Representações Sociais da Adoção Tardia: A Busca pelo filho ideal / Late Adoption Social Representations: The search for the ideal son

Jerusa Colombo Baldessar, Amanda Castro

Resumo


A pesquisa teve por objetivo identificar as representações sociais dos participantes do Curso de Preparação para Pretendentes à Adoção da Comarca de Criciúma/SC do ano de 2018 acerca da adoção tardia e verificar se o referido curso promove mudanças nessas representações. Participaram da pesquisa 55 requerentes. Para a coleta de dados foram aplicados dois formulários idênticos, sendo um no primeiro e um no último encontro do curso, utilizou-se o teste de substituição. A análise dos resultados foi feita com o auxílio do software Iramuteq. Os dados quantitativos passaram por estatística descritiva. Os resultados demonstraram que os participantes chegam ao curso carregados de paradigmas relacionados a adoção tardia, que se referem à imponência do fator genético e das experiências passadas na personalidade do adotando. Após o curso, foi possível perceber mudança significativa nas crenças dos pretendentes diante da adoção tardia, que passaram a ver esta adoção como algo mais possível.


Palavras-chave


Representações sociais. Adoção tardia. Curso.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRIC, Jean Claude. Abordagem estrutural das representações sociais: desenvolvimentos recentes. In: Campos PHF, Loureiro MCS (Eds). Representações sociais e práticas educativas. Goiânia: Ed. Da UCG; 2003. p. 37-57.

BERNARDINO, Karine de Paula; FEREIRA, Caroline Iwancow. Adoção Tardia e Suas Características. Revista Intellectus: 2013, v. 9, n. 24, p. 7-22. Disponível em . Acesso em: 18 maio 2019.

BERTHOUD, Cristina Mercadante Esper. Filhos do coração. Taubaté: Cabral Editora Universitária, 1997, 160 p.

BRASIL. Dispõe sobre adoção. Lei federal nº 12.010, de 03 de Agosto de 2009.

BRAZELTON, Berry; SPARROW, Joshua. Entendendo a rivalidade entre os irmãos (G. Klein, Trad.). Porto Alegre: Artmed, 2007. 152p.

CAMARGO, Brigido Vizeu; JUSTO, Ana Maria. IRAMUTEQ: um software gratuito para análisede dados textuais. Temas psicol., Ribeirão Preto , v. 21, n. 2, p. 513-518, dez. 2013 . Disponível em . Acesso em 13 ago. 2019.

CAMARGO, Mário Lázaro. Adoção tardia: representações sociais de famílias adotivas e postulantes à adoção (mitos, medos e expectativas). 2005. 268 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2005. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2019.

CAMPOS, Niva Maria Vasques. Adoção tardia: características do estágio de convivência. TJDFT: 2016. Disponível em:

>. Acesso em: 13 maio 2019.

CECIF (org). 101 Perguntas e Respostas sobre Adoção. São Paulo: Organização CeCIF, 2001.

CNJ, Conselho Nacional de Justiça. Tribunal promove ações em prol da adoção tardia. 2019. Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2019.

EBRAHIM, Surama Gusmão. Adoção tardia: altruísmo, maturidade e estabilidade emocional. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 14, n. 1, 2001, p. 73-80. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2019.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, D. (Ed.) As representações sociais. Rio de Janeiro: UERJ, 2001. p. 17-44.

LEVINZON, Gina Khafif. Adoção. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004. 147p.

MANFREDINI, Vanessa; DE LIMA ARGIMON, Irani Iracema. O uso de testes psicológicos: a importância da formação profissional. Revista Grifos, v. 19, n. 28/29, p. 133-146, 2010. Disponível em:

grifos/article/view/868>. Acesso em: 16 maio 2018.

MORELLI, A. B.; SCORSOLINI-COMIN, F; SANTEIRO, T. V. O “lugar” do filho adotivo na dinâmica parental: Revisão integrativa de literatura. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 27, n. 1, p.175-194, 2015. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/pc/v27n1/10.pdf. Acesso em: 20 maio 2018.

REIS, Sebastiana Lindaura de Arruda; BELLINI, Marta. Representações sociais: teoria, procedimentos metodológicos e educação ambiental. Acta Scientiarum. Human And Social Sciences, [s.l.], v. 33, n. 2, p.149-159, 19 dez. 2011. Universidade Estadual de Maringa. Disponível em: . Acesso em: 27 maio 2018.

RIEDE, Jane Elisabete; SARTORI, Giana Lisa Zanardo. Adoção e os fatores de risco: do afeto à devolução das crianças e adolescentes. Perspectiva, Erechim, v. 37, n. 138, p.143-154, jun. 2013. Disponível em:

iva/138_354.pdf>. Acesso em: 12 maio 2019.

SAMPAIO, Débora da Silva; MAGALHÃES, Andrea Seixas; FÉRES-CARNEIRO, Terezinha. Pedras no Caminho da Adoção Tardia: Desafios para o Vínculo Parento-Filial na Percepção dos Pais. Temas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 26, n. 1, p.311-324, mar. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 maio 2018.

SOUZA, Hália Pauliv. Adoção: Exercício da fertilidade afetiva. São Paulo: Paulinas, 2008. 223p.

SOUZA, Hália Pauliv; CASANOVA, Renata Pauliv de Souza. Adoção e a preparação dos pretendentes: Roteiro para o trabalho nos grupos preparatórios. Curitiba: Juruá Editora, 2014. 166p.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i47.1962

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: