A Ênfase nas Práticas de Leitura e Escrita no Ensino Fundamental / Emphasis on Reading and Writing Practices in Elementary Education

Raimundo Aurélio de Menezes, Joelson Rodrigues Miguel

Resumo


A importância da leitura e da escrita no cotidiano de todas as pessoas não merece retoques ou juízo de valor, independentemente do tempo ou do momento histórico. O ato de ler e escrever corretamente é o requisito mínimo que se exige de um cidadão na era contemporânea. O presente estudo discute a  Ênfase nas Práticas de Leitura e Escrita no Ensino Fundamental. Trata-se de uma revisão integrativa cujo referencial teórico baseia-se nas propostas dos seguintes autores: Santos e Mendonça (2007), Vygotsky (21191 e 2008), que fundamentam os pressupostos do ensino e da aprendizagem, além das contribuições de Gasparin (2001) sobre a aprendizagem significativa e de Maia (2015) acerca da Psicolinguística e, Soares (2018) que aborda o campo de apropriação da escrita. Num tempo dominado pela tecnologia em que se apresentam novas versões e modos de leitura e de escrita, os usos desses instrumentos de comunicação pavimentam o caminho que vai possibilitar uma vida profissional e pessoal bem-sucedida. As plataformas de acesso à leitura e à escrita são múltiplas, desde a utilização do livro físico tradicional presente nas bibliotecas públicas e as escolares, dos livros gratuitos disponibilizados na internet, até ao e-book, um suporte da tecnologia para facilitar a vida dos leitores e assim, estimular o prazer pela leitura. Mesmo com todas essas facilidades, os processos de alfabetização e letramento no ensino fundamental, com ênfase na aprendizagem significativa em leitura e escrita, ainda representam um desafio para as políticas públicas no Brasil.

 



Palavras-chave


Alfabetização. Letramento. Aprendizagem. Formação discente

Texto completo:

PDF

Referências


ADAMS, Marilyn Jagger. Modeling the connections between Word Recognition and Reading. In: ALVERMANN, Donna E.; UNRAU, Norman J.; RUDDELL, Robert B.(eds) Theoretical Models and Processes of Reading.6.ed. Newark: International Reading Association, pp.783-806. 2013.

BAPTISTA, Lívia Márcia T.R. Tecnologias, multiletramentos e ensino de espanhol. In: Direitos à aprendizagem da língua espanhola na educação básica. Ano XXIV, Boletim 2, maio de 2014. Disponível em: http:// Direitosaprendizagemlinguaespanhola EducaçãoBásica.pdf. Acesso em: 15 de julho de 2014.

BRASIL. Constituição: República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Introdução. Brasília/ DF: MEC, SEF, 1997.

¬¬¬¬¬¬______. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: formação do professor alfabetizador: Caderno de apresentação / Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. – Brasília: MEC, SEB, 2012a. 40 p.

DRAGO, Vanessa de Souza Rosado. O texto e seu contexto: a intervenção do professor na produção escrita dos alunos do ensino fundamental I / Vanessa de Souza Rosado Drago. – Rio de Janeiro, 2017.192 f.

FERNANDES, Arlete M.M.; MARINHO, Gisanne de O.; BATISTA, Miriam D.; OLIVEIRA, Gislene F. O Construtivismo na Educação. Id on Line Rev.Mult. Psic., 2018, vol.12, n.40, p.138-150. ISSN: 1981-1179.

GASPARIN, J. L. Motivar para a aprendizagem significativa. Jornal Mundo Jovem. Porto Alegre, n. 314, p.8, março 2001.

JUSTO, Márcia Adriana Pinto da Silva; RÚBIO, Juliana de Alcântara Silveira. Letramento: o uso da leitura e da escrita como prática social. Revista Eletrônica Saberes da Educação – Volume 4 – nº 1 – 2013.Disponível em acesso em: 01 de abril de 2017.

LORENZI, Gislaine Cristina Correr; PÁDUA, Tainá-Reká Wanderley de. Blog nos anos iniciais do fundamental I: a reconstrução de sentido de um clássico infantil. In:

MAIA, Marcos. Psicolinguística, psicolinguísticas: uma introdução / Marcos Maia (org.). – São Paulo: Contexto, 2015.

PIAGET, J. Seis Estudos de Psicologia. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1986.

______. Para onde Vai a Educação? Rio de Janeiro: José Olympio, 1996.

PNAIC, Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Disponível em: download.inep.gov.br/educacao.../portaria_n867_4julho2012. Diário Oficial da União -Nº 129, quinta-feira, 5 de julho de 2012)

ROJO, R. H. R. (Org) Escol@ conect@ad@: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola Editorial. (Estratégias de ensino; 40) 2013.

SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Márcia. Alfabetização e letramento: conceitos e relações.org.1.ed.1.reimp.-Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. 7ª Ed., São Paulo: Editora Contexto, 2018.

VYGOTSKY, L.S. Psicogênese da Língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. Trad. Jefferson Luiz Camargo; revisão técnica José Cipolla Neto. – 4ª. ed. - São Paulo: Martins Fontes, 2008.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Editora Artes Médicas Sul Ltda., 1998.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i50.2437

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Raimundo Aurélio de Menezes, Joelson Rodrigues Miguel

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: