Percurso Pedagógico de Aprendizagem:Quebrando paradigmas / Pedagogical Learning Course: Breaking Paradigms

Maria de Fatima Nunes Antunes

Resumo


O relatório do Percurso Formativo no Curso de Especialização em Libras tem por objetivo contribuir para a reflexão sobre a formação teórica e preparação profissional com o intuito de atuar como Intérprete, Tradutor e/ou Docente da Língua Brasileira de Sinais. Os dados para a elaboração do relatório foram baseados em pesquisas bibliográficas e  análises das experiências pessoais vivenciadas no Curso. De acordo com a Lei 10436/2002, que reconhece a Libras como Língua Materna do surdo, nós, profissionais qualificados pela Unintese, de fato, não podemos mais permitir a presença de estereótipos relacionados à pessoa surda, promovendo, assim, a sua inclusão na escola e na sociedade. Esta formação proporciona a investigação na área de Libras visando não apenas receber um certificado, mas à qualificação para o mercado de trabalho. Ademais, instiga a busca da formação continuada, pois é uma área, uma Língua que se inova constantemente, havendo, portanto, a necessidade de nos aperfeiçoarmos.   

 


Palavras-chave


Libras. Surdo. Educação especial.

Texto completo:

PDF

Referências


BICUDO, Maria Aparecida Viggiani (Org.). Pesquisa em educação matemática: concepções & perspectivas. São Paulo: Ed. UNESP, 1999.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília/DF: Senado, 1988.

__________. Lei 10.436 de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da república/Casa Civil, 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 14 ago. 2017.

CASTRO. Mariana Gonçalves Ferreira de. Representação social da Libras por sujeitos surdos bilíngues. Disponível em: http://www.lapeade.educacao.ufrj.br/files/Eixo%205_ Formacao%20Docente_pag%2062.pdf. Acesso em: 28 ago.2017.

CORDOVA, Carijo Bianca; TACCA, Maria Carmen V. R. O Interprete de Língua de sinais e a ação pedagógica no processo de aprendizagem do sujeito surdo escrito. In: MARTÍNEZ, Albertina Mitjáns; TACCA, Maria Carmen V. R. Possibilidades de aprendizagem: ações pedagógicas para alunos com dificuldade e deficiência. Campinas, SP: Editora Alínea, 2011. p. 209 -235.

DANTE, Luiz Roberto. Formulação e Resolução de Problemas de Matemática: teoria e prática. São Paulo: Ática, 2010.

FONSECA, V. Educação Especial. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér; PRIETO, Rosângela Gavioli. ARANTES, Valéria Amorim (org.) Inclusão escolar: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2006.

QUADROS, Dra. Ronice Müller de. O Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa. Brasília: MEC, SEESP, 2005.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i47.1981

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Maria de Fatima Nunes Antunes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: