A Incorporação da Educação Ambiental nas aulas de Biologia no Ensino Médio / The Incorporation of Environmental Education in Biology classes in High School

Gisele de Sousa Cordeiro, Amanda Maria Villas Bôas Ribeiro

Resumo


O presente estudo tem como objetivo geral refletir sobre o modo de incorporação da educação ambiental nas aulas de biologia do ensino médio Trata-se de uma análise documental dos principais documentos legais vigentes da educação brasileira como: os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs); as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs); e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A educação sofreu diversas mudanças ao longo dos anos e uma delas foi à maneira que o professor incorpora a Educação Ambiental (EA) e exercita a prática pedagógica na disciplina de Biologia no ensino médio. Diante de tantas mudanças, nesse cenário estão professores e alunos que tendem a se adaptarem e inserir todas as normativas em seu currículo. Concorda-se com as mudanças, mas vale salientar que a Educação Ambiental é uma temática interessante que deve ultrapassar as paredes das salas de aula e partir para a comunidade, englobando todas as demais disciplinas., no intuito de facilitar o aprendizado do aluno e contribuir para uma melhor formação educacional.

Palavras-chave


Biologia; Educação Ambiental; Ensino Médio

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO DE BIOLOGIA (SBNEBIO), 2015. Algumas impressões sobre a base nacional comum e implicações sobre o ensino de ciências e biologia na educação básica. Disponível em: < http://www.sbenbio.org.br/wordpress/wpcontent/uploads/2015/12/Ana%CC%81liseBNCC-SBENBIO.pdf>. Acesso em mar. 2019.

BRASIL. Decreto 4.281, de 25.06.2002. Regulamenta a Lei n o 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. DOU 26.06.2002.. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/publicacao13.pdf. Acessado em Mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 2 de 15 de junho de 2012. Estabelece as diretrizes curriculares nacionais para a educação ambiental. Brasília, 2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/apresentacao. Acesso em: Mar. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: terceira versão. 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf Acesso em: Mar. 2019.

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília: MEC, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal/195-secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/12598-publicacoes-sp-265002211 . Acessado em mar. 2019.

CAVASINI, R.; BREYER, R. F. Educação ambiental ao ar livre: experiências em unidades de conservação. Revista Educação Ambiental em ação. n. 53, 2015.

KRAWCZK, Nora. Reflexão sobre alguns desafios do ensino médio no Brasil hoje. Cadernos de Pesquisa, v.41, n.144, p.752-769. 2011.

LEPIENSKI, M.L., PINHO, K.E.P. Recursos Didáticos no Ensino de Biologia e Ciências. Dissertação – Programa Desenvolvimento Educacional – PDE. 2011. Disponível em: http://www.diadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/400-2.pdf. Acesso em 20 de Março de 2019.

MEDEIROS, B. A. et al. A importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v, 4, n 1, set. 2011.

SOUZA, J.; KANTORSKI, L. P.; LUIS, M. A. V. Análise documental e observação participante na pesquisa em saúde mental. Revista Baiana de Enfermagem, Salvador, v. 25, n. 2, p. 221-228, mar. 2019.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1789

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: