Desenvolvimento infantil: um estudo à partir do teste Denver II, na cidade de Barbalha –CE

Hellen L. Caldas Lins, Anamaria Cavalcante e Silva, Benedita C. Macedo

Resumo


Tem sido grande o avanço na assistência à saúde da criança. Novas tecnologias têm surgido, e vêm sendo utilizadas na recuperação, manutenção e prevenção da saúde infantil. Apesar disso, ainda são complexas as razões de atraso no desenvolvimento infantil observados. Possíveis explicações apontam para a inexistência de sistemas de vigilância, o que dificulta a identificação e acompanhamento das crianças vulneráveis e, a não utilização de instrumentos adequados para triagem de crianças com risco de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. O Objetivo do presente estudo foi avaliar o desenvolvimento de crianças de zero a um ano de vida em 141 crianças acompanhadas no Programa de Saúde da Família no Município de Barbalha-CE. As crianças foram selecionadas aleatoriamente quando da sua viita ao posto de saúde. O instrumento utilizado para a avaliação do desenvolvimento foi o Teste Denver II, além de um questionário com informações sócio-demográficas.Os resultados nos levaram a crer que o desempenho não se mostrou afetado pelo sexo, pela condição nutricional, renda familiar ou tempo de aleitamento materno exclusivo. O peso de nascimento, a escolaridade das mães, a assistência pré-natal das mães das crianças e as patologias ocorridas durante a gestação, tipo de parto e estatura atual das crianças afetam o seu desempenho no Teste. Diante dos resultados obtidos ficou evidente a necessidade de se promover e apoiar iniciativas ligadas a programas comunitários de proteção ao desenvolvimento infantil.


Palavras-chave


Denver II, Desenvolvimento infantil, Saúde da criança.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v1i2.177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: