Avaliação dos Recursos Hídricos na área Rural da Bacia Mariana I em Alta Floresta (MT) / Evaluation of water resources in the rural area of the Mariana Basin I in Alta Floresta (MT), Brasil

Lauriano Antonio Barella, Eduardo Miranda Ethur, Lucélia Hoehne, Elói Martins Senhoras, Marlize Reffatti Zinelli

Resumo


O artigo avalia aspectos referentes à qualidade dos recursos hídricos da área rural da Bacia Mariana I em Alta Floresta (MT), por meio de análise físico-química dos seguintes componentes: condutividade elétrica (μS/cm); pH-potencial hidrogeniônico; oxigênio dissolvido (mg/L); turbidez; perfil térmico (°C) e vazão. Ainda foram feitas as seguintes análises: coliformes totais e fecais (Escherichia coli). O estudo foi desenvolvido por meio de, tanto, revisão bibliográfica e documental, quanto, resultados das análises de laboratório e registro fotográfico no trabalho de campo. Com base nos procedimentos metodológicos e resultados apresentados na pesquisa, concluiu-se que a influência antrópica impacta nos corpos hídricos da Bacia Mariana I.


 


Palavras-chave


análise físico-química, Bacia Mariana I, efeitos antrópicos, qualidade da água, recursos hídricos

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Martha. “Justiça determina captação de água em represas em Alta Floresta – MT”. Jornal Folha de São Paulo, 20 de agosto, 2010. Disponível em: Acesso em: 12 mar. 2018.

ANA – Agência Nacional de Águas. “Unidade 3 – Variáveis e parâmetros de qualidade de água em rios e reservatórios”. Curso de monitoramento da qualidade de água em rios e reservatórios. Disponível em: Acesso em: 08 fev. 019.

APHA - American Public Health Association. Standard methods for the examination of water and watwater. Washington: APHA, 2005.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. “Oxigênio Dissolvido”. Projeto Ecoágua [2001]. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2019.

BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria 518, de 25 de março, 2004. Disponível em:. Acesso em 06 mar. 2019

CHENJOH, Joseph Nde; CHENG, Ndong Ignatius; ATEMNKENG, Johannes Tabi; MBACHAM, Wilfred. “The Economic Burden of Water Related Infections in the Bamenda Health District: The Case of Diarrhoea”. Universal Journal of Public Health, vol. 5, n. 4, 2017.

CONACON – Congresso Nacional dos Auditores de Controle Externo. “Conheça Mato Grosso”. Portal eletrônico do CONACON 2017. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2018.

CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n. 357, de 17 de março, 2005. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2019.

DANELUZ, Debora; TESSARO, Dinéia. “Padrão físico-químico e microbiológico da água de nascentes e poços rasos de propriedades rurais da região sudoeste do Paraná”. Arquivos do Instituto Biológico, vol. 82, abril, 2015.

FUNASA – Fundação Nacional de Saúde. Manual prático de análise de água. Brasília: FUNASA, 2013.

FURTADO, João Urias Eduardo. Recursos naturais e desenvolvimento: estudos sobre o potencial dinamizador da mineração na economia brasileira. São Paulo: Editora dos Autores/IbRAM, 2013.

GLEICK, Peter H. Dirty. “Water: Estimated Deaths from Water-Related Disease 2000-2020”. Pacific Institute Research Report, August 15, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2018.

LIBANIO, Marcelo. Fundamentos de qualidade e tratamento de água. Campinas: Editora Átomo, 2010.

NOORHOSSEINI, Seyyed Ali; ALLAHYARI, Mohammad Sadegh; DAMALAS Christos A.; MOGHADDAM, Sina Siavash. “Public environmenta f water pollution from urban growth: The case of Zarjub and Goharrud rivers in Rasht, Iran”. Science of the Total Environment, vol. 599–600, December, 2017.

PAIVA, Roberta Fernanda da Paz de Souza, SOUZA, Marcela Fernanda da Paz de. “Associação entre condições socioeconômicas, sanitárias e de atenção básica e a morbidade hospitalar por doenças de veiculação hídrica no Brasil”. Cadernos de Saúde Pública, vol. 34, n. 1, 2018.

PINTO, Cristina Ferreira Pinto. Manual Medição in loco: Temperatura, pH, Condutividade Elétrica e Oxigênio Dissolvido. Belo Horizonte: CPRM, 2007. Disponível em: Acesso em 20 abr. 2019.

PONGELUPPE, Andrea Tavares; OLIVEIRA, Daniela Batista de; SILVA, Edna Aparecida da; AGUILEIRA, Karen Kocis; ZITEI; Valéria; BASTOS; Marta Ferreira. “Avaliação de coliformes totais, fecais em bebedouros localizados em uma instituição de ensino de Guarulhos”. Revista Saúde, vol. 3, n. 2, 2009.

RICHTER, Carlos A.; AZEVEDO NETTO, José M. de. Tratamento de água: tecnologia atualizada. São Paulo: Blucher, 1991.

RYLO, Ive. “Contato com água contaminada aumenta risco de doenças durante cheia no AM”. Portal Eletrônico G1, 25 de maio, 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2017.

SOUZA, Luiz Carlos.; IARIA, Sebastião Timo.; PAIM, Gil Viana; LOPES, Carlos Alberto Magalhães. “Bactérias coliformes totais e coliformes de origem fecal em águas usadas na dessedentação de animais”. Revista de Saúde Pública, vol. 17, n. 2, 1983.

VANHAM, Davy.; GAWLIK, Berndt Manfred.; BIDOGLIO, Giovanni. “Food consumption and related water resources in Nordic cities”. Ecological Indicators, vol. 74, March, 2017.

VICTORINO, Célia Jurema Aito. Planeta água morrendo de sede: uma visão analítica na metodologia do uso e abuso dos recursos hídricos Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

ZHU, Hui, YUAN, Fang, YUAN, Zhaokang, LIU, Rong, Fei, XIE, HUANG, Ling, LIU, Xiaojun, JIANG,Xiaoqing, WANG, Jian, XU, Qunying, SHEN, LIU, Zhiqiang, Donghan, ZHANG, Ronghao; LU,Yuanan. “Monitoring of Poyang lake water for sewage contamination using human enteric viruses as an indicator”. Virology Journal, vol. 15, n. 3, 2018.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i47.2132

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Lauriano Antonio Barella, Eduardo Miranda Ethur, Lucélia Hoehne, Elói Martins Senhoras, Marlize Reffatti Zinelli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: