Diagnóstico de Câncer durante a Gestação: Uma Revisão Integrativa / Cancer Diagnosis During Pregnancy: An Integrative Review

Eulina Alves Sousa Brito, Pedro Walisson Gomes Feitosa, Jacyanne Gino Vieira, Italo Constâncio de Oliveira, Carmelita Maria Silva Sousa, Willma José de Santana

Resumo


Entre o aumento no número de casos de neoplasias, apresentam-se em destaque as ocorrências em mulheres em idade fértil, as quais denotam sérias consequências em seu futuro reprodutivo. Dentre estas pacientes em idade fértil com diagnóstico de câncer, existe uma pequena, porém relevante, parcela de mulheres que tiveram diagnóstico de câncer durante a gestação ou que, no decorrer do tratamento/seguimento de uma neoplasia, engravidaram. Assim, este trabalho objetiva realizar uma revisão integrativa da literatura dos últimos cinco anos quanto condutas relacionadas ao diagnóstico de câncer durante a gestação. Buscou-se artigos na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS). Foram utilizados os descritores de saúde (DeCS): “Câncer”, Diagnóstico” e “Gestação”. Foram considerados critérios de inclusão artigos em português, inglês e espanhol, disponíveis na íntegra, publicados entre 2014 e 2019. A busca inicial com os descritores identificou 12. 377 artigos. Destes, após aplicação dos critérios de inclusão, 11 foram selecionados como amostra final.  A síntese do conhecimento referenciado nesta revisão integrativa indica que, consoante a literatura analisada, há evidências que a gestação não acelera a evolução do câncer, estando o mau prognóstico relacionado ao estadiamento tardio do tumor. Ainda, os estudos reforçam a importância do diagnóstico precoce, o qual pode contribuir para a melhoria do prognóstico de mulheres com câncer na gravidez. Assim, frisa-se o papel de uma equipe multidisciplinar direcionada ao diagnóstico precoce.


Palavras-chave


Câncer; Diagnóstico; Gestação

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONELLI, Nadine M. et al. Cancer in Pregnancy. Obstetrical & Gynecological Survey, [s.l.], v. 51, n. 2, p.125-134, fev. 1996. Ovid Technologies (Wolters Kluwer Health). http://dx.doi.org/10.1097/00006254-199602000-00022.

ARDALAN, Arash; BUNGUM, Timothy. Gestational Age and the Risk of Maternal Breast Cancer: A Population-Based Case-Control Study. The Breast Journal, [s.l.], v. 22, n. 6, p.657-661, 10 ago. 2016. Wiley. http://dx.doi.org/10.1111/tbj.12646.

BELL, Robin J. et al. Pregnancy-associated breast cancer and pregnancy following treatment for breast cancer, in a cohort of women from Victoria, Australia, with a first diagnosis of invasive breast cancer. The Breast, [s.l.], v. 22, n. 5, p.980-985, out. 2013. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.breast.2013.05.013.

BIANCHI, Diana W. et al. Noninvasive Prenatal Testing and Incidental Detection of Occult Maternal Malignancies. Jama, [s.l.], v. 314, n. 2, p.1-8, 14 jul. 2015. American Medical Association (AMA). http://dx.doi.org/10.1001/jama.2015.7120.

CAPELOZZA, Maria de Lourdes da Silva Sastre et al . A dinâmica emocional de mulheres com câncer e grávidas. Bol. - Acad. Paul. Psicol., São Paulo , v. 34, n. 86, p. 151-170, 2014 . Disponível em . acessos em 10 jan. 2020.

CESAR, Juraci Almeida et al. Citopatológico de colo uterino entre gestantes no Sul do Brasil: um estudo transversal de base populacional. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, [s.l.], v. 34, n. 11, p.518-523, nov. 2012. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0100-72032012001100007.

ERLANDSSON, Gunnar et al. Hydatidiform moles and the long-term risk of breast cancer (Sweden). Cancer Causes And Control, [s.l.], v. 11, n. 2, p.117-120, fev. 2000. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1023/a:1008915217389.

GHIASVAND, Reza et al. Risk factors for breast cancer among young women in southern Iran. International Journal Of Cancer, [s.l.], v. 129, n. 6, p.1443-1449, 17 dez. 2010. Wiley. http://dx.doi.org/10.1002/ijc.25748.

GONÇALVES, Carla Vitola et al. Perdas de oportunidades na prevenção do câncer de colo uterino durante o pré-natal. Ciência & Saúde Coletiva, [s.l.], v. 16, n. 5, p.2501-2510, maio 2011. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-81232011000500020.

LYONS, Traci R.; SCHEDIN, Pepper J.; BORGES, Virginia F.. Pregnancy and Breast Cancer: when They Collide. Journal Of Mammary Gland Biology And Neoplasia, [s.l.], v. 14, n. 2, p.87-98, 21 abr. 2009. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1007/s10911-009-9119-7.

MARINHO, Angélica Mota; LIMA, Fátima Cavalcante; ARAðJO, Márcio Flávio Moura de. CÂNCER DE MAMA E AUTO–EXAME: UMA ANÁLISE DO CONHECIMENTO DE GESTANTES. Cogitare Enfermagem, [s.l.], v. 12, n. 4, p.478-486, 20 dez. 2007. Universidade Federal do Parana. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v12i4.10074.

MONTEIRO, Denise Leite Maia et al. Câncer de mama na gravidez e quimioterapia: revisão sistemática. Revista da Associação Médica Brasileira, [s.l.], v. 59, n. 2, p.174-180, mar. 2013. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ramb.2012.10.003.

MONTEIRO, Denise Leite Maia et al. Fatores associados ao câncer de mama gestacional: estudo caso-controle. Ciência & Saúde Coletiva, [s.l.], v. 24, n. 6, p.2361-2369, jun. 2019. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018245.18392017.

MOTTOLA JUNIOR, Juvenal et al. Câncer de Mama Associado à Gravidez: Um Estudo Caso/Controle. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, [s.l.], v. 24, n. 9, p.585-591, out. 2002. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0100-72032002000900004.

NEUMANN, Kay et al. Introducing a new scoring system for pap smear in the detection of high-grade squamous intraepithelial lesions in pregnancy (The Luebeck Score). Archives Of Gynecology And Obstetrics, [s.l.], v. 294, n. 4, p.855-860, 14 maio 2016. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1007/s00404-016-4113-y.

NÓBREGA, Aléxia Ruanna Oliveira da et al. CONHECIMENTO DAS GESTANTES SOBRE O EXAME CITOPATOLÓGICO. Arquivos de Ciências da Saúde, [s.l.], v. 23, n. 3, p.62-66, 18 nov. 2016. Faculdade de Medicina de Sao Jose do Rio Preto - FAMERP. http://dx.doi.org/10.17696/2318-3691.23.3.2016.288.

OLIVEIRA, Max Moura de et al. Estimativa de pessoas com diagnóstico de câncer no Brasil: dados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Revista Brasileira de Epidemiologia, [s.l.], v. 18, n. 2, p.146-157, dez. 2015. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201500060013.

PANIS, Carolina et al. Critical review of cancer mortality using hospital records and potential years of life lost. Einstein (são Paulo), [s.l.], v. 16, n. 1, p.1-7, 23 abr. 2018. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082018ao4018.

SALANI, Ritu; BILLINGSLEY, Caroline C.; CRAFTON, Sarah M.. Cancer and pregnancy: an overview for obstetricians and gynecologists. American Journal Of Obstetrics And Gynecology, [s.l.], v. 211, n. 1, p.7-14, jul. 2014. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ajog.2013.12.002.

SUN, Sue Yazaki et al. Changing presentation of complete hydatidiform mole at the New England Trophoblastic Disease Center over the past three decades: Does early diagnosis alter risk for gestational trophoblastic neoplasia?. Gynecologic Oncology, [s.l.], v. 138, n. 1, p.46-49, jul. 2015. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ygyno.2015.05.002.

TRALDI, Maria Cristina et al. Demora no diagnóstico de câncer de mama de mulheres atendidas no Sistema Público de Saúde. Cadernos Saúde Coletiva, [s.l.], v. 24, n. 2, p.185-191, jun. 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201600020026.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2321

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: