Terceira idade: Características e Políticas Públicas Associadas

Ana Olívia de Oliveira Marinho, Marianna Leite Barroso, Gisanne de Oliveira Marinho

Resumo


É notório o quanto o envelhecimento populacional vem crescendo graças à longevidade proporcionada pelos avanços da medicina. O envelhecimento é um fenômeno extremamente complexo, cujo conceito se deve a estrita interdependência dos aspectos biopsicosociais. Diversos estudos têm demonstrado uma associação entre envelhecimento e estados motivacionais depressivos. Embora se perceba uma melhora com relação à assistência aos idosos,  associadas à uma maior participação dos mesmos em  atividades voltadas para esta faixa etária e, a uma maior assistência por parte da implementação de diversos novos programas nas áreas assistenciais e de saúde, ainda é pequena a participação desses nos programas oferecidos. Sabemos que uma parcela significativa da  população, principalmente no Nordeste do Brasil, encontra-se submetida a condições precárias de vida e, conseqüentemente, exposta a fatores de risco. Assim, a falta de atenção ao idoso e às suas problemáticas peculiares,  parece ainda representar um problema de saúde pública no Brasil. Uma discussão sobre essa faixa etária e a efetividade de programas assistenciais para os mesmos, certamente ajudará na promoção de uma maior promoção de ações que considerem a melhoria do bem-estar desta parcela da população.


Palavras-chave


Envelhecimento, Políticas públicas, Terceira idade

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição Federal de 1988, Brasília: Senado Federal, Secretaria Especial de Editoração e Publicações: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 1989.

BRASIL. Estatuto do Idoso, Brasília: Senado Federal, Secretaria Especial de Editoração e Publicações: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2003.

BRASIL. Previdência Social. Idosos: Problemas e cuidados básicos. Brasília: MPAS/SAS, 1999.

BARRETO, M. L. F. Admirável Mundo Velho. São Paulo: Ártica, 1992.

BEAUVOIR, Simone de. A Velhice. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1990.

BERGUER, Peter I. e LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis. Vozes, 1985.

CAPITANINI, Marilin Elizabeth Silva. Sentimento de solidão, bem estar subjetivo e relações sociais em idosas vivendo sós. Dissertação de Mestrado. Unicamp. 2000.

CAMPILONGO, Celso Fernandes. Direito e Democracia. São Paulo: Max Limonad, 1997.

DEMO, Pedro. Participação é conquista: noções de política social participativa. 4ª edição, São Paulo, Cortez, 1999.

FEATHERMAN, D. L., SMITH, J., & PETERSON, J. G. Successful aging in a post-retired society. 1990. Em: P. B. BALTES & M. M. BALTES (eds.) Successful aging. Perspectives from the behavioral sciences. (pp. 50-93). Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

HELMAN, C. G. Aspectos culturais do estresse. 2000. In C. G. Helman, Cultura, saúde e doença (pp. 262-281). Porto Alegre, RS: Artmed, 2003.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 1990: Primeiros Resultados da Amostra. Disponível em < http://www.ibge. net/home/estatistica/populacao/censo1990/ primeiros_resultados_ amostra /brasil/pdf/ tabela_1_1_1.pdf > Acesso em 11/03/2003.

IBGE. Indicadores sociodemográficos e de saúde no Brasil 2009. (Estudos e pesquisas. Informacão demográfica e socioeconomica, 25). Rio de Janeiro: IBGE, 2009. Disponível em .

IBGE. Pesquisa nacional por amostra de domicílios 2008 (PNAD). Um Panorama da saúde no Brasil: acesso e utilizacão dos servicos, condicões de saúde e fatores de risco e protecão à saúde: Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível: .

MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2000. Portal. Disponível em http://portal.saude.gov.br /portal/saude/area.cfm?id_area=153. Acesso em:

JORDÃO NETO, Antonio. A Segregação do Velho na Sociedade. São Paulo: Secretaria de Descentralização e Participação, Conselho Estadual do Idoso, 1986.

MINAYO, Maria Cecília. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 5. ed. São Paulo: HUCITEC; Rio de Janeiro: ABRASCO,1998.

NERI A.L. Bem estar e estresse em familiares que cuidam de idosos fragilizados e de alta dependência. In NERI, A.L. (org.), Qualidade de vida e idade madura. Campinas: Papirus, 1993.

NERI, A. L. O Desenvolvimento Integral do Homem. A Terceira Idade..São Paulo:Ano VI, No. 10, 4-15, julho de 2000.

OLIVEIRA, Érika Arantes de, PASIAN, Sonia Regina e JACQUEMIN, André. A vivência afetiva em idosos.Psicol. cienc. prof.[online]. mar. 2001, vol.21, no.1 [citado 26 Março 2009], p.68-83.

PAIVA, V. (org.) Em tempos de AIDS. São Paulo: Summus, 1992

SCHONS, Carmem Regina; PALMA, Lúcia Saccomori. Conversando com Nara Costa Rodrigues: sobre uma gerontologia social . Passo Fundo, RS: UPF, 2000

VÁZQUEZ, M. A. V. Psicossociologia del cuidado. Valência: Universidad Cardenal Herrera – CEU, 2003.

VERAS, Renato et al. Terceira Idade: um envelhecimento digno para o cidadão do futuro. Rio de Janeiro: Relume Dumará: UnATI/UERJ, 1995, p.65.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v7i20.240

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: