Condutas de Enfermagem no Acompanhamento de Recém-Nascidos Prematuros / Nursing Conduct in the Monitoring of Premature Newborns

Bruno César Fernandes, Alan Márcio de Brito Araújo, Nédson Lechner da Silva, Mariella Rodrigues da Silva

Resumo


Resumo: O nascimento prematuro traz, além das morbidades e risco de morte, prejuízos que vão além da saúde física, sendo um dos maiores desafios para a Saúde Pública atual. Por isso, o monitoramento do crescimento de recém-nascidos prematuros, é tão importante, pois permite uma intervenção multiprofissional quando um déficit de crescimento é identificado. O objetivo foi o de identificar quais as principais condutas de enfermagem no acompanhamento desses bebes. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, sobre o tema através de artigos científicos disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde e PubMed. Identificou-se que, apesar de toda a evolução dos últimos anos em saúde e medicina, ainda é difícil vencer o retardo de crescimento extrauterino em neonatos, em especial os de muito baixo peso, sendo fundamental que a equipe de enfermagem faça o monitoramento do desenvolvimento e crescimento dessas crianças, além de ter uma preocupação especial com os cuidados nutricionais dessa população.


Palavras-chave


Recém-nascido prematuro. Recém-nascido de baixo peso. Crescimento. Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

Acevedo DH, Becerra JIR, Martínez ÁL. The philosophy of the developmental centred care of the premature infant (NIDCAP): a literature review. Enferm. glob. 2017; 16(48):577-589.

Brasil. Ministério da Saúde. Manual de assistência ao recém-nascido. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/0104manual_assistencia.pdf. Acesso: 6 dez. 2020.

Costa GS, Silva WG, Rodrigues AFA, Beerra MGC, Sabino KCV, Araújo RC, et al. Cuidado de enfermagem individualizado ao prematuro em unidade de terapia intensiva neonatal. Braz. J. Surg. Clin. Res. 2018; 22(2):132-136.

Ehrenkranz RA. Extrauterine growth restriction: is it preventable? J. Pediatr. (Rio J.). 2014; 90(1):1-3.

Freitas BAC, Lima LM, Carlos CFLV, Priore SE, Franceschini SCC. Duração do aleitamento materno em prematuros acompanhados em serviço de referência secundário. Rev Paul Pediatr. 2016; 34(2):189-196.

Fundação Oswaldo Cruz. Taxa de bebês prematuros no país é quase o dobro do que em países da Europa. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/taxa-de-bebes-prematuros-no-pais-e-quase-o-dobro-do-que-em-paises-da-europa. Acesso: 6 dez. 2020.

World Health Organization. Preterm birth. 19 fev. 2018. Disponível em: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/preterm-birth. Acesso: 6 dez. 2020.

Rover MMS, Viera CS, Toso BRGO, Grassiolli S, Bugs BM. Growth of very low birth weight preterm until 12 months of corrected age. Journal of Human Growth and Development. 2015; 25(3):351-356.

Lima PAT, Carvalho M, Costa ACC, Moreira MEL. Variables associated with extra uterine growth restriction in very low birth weight infants. J. Pediatr. (Rio J.). 2014; 90(1):22-27

Lima AM, Goulart AL, Bortoluzzo AB, Kopelman BI. Nutritional practices and postnatal growth restriction in preterm newborns. Rev. Assoc. Med. Bras. 2015; 61(6):500-506.

Nascimento MBR, Issler H. Breastfeeding: making the difference in the development, health and nutrition of term and preterm newborns. Rev. Hosp. Clín. Fac. Med. S. Paulo. 2003; 58(1):49-60.

Projeto Intergrowth-21st. Sobre o Projeto Intergrowth-21st. Disponível em: http://intergrowth21.ndog.ox.ac.uk/pt. Acesso: 6 dez. 2020.

Sadeck LSR. Crescimento de recém-nascidos pré-termo de muito baixo peso nos primeiros anos de vida. In: Silveita RC. Manual seguimento ambulatorial do prematuro de risco. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Pediatria-Departamento Científico de Neonatologia, 2012. p.22-25.

Sigulem DM, Devincenzi MU, Lessa AC. Diagnóstico do estado nutricional da criança e do adolescente. J Pediatr (Rio J). 2000; 76(Supl.3):s275-s84.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Monitoramento do crescimento de RN pré-termos. Documento Científico do Departamento Científico de Neonatologia. 2017; 1:1-7. Disponivel em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2017/03/Neonatologia-Monitoramento-do-cresc-do-RN-pt-270117.pdf. Acesso em: 06 dez. 2020.

Travé TD, García ISM, Guindelain MJG, Zubiri SB. Estudio evolutivo longitudinal (desde el nacimiento hasta los 8 años) de las variables antropométricas en una cohorte de recién nacidos de muy bajo peso. Nutr. Hosp. 2014; 30(5):1063-1070.

Vargas CL, Berwig LC, Steidl EMS, Prade LS, Bolzan G, Keske-Soares M, Weinmann ARM. Premature: growth and its relation to oral skills. CoDAS. 2015; 27(4):378-383.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i53.2847

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Bruno César Fernandes, Alan Márcio de Brito Araújo, Nédson Lechner da Silva, Mariella Rodrigues da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: