A Importância do Vínculo Profissional Atribuída por Gestante / The Importance of the Professional Relationship Assigned by Pregnant Women

Maria Clara Torres e Souza, Maria Milaneide Lima Viana, Denise Pinheiro Leite, Mara Kilvya Nunes da Silva, Fabiana Carvalho Bessa, Debora Aparecida Beneval Bento, Rosely Leyliane dos Santos

Resumo


A prenhez é uma alteração que faz parte da evolução normal do crescimento da humanidade. Os especialistas que acompanham a gestante em seu pré-natal, inclusivamente o enfermeiro(a), deverão preparar um plano de apoio à gestante, designando as ações, instruções e direcionamentos aos serviços de referência, propiciando a interdisciplinaridade das intervenções, com a abertura de vinculação entre a equipe multiprofissional e gestante, propiciando as intervenções de saúde voltadas às suas necessidades de maneira integral. A gestante necessita sentir-se amparada para ter segurança e acreditar na equipe de profissionais. O objetivo desse estudo é compreender a importância do vínculo profissional atribuída por gestante.   A pesquisa trata-se de um estudo descritivo, exploratório de cunho qualitativo que foi realizada com gestantes em acompanhamento pré-natal de uma Unidade Básica de Saúde do município da região centro-sul. Os dados coletados foram categorizados de acordo com a análise de conteúdo temática. Esse estudo é recorte de outro projeto maior, que foi aprovado pelo parecer do Comité de Ética. Espera-se que os dados fornecidos pela pesquisa, sejam relevantes para o aprimoramento profissional dos enfermeiros, pois, o seu conhecimento profissional e humano faz a diferença na vida dessas gestantes.

 



Palavras-chave


Gravidez, Enfermeiro, Percepção, Unidade Básica de Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, C.N. et al. Cuidado Pré-Natal e Cultura: Uma Interface na Atuação da Enfermagem. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. V.19, n.2, p.265-271. Abr-Jun. 2015.

ALVES, Aline; ALBINO, Andreza Teresa; ZAMPIERI, Maria de Fatima Mota. Um Olhar das Adolescentes Sobre as Mudanças na Gravidez: Promovendo a Saúde Mental na Atenção Básica. Reme – Rev. Min. Enferm. V.15, n.4, p.545-555. Out-Dez., 2011.

ARAÚJO, S.M. et al. A Importância do Pré-Natal e a Assistência de Enfermagem. Revista Eletrônica de Ciências. V. 3, n. 2. Julho a dezembro. 2010.

BOAS, L.M.V; BRAGA, M.C.C; CHATELARD, D.S. Escuta Psicanalítica de Gestantes no Contexto Ambulatorial: Uma Experiência em Grupos de Fala. Psico. V. 44, n. 1, pp. 8-15, jan./mar. 2013.

BRASIL. Pré-natal e puerpério atenção qualificada e humanizada. Manual técnico. Ministério da Saúde. Secretaria de atenção à saúde. Departamento de ações programáticas estratégicas. 2006.

_________. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2012a.

_________. Quantidade de UAP no município de Iguatu. Portal da saúde. 2015. Disponível em: < http://dab.saude.gov.br/portaldab/historico_cobertura_sf.php> Acesso em 05 nov 2015, ás 13:00h.

COSTA, E.M.F. Humanização do Pré-Natal Através da Vivência em Grupos de Gestantes: um Relato de Experiência. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande. 2014.

DUARTE Sebastião Junior Henrique; ALMEIDA Eliane Pereira de. O Papel Do Enfermeiro Do Programa Saúde Da Família No Atendimento Pré-Natal. R. Enferm. Cent. O. Min. Jan/abr; V.4,n1,p:1029-1035. 2014.

FERREIRA JÚNIOR, A.R. et al. Percepções de Profissionais de Enfermagem Sobre a Humanização em Obstetrícia. Sanare. V.14, n.02, p.27-35, jul./dez. Sobral. 2015.

GONÇALVES, I. T. J.P. et al. Prática do Acolhimento na Assistência Pré-Natal: Limites, Potencialidades e Contribuições da Enfermagem. Rev Rene. V.14, n.3, p:620-9. 2013.

LÍBERA, B.D. et al. Avaliação da Assistência Pré-Natal na Perspectiva de Puérperas e Profissionais de Saúde. Ciência & Saúde Coletiva. V.16, n.12, p:4855-4864. 2011.

MINAYO, Maria Cecilia de Souza.; DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 33ª. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

MALDONADO, Maria Tereza. Psicologia da Gravidez. Editora Jaguatirica, 2013.

VIEIRA, Sônia Maria; BOCK, Lisnéia Fabiani; ZOCCHE, Denise Azambuja; PESSOTA, Camila Utz. Percepção das Puérperas Sobre a Assistência Prestada pela Equipe de Saúde no Pré-Natal. V. 20 (Esp); p. 255-262. Florianópolis, 2011




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i46.1941

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Maria Clara Torres e Souza, Maria Milaneide Lima Viana, Denise Pinheiro Leite, Mara Kilvya Nunes da Silva, Fabiana Carvalho Bessa, Debora Aparecida Beneval Bento, Rosely Leyliane dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: