Políticas Públicas X Educação: A Perfeita Junção para a recuperação dos Jovens Internos em processo de Realibitação na Cidade de Juazeiro do Norte-CE / Public Policies X Education: The Perfect Junction for the Recovery Of Internal Young People in the process of Rehabilitation in the City of Juazeiro do Norte-CE

Julyanne Noêmia Ribeiro Duarte Romão, Fabiana Correia Bezerra

Resumo


Buscar melhoria para uma sociedade desorganizada e despreparada é preciso que a educação e as políticas públicas estejam interligadas e em plena harmonia para que se tenham bons resultados. Falar em reabilitação de uma juventude quase que praticamente perdida, chega a ser uma utopia. Dentro deste contexto, o intuito deste artigo é buscar parcerias com as políticas públicas e os profissionais da educação para que haja a oportunidade de mudança e eficácia nessa busca de reabilitação. Junto com uma equipe multifuncional, recuperar não somente os internos, mas também, a família que junto com ele, encontra-se doente e necessita de ajuda. A sociedade moderna é uma corporação de disposições que fundamentalmente se encontram as oportunidades de realização profissional e de sobrevivência, aplicando-se o que se sabe e ainda acrescenta outros saberes, assim como trocando trabalho por dinheiro. Para que haja uma recuperação verdadeiramente efetiva, vale ressaltar a aplicação de terapia em grupo roda de conversa, cursos profissionalizantes, assistência psicológica e conhecimento com relação ao estado que se encontram. No entanto, a reabilitação psicossocial e a reinserção social são analisadas, pelos documentos normativos que satisfazem as políticas públicas sobre drogas, como linhas centrais no cuidado aos indivíduos com dificuldades relacionadas ao uso de substâncias psicoativas.  Como metodologia será aplicada o método de cunho qualitativo, pesquisas bibliográficas e pesquisa-ação. E por fim, a busca de parcerias com as políticas públicas e empresas para que haja uma ressocialização do indivíduo, e assim, o mesmo sinta-se um cidadão recuperado com uma profissão que o volte a dignidade social.

 

Palavras – chave: Reabilitação, Equipe Multifuncional, Família, Dignidade Social.


Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel G. Outros Sujeitos, Outras Pedagogias/ Miguel G. Arroyo. 2 ed.- Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ORNELLAS, C. (1999). As doenças e os doentes: a apreensão das práticas médicas no modo de produção capitalista. Revista LatinoAmericana de Enfermagem, 7, 19-26

SARACENO, B. Libertando identidades: Da reabilitação psicossocial à cidadania possível (2a. ed.). Rio de Janeiro, RJ: Te Corá Editora. (2001).

______________. Reabilitação Psicossocial: Uma estratégia para a passagem do milênio. In A. Pitta (org.), Reabilitação Psicossocial no Brasil (pp. 19-26). São Paulo, SP: Hucitec. (2016)

SANCHES, Laís Ramos. Reabilitação Psicossocial e Reinserção Social de pessoas com problemas decorrentes do uso de drogas na perspectiva de profissionais do CAPSad /Laís Ramos Sanches; orientador Marcelo Dalla Vecchia. São João Del-Rei, 69p. 2018.

SEVALHO, G. Uma abordagem histórica das representações sociais de saúde e doença. Cadernos de Saúde Pública, 1993, 9, 349- 363.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2409

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: