Gestão de Obras Públicas: Logística mais adequada ao cumprimento dos prazos planejados / Management of Public Works: Logistics more suited to the fulfillment of planned deadlines

Wermison Silva Cunha, Hesler Piedade Caffé Filho

Resumo


O Brasil tem sofrido um decréscimo nos investimentos do PIB direcionado a infraestrutura. Em 2014 o país chegou a investir apenas 1% do PIB. A indústria da construção civil tem maior capacidade de elevar as taxas de emprego e renda a curto prazo. Este trabalho teve o objetivo analisar os motivos que levam um gestor público a não realizar obras dentro do prazo planejado, verificando as dificuldades encontradas e como elas podem ser amenizadas. Este trabalho possuiu 3 etapas: levantamento das informações nas leis brasileiras; comparativo entre o processo legal é o realizado na prática e a solução da problemática. O que estimulou a falha nas obras públicas foi em parte a mudança no objetivo da licitação; os vícios construtivos em obras públicas e a falta de planejamento. O seguro de obras; a etapa do Projeto Básico considerando fatores realísticos do mercado asseguram a efetividade das obras. Por último o papel do fiscal de contrato. É necessário também que parcerias públicas privadas aconteçam para fortalecer a construção dos projetos com qualidade. Para evitar os atrasos nas obras públicas é necessário seguir mudanças como os seguros de obra, a elaboração do Projeto Básico e pôr fim a fiscalização de obras públicas.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ALTOUNIAN, C. S. Obras públicas: licitação, contratação, fiscalização e utilização - 5ed. Belo Horizonte: Fórum, 2016.

BARROS FILHO, O. X. & RIVELINI, A. E. B. Vícios construtivos em obras públicas: um estudo de caso em 27 obras. UNINGÁ Review. 2016. v. 28, n. 2, p. 16-23.

BRASIL. Presidência da República. Lei Nº 8.666. Normas para licitações e contratos da Administração Pública. Brasília: Casa Civil, 1993.

COELHO, Adelaide Bittencourt P. Obras e serviços de engenharia: licitações e contratos. Minicurso. TCEMG, 2009.

CONFEA. Resolução nº 361/91, de 10 de dezembro de 1991, Dispõe sobre a conceituação de Projeto Básico em Consultoria de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 dez. 1991.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Infraestrutura: o custo do atraso e as reformas necessárias. Brasília: CNI, v. 10. 2014. 177 p. disponível em: https://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A8182A14939ECF401497AF5472A6139. Acesso em: 08 de maio de 2019.

CUPE - Custos Unitários PINI de Edificações. Tabela online dos custos de edificações. Disponível em: < http://tcpoweb.pini.com.br/IndiceCustoSel.aspx >. Acessado em: 1 maio de 2019.

FARIAS, P. P. P. Licitações e obras públicas. Série de Cadernos Técnicos da Agenda Parlamentar. CREA-PR, 2016.

FARIELLO, D. No Brasil, governo tem três modelos de contratação para obras públicas. 2016. Disponível em :Acesso em: 30 de abril de 2019.

GOMES, Rubens Carlos Gustmann. A Postura das empresas construtoras de obras públicas da Grande Florianópolis em relação ao PBQP-H. Dissertação de Mestrado. UFSC – Universi-dade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil – PPGEC. Florianópolis, 2007.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IGBE. Pesq. anual Ind. Constr., Rio de Janeiro, v. 23, p.1-88, 2013. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/54/paic_2013_v23.pdf . Acessado em: 30 de abril de 2019.

MÂNICA, F. B. LAHOZ, R. A. L. Contratos de obra: critérios de medição, pagamento e inconsistências no projeto básico. Belo Horizonte, ano 3, n. 5, 2015. p. 85-97.

RESENDE, C. C. R. de. Atrasos de obra devido a problemas no Gerenciamento. 2013. 42 f. TCC (Graduação) – Curso de Engenharia Civil, Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: . Acesso em: 08 de maio de 2019.

RIBEIRO, Geraldo Luiz Viera. A Evolução da Licitação. 2007. Disponível em: Acesso em: 08 de abril de 2019.

SOIBELMAN, L. As perdas de materiais na construção de edificações: sua incidência e seu controle. Porto Alegre, 1993. 126p. Dissertação (mestrado em Engenharia Civil) -UFRGS.

SOUZA, Roberto de. Sistema de Gestão para empresas de incorporação imobiliária. 1º.ed. São Paulo: O Nome da Rosa, 2004.

TESOURO – SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 08 de maio de 2019.

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO – TCU. Recomendações Básicas para a Contratação e Fiscalização de Obras de Edificações Públicas. Brasília, v. 4. 2014. p. 9. Disponível em: https://portal.tcu.gov.br/biblioteca-digital/obras-publicas-recomendacoes-basicas-para-a-contratacao-e-fiscalizacao-de-obras-e-edificacoes-publicas.htm. Acessado em: 30 de abril de 2019.

VARALLA, R. Planejamento e Controle de Obras. O nome da Rosa editora. 118 págs. São Paulo. 2003.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1823

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: