Uma Análise da Motivação dos Indivíduos nas Organizações a partir das Necessidades Humanas / An Analysis of Motivation of Individuals in Organizations from Human Needs

Elton Paulino da Silveira, Gildo Batista Prata, Ana Lúcia de Paula Ferreira Nunes

Resumo


Este artigo teve como objetivo apresentar um estudo teórico da motivação, correlacionando as principais teorias motivacionais com a percepção das necessidades intrínsecas do ser humano. A análise foi realizada através de uma revisão bibliográfica, embasada em autores da área, que discorrem sobre o tema. A partir do entendimento da história evolutiva das relações humanas perpassando pelas primeiras teorias motivacionais possibilitou um diagnostico parcial de causa e efeito de forma ampla. Observou-se que a motivação é ferramenta essencial na conquista dos objetivos da organização. Pois, possibilita entender o funcionamento do ciclo motivacional, no intuito de melhorar as relações humanas e potencializar os resultados na eficiência do conjunto. Espera-se que este estudo possa contribuir para o crescimento desta área de investigação auxiliando os gestores, a definirem os pontos cruciais para maximizar o aproveitamento das capacidades dos colaboradores melhorando o aspecto motivacional, investindo em qualidade de vida no trabalho, mantendo um ambiente saudável.

 

 

 


Palavras-chave


Motivação. Trabalho. Clima Organizacional. Indivíduo

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Daniel Corrêa de. Atuando em psicologia do trabalho, psicologia organizacional e recursos humanos. Rio de Jeneiro: Ltc, 2013. 216 p.

CASADO, Tânia. A motivação e o trabalho. IN: Nogueira, Arnaldo J. F. Mazzei, Franca, Ana Cristina Limongi, Vários, Fischer, André Luiz, Arellano, Eliete Bernal. As pessoas nas organizações. 20. ed. São Paulo: Editora Gente, 2002. 312 p.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração: Uma revisão abrangente da moderna administração das organizações. 7ed. Rio de Janeiro:Elsevier, 2003. 634 p.

CHIAVENATO, Idalberto. Desempenho humano nas empresas: Como desenhar cargos e avaliar o desempenho. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

DEMO, Gisela. Políticas de gestão de pessoas nas organizações: papel dos valores pessoais e da justiça organizacional. 3. ed. – São Paulo: Atlas, 2010. 192 p.

LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina; ARELLANO, Eliete Bernal. Qualidade de Vida no Trabalho. IN: Nogueira, Arnaldo J. F. Mazzei, Franca, Ana Cristina Limongi, Vários, Fischer, André Luiz, Arellano, Eliete Bernal. As pessoas nas organizações. 20. ed. São Paulo: Editora Gente, 2002. 312 p.

DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. 1. ed. – 8. Reimpressão. – São Paulo: Atlas, 2009. 216 p.

GIL, Antonio Carlos. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. 1. ed. – 6. Reimpressão. – São Paulo: Atlas, 2006. 312 p.

MILKOVICH, George T.; BOUDREAU, John W. Administração de Recursos Humanos. 1. ed. 8. Reimpressão. São Paulo: Atlas, 2010. 536 p.

CHANLAT, Jean – François. Por Uma ANTROPOLOGIA DA Condição Humana nas Organizações. IN: Jean – François Chanlat (Coord.). O Indivíduo na Organização: Dimensões Esquecidas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2007. 208 p.

PRODANOV, Cleber Cristiano. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. – 2. ed. – Novo Hamburgo: Feevale, 2013. 277 p. Disponível em: . Acessado em 19/09/2019 às 16:12.

RIBEIRO, Claudia Alves Perez et al. Qualidade de vida no trabalho: um estudo no supermercado brisa. 2010. Disponível em: . Acesso em: set. 2019.

ROBBINS, Stephen Paul. Fundamentos do comportamento organizacional. 1. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009. 316 p.

ROBBINS, Stephen P.; DECENZO, David A.; WOLTER, Robert. Fundamentos de Gestão de Pessoas. 1. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. 320 p.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i47.2067

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: