Feminismo e Análise do Comportamento: Contribuições de Maria R. Ruiz / Feminism and Behavior Analysis: Contributions by Maria R. Ruiz

Alessandra Pinto Rosendo, Clarissa de Pontes Vieira Nogueira

Resumo


Este trabalho traz como tema central o Feminismo e a Análise do Comportamento e busca explanar qual a contribuição dos conceitos trazidos por Maria R. Ruiz dentro da Análise do Comportamento para a teoria feminista. Inicialmente traz os conceitos básicos da Análise do Comportamento e, logo após, descreve um breve histórico sobre o feminismo e suas fases, para por fim trazer a inter-relação feita pela estudiosa Ruiz sobre essas duas teorias, à luz do behaviorismo radical, que é a filosofia por trás da ciência do comportamento. Foi utilizada como metodologia a pesquisa bibliográfica e a pesquisa conceitual. Esse tema é relevante pois atualmente as questões de gênero ainda precisam ser amplamente discutidas, nas mais diversas abordagens dentro da psicologia e âmbitos sociais no geral, já que ainda pouco se discute e se fala sobre o feminismo no meio acadêmico. Como contribuições da análise do comportamento para o feminismo trazidas por Maria R. Ruiz, destaca-se a compreensão das variáveis ambientais que mantém as práticas culturais machistas.

Palavras-chave


Análise do Comportamento. Teoria Feminista. Maria R. Ruiz

Texto completo:

PDF

Referências


BAUM, W. M. Compreender o behaviorismo: comportamento, cultura e evolução. Porto Alegre: Artmed, 2006.

CARVALHO NETO, M. B. de. Análise do comportamento: behaviorismo radical, análise experimental do comportamento e análise aplicada do comportamento. Interação em Psicologia, vol. 6, n.1, 2002. p. 13-18.

GARCIA, Carla Cristina. Breve história do feminismo. São Paulo: Claridade, 2011.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LIMA, Telma Cristiane Sasso de; MIOTO, Regina Célia Tamaso. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katál. Florianópolis, v. 10, n. esp., 2007. p. 37-45.

MOREIRA, M.B.; MEDEIROS, C. A. de. Princípios Básicos de Análise do Comportamento. Porto Alegre: Artmed, 2007.

MOREIRA, M. B.; RAMOS, G. C. C.; TODOROV, J. C. Psicologia, Cultura e Problemas Sociais. In: MOREIRA, M. B., org. Comportamento e Práticas Culturais. Brasília: Instituto Walden4, 2013. p. 01 - 13.

RUIZ, M.R.Beyond the Mirrored Space: Time and Resistance in Feminist Theory. Behavior and Philosophy.Cambridge Center for Behavioral Studies. v. 37, 2009. p. 141-147.

RUIZ, M.R. Personal Agency in Feminist Theory: Evicting the Illusive Dweller. The Behavior Analyst. v. 21, n. 2, 1998. p. 179-192.

RUIZ, M.R. B. F. Skinner's radical behaviorism: Historical misconstructions and grounds for feminist reconstructions. Behavior and Social Issues, v.5, n.2, 1995. p. 29–44.

SKINNER, B. F. Ciência e comportamento humano. Martins Fontes, 1953.

SKINNER, B. F. Seleção por consequências. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, v.9, n.1, 1981, p. 129-137.

SKINNER, B. F. Sobre o Behaviorismo. Trad. Maria da Penha Villalobos, 1974.

TOURINHO, E. Z. Estudos conceituais na análise do comportamento. Temas em Psicologia da SBP, v. 7, n. 3, 1999. p. 213-222.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2344

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: