Uso de psicotrópicos entre os estudantes de medicina: um olhar na educação médica / Use of psychotropics among medical students: A look at the medical education

Yuri Lopes Nassar, Andrea Marques da Silva Pires, Igor Marcelo castro e Silva

Resumo


O uso de drogas psicotrópicas na sociedade brasileira mostra-se uma verdadeira epidemia Estima-se que 12,3% da população seja dependente de álcool e 10,1% de tabaco, evidenciando, também, que o uso de outras drogas corresponde a 22,8% da população, índice bem superior a outros países da América do Sul. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão de literatura do uso de drogas psicotrópicas em meio acadêmico médico, com enfoque em nas diversas pesquisas realizadas pelo Centro Brasileiro de Informações de Drogas Psicotrópicas. Os estudos sobre os hábitos de consumo de drogas psicoativas por estudantes de medicina tornam-se fundamental para estabelecer medidas em prevenção de agravos, promoção de saúde e transformação de mentalidade desses estudantes.


Palavras-chave


Drogas; estudantes; ensino médico

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A.G et al. Fatores de risco associados ao uso de álcool e drogas na vida, entre estudantes de Medicina do Estado de São Paulo. Rev ABP-APAL 19:117-126, São Paulo: 1997.

ANDRADE, A.G et al. Prevalência do uso de drogas entre alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1991-1993). Rev ABP-APAL 17:41-46, 1995.

ANDRADE A.G, Queiroz S, Villaboim RCM, César CLG, Alves MCGP, Bassit AZ. Uso de álcool e drogas entre alunos de graduação da Universidade de São Paulo. Rev. ABP-APAL. 1997; 19(2): 53-9.

BOU HABIB, J. C. DUNN, J. LARANJEIRAS, R. Dependência química entre os profissionais de saúde. Revista do Conselho Federal de Medicina 12(92):18-25, 1998.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução 196/96. Brasília, 2001.

BRASIL. Secretaria Nacional Antidrogas. Levantamento domiciliar sobre Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil: estudo envolvendo as 108 maiores cidades do país. 2ª edição. Brasília: 2005.

BRASIL. Ministério da Educação, Programa Saúde e Prevenção nas Escolas. 2010.

Disponível em: http://gestao2010.mec.gov.br/o_que_foi_feito/program_44.php

BUCHANAN, Juana Carolina; PILLON, Sandra Cristina. Drug consumption by medical students in tegucigalpa, Honduras. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 16, n. spe, Aug. 2008 .

CEBRID. Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas. V Levantamento Sobre Drogas Psicotrópicas Entre Estudantes do Ensino Fuindamental e Médio da Rede Pública de Ensino nas 27 Capitais Brasileiras. 2004. Disponível em: http://200.144.91.102/sitenovo/conteudo.aspx?cd=659

CEBRID. Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas. I Levantamento Domiciliar Sobre o Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil. 2001. Disponível em: http://200.144.91.102/sitenovo/conteudo.aspx?cd=640

CEBRID. Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas. II Levantamento Domiciliar Sobre o Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil. 2005. Disponível em: http://www.obid.senad.gov.br/portais/OBID/conteudo/index.php?id_conteudo=11325&rastro=PESQUISAS+E+ESTAT%C3%8DSTICAS%2FEstat%C3%ADsticas/Popula%C3%A7%C3%A3o+geral+brasileira#II_lev_dom

GALDURÓZ, J. C. F et al. Levantamento Nacional sobre o consume de drogas psicotrópicas entre estudantes do ensino fundamental e ensino médio da rede pública nas 27 capitais brasileira. 5ª ed. UNIFESP – CEBRID. São Paulo: 2004

HENRIQUE, Iara Ferraz Silva et al . Validação da versão brasileira do teste de triagem do envolvimento com álcool, cigarro e outras substâncias (ASSIST). Rev. Assoc. Med. Bras., São Paulo , v. 50, n. 2, Apr. 2004 .

LEMOS, K. M. et al . Uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Medicina de Salvador (BA). Rev. psiquiatr. clín., São Paulo, v. 34, n. 3, 2007

MESQUITA, A. M. C et al. Estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: uso de substâncias psicoativas em 1991. Revista ABP-APAL 17:47-54, São Paulo: 1995.

MESQUITA, A. M. LARANJEIRA, R. Psychoative drug use by medical students: a review of the national and international literature. São Paulo Med J 115: 1356-1365, São Paulo: 1997.

MILLAR, P. M. Drinking, smoking and illicit drug use among 15 and 16 year old in the United Kingdom. Br Med J 1996; (313):394-97.

NEWBURY-BIRCH, D. Walshaw D; KAMALI F. Drink and drugs: from medical students to dcotors Drug and alchol Depend 2001; (64):265-70.

OLIVEIRA JUNIOR, Hercilio Pereira de et al . Percepção dos estudantes universitários sobre o consumo de drogas entre seus pares no ABC Paulista, São Paulo, Brasil.Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 17, n. spe, 2009 .

OMS Organização Mundial de Saúde. Neurociencia del consumo y dependencia de sustancias psicoactivas Ginebra: Organización Mundial de la Salud; 2008.

PEUKER A. C, FOGAÇA J, BIZARRO L. Expectativas e beber problemático entre universitarios. Piscologia: Teoría e Pesquisa. 2006 mai-agost; 22(2):193-200.

PINTON F. A. BOSKOVITZ E. P. CABRERA E. M. S. Uso de Drogas Entre os Estudantes de medicina da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, Arquivo Ciência Saúde, 12 (2) abr-jun :91-6 São Paulo: 2002.

PORTO, C. C. Exame Clínico. 7ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

SCHWARTZ, R. H et al. Cocaine and marijiana use by medical students before and during medical school. Arch Int Med 150:883-886, 1990.

STEMPLIUK VA, Barroso LP, Andrade AG, Nicastri S, Malbergier A. Comparative study of drug use among undergratuate students at the Universityof São Paulo – São Paulo campus in 1996 and 2001. Rev. bras. psiquiatr. 27(3):185-93.

WAGNER, Gabriela Arantes et al . Drug use in college students: a 13-year trend. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 46, n. 3, June 2012 .




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2364

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: