Percepção do envelhecimento: mulheres de meia idade e idosas que buscam por procedimentos estéticos

Flávia Franco Carrara

Resumo


Objetivos: analisar se há diferença estatística significativa relativa à percepção do envelhecimento entre mulheres de meia idade e mulheres idosas que buscam por procedimentos estéticos e à percepção da melhora da saúde com a realização de procedimentos estéticos neste mesmo grupo. Método: Estudo clínico, piloto, observacional e transversal, realizado com 70 mulheres de 40 anos a 75 anos de idade, adeptas de procedimentos estéticos, na cidade de São Paulo (SP), Brasil. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Percepção do Envelhecimento validado e Questionários sociodemográfico e de caracterização das participantes. Para a análise dos dados foram utilizados os Testes Qui-quadrado, Exato de Fisher, t-Student e Teste de Mann Whitney. Resultados: as voluntárias de meia idade apresentaram diferença significativa no domínio consequências negativas (p=0,0121), além disso, atribuíram um número maior de doenças ao envelhecimento, o que sugere uma percepção mais negativa do envelhecimento neste grupo. A maioria das voluntárias associou procedimentos estéticos à melhora na saúde (88,6%) mas sem diferença estatística significativa entre os grupos. Conclusão: Nos grupos estudados, os resultados sugerem uma  percepção mais negativa do envelhecimento entre as mulheres de meia idade. A maioria das voluntárias relacionou os tratamentos estéticos com melhora na saúde.


Palavras-chave


Meia idade;Idosas; Envelhecimento; Percepção; Estética

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

ABEP – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de classificação econômico Brasil. Atualização da distribuição de classes para 2016. Disponível em: www.abep.org

AGUIAR, A.; CAMARGO, B. V.; BOUSFIELD, A. B. S. Envelhecimento e prática de rejuvenescimento: Estudo de representações sociais. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 38, n. 3, p. 494-506, 2018.

ANTUNES, P. C.; SILVA, A. M. Elementos sobre a concepção da Meia Idade, no processo de envelhecimento humano. Revista Kairós Gerontologia. São Paulo (SP), v. 16, n. 5, p. 123-40, 2013.

BARKER, M., et al. Cross-sectional validation of the Aging Perceptions Questionnaire: a multidimensional instrument for assessing self-perceptions of aging. BMC Geriatr., v. 7, p. 9, 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Manual de Atenção à Mulher no Climatério/Menopausa. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2008. 192 p. (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos – Caderno n. 9).

BRASIL. Organização Pan-Americana da Saúde. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília-DF: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005.

CASTRO, A., et al. Representações sociais do envelhecimento e do rejuvenescimento para mulheres que adotam práticas de rejuvenescimento. PSICO - Porto Alegre, v. 47, n. 4, p. 319-30, 2016.

CASTRO, A.; GIACOMOZZI, A. I.; CAMARGO, B. V. Representações sociais, zona muda e práticas sociais femininas sobre envelhecimento e rejuvenescimento. Est. Inter. Psicol., Londrina, v. 9, n. 2, p. 58-77, 2018.

CERVI, C. R. Estética na qualidade de vida de idosos [Dissertação de Mestrado]. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2014.

DURIDAN, A.; SANTOS, D. F.; GATTI, A. L. Autoestima e cuidados pessoais em mulheres de 60 a 75 anos. Aletheia, v. 43-44, p. 174-87, 2014.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS ASSOCIAÇÕES E GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA (FEBRASGO). Climatério: manual de orientação. São Paulo: FEBRASGO; 2010.

FERNANDES, A. F. R. A auto-percepção do envelhecimento e o bem-estar psicológico [Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia]. Lisboa, Portugal: Faculdade de Psicologia, Universidade de Lisboa, 2014.

FERREIRA, L.; NEVES, A. N.; TAVARES, M. C. G. C. F. Validity of body image scales for Brazilian older adults. Motriz: Rev. Educ. Fis., v 20, n. 4, p. 359-73, 2014.

FERREIRA, V. N. et al. Menopausa: marco biopsicossocial do envelhecimento feminine. Psicologia & Sociedade, v. 25, n. 2, p. 410-9, 2013.

FIN, T. C., et al. Estética e expectativas sociais: o posicionamento da mulher idosa sobre os recursos estéticos. Revista Kairós Gerontologia, São Paulo (SP), Brasil, v. 18, n. 4, p. 133-149, 2015.

FIN, T. C.; PORTELLA, M. R.; SCORTEGAGNA, S. A. Velhice e beleza corporal das idosas: conversa entre mulheres. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, v. 20, n. 1, p. 77-87. 2017.

FREEMAN, A. T. et al. Negative perceptions of ageing predict the onset and persistence of depression and anxiety: Findings from a prospective analysis of the Irish Longitudinal Study on Ageing (TILDA). J. Affect. Disord., v. 199, p. 132-8, 2016.

INGRAND, I. et al. Positive perception of aging is a key predictor of quality-of-life in aging people. PLoS One, v. 13, n. 10, p. e0204044, 2018.

MARI, F. R.; ALVES, G. G.; AERTS, D. R. G. S.; CAMARA, S. O processo de envelhecimento e a saúde : o que pensam as pessoas de meia idade sobre o tema. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., v. 19, n. 1, p. 35-44, 2016.

MORANDO, E.; SCHMITT, J.; FERREIRA, M. Envelhecimento, autocuidado e memória: intervenção como estratégia de prevenção. Revista Kairós: Gerontologia, v. 20, n. 2, p. 353-74, 2017.

MORI, M. E.; COELHO, V. L. D. A vida ouvida: a escuta psicológica e a saúde da mulher de meia idade. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 3, n. 2, p. 36-78, 2003.

OLIVEIRA, E. F. S.; MERCADANTE, E, F.; PORTO, E. F. Percepção de homens e mulheres maiores de 50 anos sobre a estética do envelhecimento. LifeStyle Journal, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 83-98, 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, Dados estatísticos de São Paulo, 2019, disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/urbanismo/dados_estatisticos/informes_urbanos/?p=273565

RAMOS, L. M. B. C. et al. Tradução e adaptação cultural do APQ-Aging Perceptions Questionnaire para a língua portuguesa brasileira. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 233-42, 2012.

SIEGEL, S.; CASTELLAN Jr, N. J. Estatística não paramétrica para ciências do comportamento. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

SNEED, J. R.; WHITBOURNE, S. Models of the aging self. Journal of Social Issues, v. 61, n. 2, p. 375-88, 2005.

TORRES, T. L. et al. Representações sociais e crenças normativas sobre envelhecimento. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 12, p. 3621-30, 2015.

VALENÇA, C. N.; NASCIMENTO FILHO, J. M.; GERMANO, R. M. Mulher no climatério: reflexões sobre desejo sexual, beleza e feminilidade. Saúde Soc. São Paulo, v. 19, n. 2, p. 273-85, 2010.

WITCZAK, P. E.; ZAMBERLAN, L.; SPAREMBERGER, A. O envelhecer e a beleza feminina: significados e comportamentos de consumidoras de produtos associados. In: XXXIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. A Gestão dos Processos de Produção e as Parcerias Globais para o Desenvolvimento Sustentável dos Sistemas Produtivos. Salvador, BA, Brasil, 08 a 11 de outubro de 2013.

YASSINE, I. M. C. A auto-percepção do envelhecimento e os traços de personalidade em idosos. [Dissertação Mestrado Integrado em Psicologia]. Lisboa: Faculdade de Psicologia, Universidade de Lisboa, 2011.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v14i49.2309

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: