVA, Formoso. (2009). Melhorias de qualidade e produtividade: iniciativas das empresas de construção. Porto Alegre: Programa de Qualidade e Produtividade da Construção Civil no Rio Grande do Sul. 288p.

SILVEIRA, Cristiane Aparecida; ROBAZZI, Maria Lúcia do Carmo Cruz; WALTER, Elisabeth Valle; MARZIALE, Maria Helena Palucci. Acidentes de trabalho na construção civil identificados através de prontuários hospitalares. Rem: Revista Escola de Minas, [S.L.], v. 58, n. 1, p. 39-44, mar. 2005. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0370-44672005000100007.

SOUSA, Luzia. Construção do IML de Cajazeiras é Iniciada. Diário do Sertão. Disponível em: https://www.diariodosertao.com.br/noticias/cidades/247495/construcao-do-iml-e-iniciada-em-cajazeiras-maquinas-da-empresa-ganhadora-da-licitacao-chegam-a-cidade.html. Acesso em: 10 out 2018.

TAKAHASHI, Mara Alice Batista Conti; SILVA, Reginalice Cera da; LACORTE, Luiz Eduardo Cobra; CEVERNY, Gislaine Cecília de Oliveira; VILELA, Rodolfo Andrade Gouveia. Precarização do trabalho e risco de acidentes na construção civil: um estudo com base na análise coletiva do trabalho (act). Saúde e Sociedade, [S.L.], v. 21, n. 4, p. 976-988, dez. 2012. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0104-12902012000400015.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v15i54.3007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: