Percepção e Anseios de Adolescentes na Saúde Sexual e Reprodutiva

Laudicéia Noronha Xavier, Annatália de Amorim Gomes, Gisele Lopes Oliveira, Cleide Carneiro, Gislaine Farias de Oliveira

Resumo


Apesar da juventude ser um momento de imaturidade e instabilidade emocional no qual o jovem vive novas experiências percebemos que suas informações sobre seu desenvolvimento sexual é bastante restrito. A sexualidade pode ser constituída ao longo da vida do individuo, vai desde a infância passando pelas relações interpessoais que ao longo da vida vai sendo estabelecida sofrendo influencia do ambiente, do individuo, ideologias e visões de mundo peculiares. Essa pesquisa tem como objetivo geral, conhecer a percepção dos adolescentes sobre sexualidade. Trata-se de uma pesquisa social em saúde cujo estudo é exploratório, descritivo, com abordagem predominantemente qualitativa. A pesquisa foi realizada no Centro de Saúde da Família (CSF) Maria Adeodato  no Município de Sobral/Ceará. A pesquisa foi desenvolvida com 12 adolescentes que atenderam aos critérios de seleção da pesquisa. Tendo como referencial teórico da sexualidade humana, Michael Foucault. Com o intuito de alcançar os objetivos da pesquisa foi utilizado a entrevista semiestruturada, as questões abordaram de início dados referentes às condições socioeconômicos, seguidas de questões norteadoras sobre a temática em questão. Resultados: No que diz respeito à faixa etária, o estudo mostra que 05 (50%) dos entrevistados têm entre 16 e 17 anos de idade, 04 (30%) têm entre 14 e 15 anos, 02 (20%) têm entre 12 e 13 anos, Ao ser abordado o gênero, foram entrevistados 12 adolescentes, sendo 09 (75%) do sexo feminino e 03 (25%) do sexo masculino. Em relação a sexualidade dos entrevistados. Foi percebido que a grande maioria dos adolescentes tiveram a sua primeira relação sexual com o namorado 67%, em relação ao amigo foi em torno de 25% e com profissionais do sexo foi 8%. As falas foram analisadas em categorias que foram: Como se dá a Adolescência? As primeiras relações sexuais; Perda da virgindade; Masturbação. Conclusões: O estudo revelou que para os adolescentes a sexualidade está quase sempre limitada às relações sexuais entre duas pessoas de sexo oposto. Ao mesmo tempo, os adolescentes enfatizaram o risco de uma gravidez indesejada e reconheceram a importância do uso de métodos contraceptivos. Destaca-se, ainda, a associação entre sexualidade e conflitos entre pais e filhos durante a adolescência. As questões de gênero apareceram de forma clara e, às vezes, subentendidas nos discursos dos adolescentes, apontando para sua influência na formação de identidade feminina e masculina, nos relacionamentos afetivos e no exercício da sexualidade.

 


Palavras-chave


Adolescentes; sexualidade; percepção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v8i23.280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: