Característica Epidemiológica da Violência Intrafamiliar contra o Idoso no Município de Iguatu-CE

Natália Bastos Ferreira, Cleiton de Araújo Correia, Raimundo Tavares de Luna Neto, Riani Joyce Neves Nóbrega, Denise Maria Christofolini

Resumo


Objetivou-se conhecer o perfil epidemiológico da violência intrafamiliar sofrida pelo idoso no município de Iguatu-CE. Trata-se de um estudo exploratório, documental numa abordagem quantitativa. A coleta de dados ocorreu no mês de outubro de 2010. O instrumento da coleta de dados constituiu-se na análise de 14 fichas de registro de denúncias encaminhadas ao Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS). A pesquisa obedeceu a Resolução 196/96 tenso sido aprovada pelo Comitê de Ética da Faculdade Católica Rainha do Sertão. Percebeu-se que a faixa etária dos 71 a 80 anos é a mais vitimizada, sendo a negligência o tipo de violência mais percebido. O gênero predominante vitimizado pela violência foi o feminino sendo os filhos seus principais agressores. Em vista dos resultados é necessário que os profissionais de saúde, principalmente aqueles que atuam nas Unidades de Saúde da Família (UBS), estejam preparados para diagnosticarem suspeitas ou casos confirmados de maus tratos a idosos, além de maiores investimentos acerca da avaliação de riscos de maus-tratos, implementação de uma assistência multiprofissional com a integração com outros serviços de proteção e desenvolvimento de pesquisas que possam contribuir na geração de políticas públicas no intuito de minimizar o problema de maus-tratos contra os idosos.


Palavras-chave


Epidemiologia; violência; idoso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v8i23.285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: