Valores Organizacionais nas Microempresas / Organizational Values in Microenterprises

Débora Duarte Corrêa Ferreira Maia, Leinad de Carvalho Silva

Resumo


Este estudo tem como objetivo enfatizar a relevância da elaboração e a transmissão dos valores organizacionais nas Microempresas. Quanto à natureza a pesquisa se caracteriza como descritiva, pois tem a intenção de descrever como ocorre o processo da elaboração e da transmissão dos valores organizacionais, por meio de uma investigação qualitativa. Para isso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, nas quais os achados permitem concluir que os valores organizacionais são relevantes para as Microempresas. Desta maneira, a presente pesquisa contribui com a literatura e a comunidade empresarial acerca da geração de estímulo para as partes organizacionais. Além de clarificar as empresas sobre a necessidade de estabelecer princípios e crenças na expectativa de que estas se tornem únicas, frente aos seus concorrentes.

Palavras-chave


Valores Organizacionais; Microempresas

Texto completo:

PDF

Referências


AGLE, B. R.; CALDWELL, C. B. Understanding research on values in business. Business and Society, v. 38, n. 3, p. 326-387, 1999.

ARMILIATO, K;. APARECIDA, G.; SALEH, M. Gerenciamento de finanças em microempresas. Revista Latino Americana Ambiente e Saúde, v. 4, n. 1, 2019.

BARRETT, Richard. A organização dirigida por valores. 5º ed. São Paulo: Saraiva, 2000. BEHRENS, P. Die Gartenstadtbewegung. Berliner Tageblatt, v. 25, n. 3, 1908.

BIRCH, D. L. The job generation process: MIT program on neighborhood and regional change. 1979.

BORTOLI NETO, A. A virada dos pequenos. PEGN: Pequenas Empresas Grandes Negócios, v. 9, n. 100, p. 28-38, 1997.

BRASIL. DECRETO N. 5.028/2004. Altera os valores dos limites fixados nos incisos I e II do art. 2º da Lei nº 9.841 de 5 de outubro de 1999, que instituiu o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 01/11/2019.

BRASIL. LEI 9.841/1999. Institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, e dá outras providências. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 01/11/2019.

BRASIL. LEI N. 9.317/1996. Dispõe sobre o regime tributário das microempresas e das empresas de pequeno porte, institui o Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte - SIMPLES e dá outras providências. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 01/11/2019.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 4ª ed. São Paulo: Makron Books, 1996.

DEAL, T. E.; KENNEDY, A. A. Corporate cultures: the rites and rituals of corporate life. 2ª ed. Massachusetts: Perseus Publishing, 2000.

DENISON, D. R. Corporate culture and organizational effectiveness. New York: John Wiley & Sons, 1997.

DRUCKER, Peter. A administração na próxima sociedade. NOBEL: 2003.

ENRIQUEZ, E. Da horda ao Estado: psicanálise do vínculo social. 2º ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996.

EREZ, M. Um modelo cultural de motivação para o trabalho. In: CEDO, C.; EREZ, M. (Eds.). Novas perspectivas em psicologia industrial/organizacional internacional. San Francisco: The New Lexington press, 1997.

KATZ, D.; KAHN, R. L. Psicologia social das organizações. São Paulo: Atlas, 1978.

KOTESKI, M. A. As micro e pequenas empresas no contexto econômico brasileiro. Revista Fae Business, v. 1, n. 8, p. 16-18, 2004.

LEMES JÚNIOR, A. B.; PISA, B. J. Administrando micro e pequenas empresas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

LISBOA, J.; COELHO, A.; COELHO, F.; ALMEIDA, F. Introdução a gestão de organizações. 3º ed. São Paulo: Vida econômica, 1999.

MACHADO, J. R. A arte de administrar pequenos negócios. 3ª ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2010.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação. São Paulo: Atlas 2002.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

MARTINS, Gil A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.

OLIVEIRA, A. F.; TAMAYO, A. Inventário de perfis de valores organizacionais. Revista de Administração da USP, v. 39, n. 2, p. 129-140, 2004.

PERUFO, D.; GODOY, L. P. L. Mortalidade de microempresas: um estudo de campo realizado com microempresários da região centro do estado do rio grande do sul. Revista Pretexto, v. 201, n. 1, 2019.

PORRAS, Jerry. Feitas para durar. 1º ed. São Paulo: Rocco, 1995.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2006.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 1989.

SANTOS, S. S. Importância dos Valores Organizacionais. Revista Exame. V. 32, n.3, p. 15- 35, 2012.

SCHWARTZ, S. H. Universals in the content and structure of values: theoretical advances and empirical tests in 20 countries. Advances in Experimental Social Psychology, v. 25, p. 1-65, 1992.

SCHWARTZ, S. Há aspectos universais na estrutura e no conteúdo dos valores humanos? In M. Ros & V. V. Gouveia (Orgs.), Psicologia social dos valores humanos: desenvolvimentos teóricos, metodológicos e aplicados, p. 55-85. São Paulo: Senac, 2006.

SCHWARTZ, S. Valores humanos básicos: seu contexto e estrutura intercultural. Rio de janeiro: Vozes, 1995.

SCHWARTZ, S.; BILSKY,W. Rumo a uma estrutura psicológica universal do valores humanos. Revista de personalidade e psicologia social, v. 53, p. 550-562, 1987.

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL. SIMPLES - Sistema Integrado de Pagamentos de Impostos e Contribuições das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Disponível em: www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/legisassunto/simples. Acesso em: 07/11/2019.

SENADO FEDERAL SECRETARIA ESPECIAL DE EDITORAÇÃO E PUBLICAÇÕES

SUBSECRETARIA DE EDIÇÕES TÉCNICAS – Estatuto da Microempresa. Disponível em: www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/70314/662418. Acesso em: 07/11/2019.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE).

Perfil das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Disponível em: www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/RO/Anexos/Perfil%20das%20ME%20e% 20EPP%20-%2004%202018.pdf. Acesso em: 01/11/2019.

TAMAYO, A. Valores e clima organizacional. In: Escola, saúde e trabalho . Brasília: Editora UnB, 1999.

TAMAYO, A. Valores organizacionais: sua relação com satisfação no trabalho, cidadania organizacional e comprometimento afetivo. Revista de Administração da USP, v. 33, n. 3, p. 56-63, 1998.

TAMAYO, A.; GONDIM, M. G. C. Escala de valores organizacionais. Revista de Administração da USP, v. 31, n. 2, p. 62-72, 1996.

TRINDADE, M. A. B.; NUNES, M. B. P.; LINHARES, T. S.; TEIXEIRA, R. M. Gestão do

capital de giro em micro e pequenas empresas. Revista de Administração, Contabilidade e Economia, Universidade do Oeste de Santa Catarina/SC, v. 9, n. 1-2, p. 231-250, 2010.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2373

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: