Considerações sobre a saúde sexual de mulheres com câncer: Uma Revisão Integrativa da Literatura / Considerations on the sexual health of women with cancer: An integrative Review of the literature

Eulina Alves Sousa Brito, Pedro Walisson Gomes Feitosa, Jacyanne Gino Vieira, Italo Constâncio de Oliveira, Carmelita Maria Silva Sousa, Lina Maria Vidal Romão, Allex Alves Sobral de Sousa, Francisco Rafael Soares de Sousa, Willma José de Santana

Resumo


É evidente que a sexualidade não é um conceito distinto ao de saúde, mas complementar ao estudo e atuação profissional dos cuidados em saúde direcionados à integralidade da saúde da mulher. Os cânceres podem ser causados por diferentes fatores de risco e hoje é bem estabelecido o papel que desempenham em sua etiologia. As neoplasias têm crescido em todo o mundo e ocupam a segunda causa de morte na maioria dos países. Esse trabalho objetiva reunir os conhecimentos produzidos acerca da influência do câncer na saúde sexual de mulheres, a fim de propor estudos e discussões necessárias para cristalização do cuidado em saúde integral de mulheres. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura com busca de artigos em diferentes bases de dados, resultando em um conjunto de 10 artigos com diferentes abordagens e informações quanto ao tema em estudo. Conclui-se, em análise aos resultados obtidos, que as variáveis da sexualidade feminina, em generalidade, sofrem alteração no período da enfermidade, sendo de maior para menor impacto causado pela doença a auto-imagem, a função sexual, o relacionamento com o parceiro, e a qualidade de vida.

 


Palavras-chave


câncer, mulheres, saúde sexual

Texto completo:

PDF

Referências


ANGERAMI, VA. (2013) A subjetivação do câncer. In V. A. Angerami-Camon & K. C. Gaspar (Eds.), Psicologia e câncer. São Paulo, SP: Casa do Psicólogo

COCKLE, SG. Expectations of Cancer Treatment and Their Impact on Outcomes. 2018. 346 f. Tese (Doutorado) - Curso de Filosofia, Faculty Of Health And Medical Sciences, University Of Surrey, Guildford, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

GARCIA, SN et al . Quality of life domains affected in women with breast cancer. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 36, n. 2, p. 89-96, June 2015 . Available from . access on 20 Feb. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2015.02.45718.

GRION, RC et al. Sexual function and quality of life in women with cervical cancer before radiotherapy: a pilot study. Archives Of Gynecology And Obstetrics, [s.l.], v. 293, n. 4, p.879-886, 29 ago. 2015. Springer Nature. http://dx.doi.org/10.1007/s00404-015-3874-z.

HARDING, Y et al. Radiotherapy- or Radical Surgery–Induced Female Sexual Morbidity in Stages IB and II Cervical Cancer. International Journal Of Gynecological Cancer, [s.l.], v. 24, n. 4, p.800-805, maio 2014. BMJ. http://dx.doi.org/10.1097/igc.0000000000000112.

HIRSCHLE, Tamiris Molina Ramalho; MACIEL, Silvana Carneiro; AMORIM, Geane Karla de. Representações Sociais sobre o Corpo e Satisfação Sexual de Mulheres Mastectomizadas e seus Parceiros. Trends Psychol., Ribeirão Preto , v. 26, n. 1, p. 457-468, Mar. 2018 . Available from . access on 25 Apr. 2019. http://dx.doi.org/10.9788/tp2018.1-18pt.

HUGUET, PR et al . Qualidade de vida e sexualidade de mulheres tratadas de câncer de mama. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Rio de Janeiro , v. 31, n. 2, p. 61-67, Feb. 2009 . Available from . access on 20 Feb. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032009000200003.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2011.

JUNQUEIRA, Lilian Cláudia Ulian et al . Análise da comunicação acerca da sexualidade, estabelecida pelas enfermeiras, com pacientes no contexto assistencial do câncer de mama. Interface (Botucatu), Botucatu , v. 17, n. 44, p. 89-101, Mar. 2013. Available from . access on 05 May 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832013000100008.

LIMA, SMRR; Valadares ALR. Câncer de mama e sexualidade: considerações. Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, v. 59, n. 2, p.92-96, jul. 2014.

LOPES, JSOC et al. A sexualidade de mulheres em tratamento para o câncer de mama. Enfermería Global, [s.l.], v. 15, n. 3, p.350-387, 30 jun. 2016. Servicio de Publicaciones de la

Universidad de Murcia. http://dx.doi.org/10.6018/eglobal.15.3.229441.

LOYD, PA. et al. Women's experiences after a radical vaginal trachelectomy for early stage cervical cancer. A descriptive phenomenological study. European Journal Of Oncology Nursing, [s.l.], v. 18, n. 4, p.362-371, ago. 2014. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ejon.2014.03.014.

MITCHELLI, AJ. et al. Identification of patient-reported distress by clinical nurse specialists in routine oncology practice: a multicentre UK study. Psycho-oncology, [s.l.], v. 20, n. 10, p.1076-1083, 4 ago. 2010. Wiley. http://dx.doi.org/10.1002/pon.1815.

MOLINA, MAS; Marconi SS. Mudanças nos relacionamentos com os amigos, cônjuge e família após o diagnóstico de câncer na mulher. Rev. bras. enferm., Brasília , v. 59, n. 4, p. 514-520, Aug. 2006 . Available from . access on 21 Feb. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672006000400008.

OLIVEIRA, Max Moura de et al . Estimativa de pessoas com diagnóstico de câncer no Brasil: dados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Rev. bras. epidemiol., São Paulo , v. 18, supl. 2, p. 146-157, Dec. 2015 . Available from . access on 25 Apr. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201500060013.

PELUSI, J. Sexuality and body image. Research on breast cancer survivors documents altered body image and sexuality. American Journal Of Nursing, New York, v. 32, n. 8, mar. 2006.

PEREIRA, CS; SANTOS, LGM. Disfunções físicas e funcionais, qualidade de vida e distúrbios da sexualidade de mulheres submetidas ao tratamento de câncer de mama no município de Porto Velho/RO. 2017. 24 f. TCC (Graduação) - Curso de Fisioterapia, Centro Universitário São Lucas, Porto Velho, 2017.

PEREIRA, G. B.; GOMES, A. M. S. M. ; OLIVEIRA, R. R. Impacto do tratamento do câncer de mama na autoimagem e nos relacionamentos afetivos de mulheres mastectomizadas. Life Style, [s.l.], v. 4, n. 1, p.99-119, 2 out. 2017. Instituto Adventista de Ensino. http://dx.doi.org/10.19141/2237-3756.lifestyle.v4.n1.p99-119.

RIGOTTO, RM; Aguiar ACP. Por que morreu VMS? Sentinelas do des-envolvimento sob o enfoque socioambiental crítico da determinação social da saúde. Saúde em Debate, [s.l.], v. 41, n. 112, p.92-109, mar. 2017. Fap UNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0103-1104201711208.

SANTOS, DB (2012). Sexualidade e imagem corporal de mulheres com câncer de mama (Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, Brasil).

SEARA, LS, Vieira, RX, & Pechorro, P. S. (2012). Função sexual e imagem corporal da mulher mastectomizada. Revista Internacional de Andrología, 10(1),104-110.

SEBOLD, N et al. Sexualidade no enfrentamento do câncer de mama: estratégias de superação. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, [s.l.], v. 6, n. 18, p.51-62, 15 dez. 2016. Revista Recien - Revista Cientifica de Enfermagem. http://dx.doi.org/10.24276/rrecien2358-3088.2016.6.18.51-62.

SHEPPARD, Lorraine A.; ELY, Sally. Breast Cancer and Sexuality. The Breast Journal, [s.l.], v. 14, n. 2, p.176-181, mar. 2008. Wiley. http://dx.doi.org/10.1111/j.1524-4741.2007.00550.x.

SILVA, S E D., Vasconcelos, E. V., Santana, M. E., Araújo, J. F., Valente, J., Oliveira, J. B., Cunha, N. M. F., & Conceição, V. M. (2012). Câncer de mama uma doença temida: Representações sociais de mulheres mastectomizadas. Revista Eletrônica Gestão & Saúde, 3(2),731-742. Recuperado em gestaoesaude.unb.br/index.php/gestaoesaude/article/download/.../pdf_1

SOUZA, M. T.; Silva, M. D.; Carvalho, R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010.

VARELA, A. I. S. et al. COMPROMETIMENTO DA SEXUALIDADE DE MULHERES COM CÂNCER DE MAMA. Enfermagem em Foco, [s.l.], v. 8, n. 1, p.67-71, 7 abr. 2017. Conselho Federal de Enfermagem - Cofen. http://dx.doi.org/10.21675/2357-707x.2017.v8.n1.764.

VIEIRA, E. M. et al. Experience of sexuality after breast cancer: a qualitative study with women in rehabilitation. Revista Latino-americana de Enfermagem, [s.l.], v. 22, n. 3, p.408-414, jun. 2014. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.3258.2431.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global status report on noncommunicable diseases 2010. Geneva: World Health Organization; 2011. p. 176.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHOQOL: measuring quality of life. 1997. Geneva: WHO, 2013.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1780

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: