Significados e Vivências de Amar e Ser Amada: Idosas Compartilhando o Amor em Atos / Meanings and Experiences of Loving and Being Loved: Elderly Sharing Love in Acts

Fabiola Souza Abrahão, Victor Augusto Cavaleiro Corrêa, Airle Miranda de Souza

Resumo


Este estudo objetivou compreender os significados e as vivências de amar e ser amada na vida de idosas participantes de um programa de envelhecimento ativo. Refere-se a uma pesquisa qualitativa de orientação fenomenológica, contando com a participação de 5 mulheres, que frequentavam um programa de envelhecimento ativo entre agosto a outubro de 2019. Utilizou-se a entrevista aberta, norteada por 4 questões disparadoras sobre as suas relações amorosas, e a análise dos dados fundamentada em Amedeo Giorgi. As participantes atribuem os significados e as vivencias de amar e ser amado a atos presentes no cotidiano, ou seja, o amor se desvela em atos. As atitudes dos companheiros pautadas no respeito, sinceridade, cuidados e preocupação são consideradas positivas e certificam o amor do parceiro dedicado a essas. Na voz dessas mulheres “amar e ser amada” é um genuíno encontro que desvela a autotrancendência dos (as) parceiros (as).


Palavras-chave


Amor; Relação Amorosa; Velhice

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Celana Cardoso.; HOLANDA, Adriano Furtado.,2010. Apontamentos sobre pesquisa qualitativa e pesquisa empírico-fenomenológica. Estudos de Psicologia. Campinas, v.27, n.2, p.259- 268, Jun. 2010.

ANTUNES, Marcos Henrique; SOARES, Dulce Helena Penna; MORÉ, Carmen Leontina Ojeda Ocampo. Repercussões da Aposentadoria na Dinâmica Relacional Familiar na Perspectiva do Casal. Revista Psico. Porto Alegre, v. 46, n. 4, p. 432-441, 2015.

BRITO, Jeisiane Lima; MAGALHÃES, Celina Maria Colino. Manual para cuidadores de idosos. 1 ed. Belém: Universidade Federal do Pará, 2015, 57 p.

CARPENEDO, Caroline; KOLLER, Silva Helena. Relações amorosas ao longo das décadas: um estudo de cartas de amor. Interações em Psicologia. Curitiba, v. 8, n. 1, p. 1-13, 2004. Disponível em:< https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/3234/2595>. Acesso em: 17 Jul 2020.

COCENTINO, J. M. B. O amor nos tempos da velhice: perdas e envelhecimento na obra de Gabriel García Márquez. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013. Ed. Kindle.

FRANKL, Viktor Emil. Psicoterapia e sentido da vida. 6 ed. São Paulo: Quadrante, 2016.

______. Em busca de sentido. 42 ed. Petrópolis: Vozes, 2017.

______. O que não está escrito em meus livros. 2 ed. São Paulo: É realizações, 2010.

GIORGI, A.; SOUSA, D. Método fenomenológico de investigação em Psicologia. Lisboa: Fim de Século, 2010.

ROLDÃO, F. D. Infidelidade: em três obras de Miriam Goldenberg. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA FAMILIAR, 10., 2012, Curitiba. Anais. Curitiba, 2012.

RIBEIRO, Letícia; O’DWYER, Brena; HEILBORN, Maria Luiza. Dilemas do feminismo e a possibilidade de radicalização da democracia em meio às diferenças- o caso da Marcha das Vadias do Rio de Janeiro. Civitas. Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 83-99, 2018.

SANTOS, Sueli Souza dos.; CARLOS, Sergio Antônio. Sexualidade e amor na velhice. Estud. Interdisc.envelhec. Porto Alegre, v.5, p. 57-80, Out. 2003.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i52.2672

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: