Políticas Públicas de Economia Solidária como estratégia de desenvolvimento local Sustentável / Public Policies of Solidary Economy as a Sustainable local development strategy

Patrícia da Silva Lemes, Hesler Piedade Caffé Filho

Resumo


A economia solidária tem se tornado uma opção para diversas comunidades como uma alternativa de enfrentamento ao desemprego e a falta de renda, se tornado um novo caminho para geração de novas opções de empreendimentos, como alternativa para o fortalecimento social. Este artigo tem como objetivo analisar as políticas públicas economia solitária desenvolvidas na comunidade quilombola de conceição das crioulas no município Salgueiro/Pe. A pesquisa de natureza qualitativa foi realizou-se em estudo de caso, por meio de uma entrevista semiestruturada, procurando listar as políticas públicas de incentivo à economia solidária e as contribuições para o desenvolvimento local. Concluiu-se que ações desenvolvidas pelo governo para atender as necessidades da comunidade, apoiando a economia solidária, são insuficientes para reconhecimento da existência de uma ação social como obtenção de bens e recursos públicos, fundamentais para que aas comunidades se estabeleça economicamente.

 



Palavras-chave


Economia Solidária, Políticas Públicas, Governo

Texto completo:

PDF

Referências


ADDOR, F. Desafios da Economia Solidária no Brasil: uma sistematização da literatura existente. Princípios da Economia solidária: Núcleo de Solidariedade Técnica–SOLTEC/UFRJ. Disponível em: .

AQCC. Nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais do Brasil. 2007. Disponível em: . Acesso em: 03 mai. 2016.

ARRUDA, A. S. O et al. Economia solidária e desenvolvimento local sustentável: um estudo de caso em um sistema de agricultura familiar. Organizações Rurais & Agroindustriais 17.2 (2015).

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BORINELLI, B., Luis Miguel LuziodoSantos,andSinival Osório Pitaguari. Economia Solidária em Londrina: aspectos conceituais e experiência. Institucional. Londrina: UEL (2010).

BUARQUE, S. C. Construindo o desenvolvimento local sustentável: metodologia de planejamento. Editora Garamond, 2002.

CASSANDRE, M. P. et al. Políticas públicas para a geração de trabalho e renda: economia solidária no paradoxo entre oportunidade e oportunismo. Gestão e Sociedade 7.17 (2013): 167-185.

COELHO, J. Economia solidária e desenvolvimento sustentável: análise preliminar visando avaliar os espaços da economia solidária no RS. Grupo de Pesquisa 13 (2006).

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto alegre: Artmed, 2010.

DANTAS, L. C.; GUIMARÃES, L. E. C.; ALMEIDA, J. D. Produção artesanal, design participativo e economia solidária: a experiência do grupo mulheres da terra, Pilões-PB. Encontro Nacional de Engenharia de Produção, XXIX (2009).

DOMINGUES, M. Economia solidária– A economia real do desenvolvimento sustentável. Colóquio Ibérico de Cooperativismo e Economia Social 5 (2009).

DOS SANTOS, L. M. L.; Bernardo Carlos SCM de Oliveira; Edna Marta Pelosi. Economia solidária em contexto: um breve mapeamento dos empreendimentos solidários no brasil. Observatorio de laEconomíaLatinoamericana 170. (2012).

FRANÇA FILHO, G. C. A via sustentável-solidária no desenvolvimento local. Organizações & Sociedade 15.45 (2008).

FRANÇA FILHO, G. C.; LAVILLE,, Jean-Louis. Economia solidária: uma abordagem internacional. UFRGS Editora: 2004.

FREEMAN, C. S. Cadeia produtiva da economia do artesanato: desafios para o seu desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: e-Livre, 2010.

HOBSBAWM, E. Os Anos Dourados. In :_____.Era dos Extremos: O breve século XX: 1914-1991.2.Ed.22 reimp. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. Cap .9. p. 253-281.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LÓSSIO, Rúbia Aurenívea Ribeiro, and Cesar de Mendonça PEREIRA. A importância da valorização da cultura popular para o desenvolvimento local. Encontro de Estudos Multidisciplinares de Cultura, III (2007).

MORATO, Giovana Garcia, and Isabela Aparecida de Oliveira Lussi. "Iniciativas de geração de trabalho e renda, economia solidária e terapia ocupacional: aproximações possíveis e construções necessárias/Workandincomegenerationinitiatives, solidarityeconomyandoccupationaltherapy: possible approaches andnecessary c." Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar23.4 (2015).

PEREIRA, C. J. da C.. Artesanato-definições, evoluções-ação do MTb-PNA. Brasília, Mtb, 1979.

PRAXEDES, S. F. Políticas públicas de economia solidária: novas práticas, novas metodologias. (2009).

ROCHA, D. L. da. A Influência do bolsa família para o desenvolvimento econômico e social da comunidade de conceição das crioulas-Pe. Monografia. Salgueiro: UPE, 2014.

SANTOS, B.; S. A Crítica da Razão Indolente. São Paulo: Cortez, 2000.

SANTOS, C. A. Conjuntura favorece estruturação produtiva e comercial. In: SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Artesanato: um negócio genuinamente brasileiro.v.1, n.1, 2008. Disponível em: Acesso em: 15.mai.2016

SANTOS, J. P. B. O impacto das políticas públicas sobre as práticas tradicionais dos pescadores da Ilha de Itamaracá-PE: o caso do bolsa-família nas comunidades de Jaguaribe e Pilar. Dissertação de mestrado. Recife: UFRPE, 2012.

SANTOS, Vinícius Correia, Economia solidária: principais conceitos e a materialidade na realidade brasileira, 2010.Dissertação de mestrado. Belém: UFPA,2007.

SILVA, José Luís Alves da, and Sandra Isabel Reis da Silva. A economia solidária como base do desenvolvimento local. e-cadernos ces 02 (2008).

SINGER, P Globalização e desemprego: diagnóstico e alternativas. São Paulo: Contexto, 1998.

SINGER, P.; SOUZA, A.; R. A Economia Solidária no Brasil: A autogestão como resposta ao desemprego. São Paulo: Contexto, 2000.

SINGER, P. Introdução à economia solidária. Fundação Perseu Abramo, 2002.

SINGER, P. A economia solidária no Brasil: a autogestão como resposta ao desemprego. Contexto: São Paulo,2003.

SOUZA, N. de J. de. Desenvolvimento econômico. 5. Ed. São Paulo: Atlas,2005.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 3 ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1767

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: