A Educação em Saúde no Brasil / Health Education in Brazil

Maria Nizete Tavares Alves, Julio César Cardozo Rolón, Márcia Cristina Moraes Cotas Videira

Resumo


A presente investigação objetivou evidenciar a Educação em Saúde no Brasil, programas de prevenção e erradicação de doenças desenvolvidas para a população brasileira, de maneira a contribuir com a comunicação da qualidade de vida necessária ao bem estar do cidadão. Também se propõe apresentar os principais programas e ações promovidos pelo Ministério da Saúde desde a criação do Sistema Único de Saúde.  O contexto em que se desenvolve é no Brasil. O estudo foi realizado a partir da análise dos documentos do Ministério de Saúde e de vários autores brasileiros que tratam o tema da saúde. O enfoque dessa investigação é o qualitativo. Nível de conhecimento alcançado é o descritivo. O desenho foi o não experimental. As principais conclusões encontradas pela pesquisadora é que, existe um grande número de ações que são desenvolvidas no país, com resultados positivos, mas ainda faltam trabalhar sobre várias dificuldades nesta matéria.

Palavras-chave


Educação em Saúde; Prevenção; Erradicação

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Elioenai Dornelles; ARRATIA, Alejandrina; SILVA, Denise M.Guerreiro V. da. Perspectiva Histórica e Conceitual da Promoção da Saúde. Cogitare Enferm., Curitiba, v. 1 n. 2, p. 2-7 - jul./dez. 1996.

BRANT, Luis C.; MELO, Marilene B. de. Promoção da Saúde e Trabalho: um desafio teórico e metodológico para a saúde do trabalhador. Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 25, n. 57, p. 55-62, jan/abr. 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

______. Constituição da República Federativa do Brasil. Seção da Saúde, Brasília: Ministério da Saúde, 1988, art. 196, p. 132-133.

____________. Ministério da Saúde. Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde/NOB-SUS 96. Brasília: Ministério da Saúde, 1997.

___________. Ministério da Saúde. ABC do SUS: doutrinas e princípios. Brasília: Ministério da Saúde, 1990.

____________. Ministério da Saúde. Programa Saúde da Família. Disponível em

http://www.saude.gov.br/psf/programa/index.asp. Acesso em 13 de abril, 2010.

____________. Ministério da Saúde. Promoção da Saúde. Disponível em

http://www.saude.gov.br/sps/areastecnicas/Promocao/psnobrasil.htm. Acesso em 13 de abril, 2010.

____________. Ministério da Saúde. Reforsus. Disponível em http://www.reforsus.saude.gov.br/pag_reforsus.asp. Acesso em 17 de abril, 2010.

BRAVO, Maria Inês Souza. Política de Saúde no Brasil. In: Capacitação para Conselheiros de Saúde - textos de apoio. Rio de Janeiro: UERJ/DEPEXT/NAPE, 2001.

BRITO BASTOS, N. C. Educação Sanitária: Um Relatório - Semana Médica nº 506, 1969, Rio de Janeiro, RJ.

CANDEIAS, Nelly M. F. Conceitos de educação e de promoção em saúde: mudanças individuais e mudanças organizacionais. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 31, n. 2, abr. 1997.

CARTA DE OTTAWA. 1ª Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde. Ottawa, Canadá, Novembro, 1986. Disponível em http://www.dgsaude.pt/prom_saude/carta_ottawa.html. Acesso em 28 de abril, 2010.

CIANCIARULLO, Tamara I.; GUALDA, Dulce M. R.; SILVA, Gilberto T. R. da; CUNHA, Isabel C. K. O. Saúde na Família e na Comunidade. São Paulo: Robe, 2002.

COHN, Amélia; ELIAS, Paulo E. M. Eqüidade e reformas nos anos 90. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 18, 2002.

_______________. Saúde no Brasil: Políticas e Organização de Serviços. 4 ed. São Paulo: Cortez, 1996.

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO PARANÁ. 05/05/2010 - Pnad reúne informações que podem auxiliar a melhoria dos serviços de saúde. Disponível em

http://www.crmpr.org.br/lista_ver_noticia.php?id=3555. Acesso em 09 de maio, 2010.

MENDONÇA, Geysa F. – Educação em Saúde, um Processo Participativo - Ministério da Saúde SNABS/DNES – mimeo. Brasília, DF, 1982.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretoria de Programas de Educação em Saúde. Educação em Saúde: Histórico, Conceitos e Propostas. Disponível em

http://www.datasus.gov.br/cns/temas/educacaosaude/educacaosaude.ht. Acesso em 28 de abril, 2010.

MORAES, José L. B. de. O direito da saúde. Saúde em Debate, Londrina (PR), n. 51, p. 22- 29, jun. 1996.

PAIM, Jairnilsom Silva. Desafios para Saúde Coletiva no Século XXI. BA, UDUFBA, 2005.

SALZANO, Francisco M. Saúde Pública no Primeiro e Terceiro Mundos: desafios e perspectivas. Ciência & Saúde Coletiva, São Paulo, v. 17, n. 1, 2002.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, P. B. Metodologia da pesquisa. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.

SANTANA, Milena L.; CARMAGANANI, Maria I. Programa Saúde da Família: Um enfoque sobre seus pressupostos básicos, operacionalização e vantagens. Saúde e Sociedade, v. 10, n.1, jan/jul. 2001.

SCHRAIBER, Lilia B.; NEMES, Maria I. B.; MENDES-GONÇALVES, Ricardo B. Saúde do Adulto: Programas e Ações na Unidade Básica. São Paulo: Hucitec, 1996.

SCHWINGEL, Gladecir. A Fisioterapia na Saúde Pública: um agir técnico, político e transformador. In: BARROS, Fabio B. Monteiro de (Org.). O Fisioterapeuta na Saúde da População. Rio de Janeiro: Fisiobrasil, 2002. p. 227-238.

SCOTNEY, N. Educação para a Saúde. trad. Maria Terezinha C. Aflavo. São Paulo – SP: Ed. Paulinas, 1981.

TOSTA, Wilson; THOMÉ, Clarissa. Programa de Saúde da Família já atende mais da metade da população. Jornal O Estadão. São Paulo – SP, 01 de abril de 2010.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2383

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: