Aspectos da saúde de mulheres com câncer em situação de violência conjugal: uma revisão integrativa / Aspects of the health of women with cancer in situations of conjugal violence: an integrative review

Eulina Alves Sousa Brito, Pedro Walisson Gomes Feitosa, Jacyanne Gino Vieira, Italo Constâncio de Oliveira, Carmelita Maria Silva Sousa, Lina Maria Vidal Romão, Allex Alves Sobral de Sousa, Lucineide Coqueiro Gurgel, Willma José de Santana

Resumo


As consequências emocionais reverberantes em mulheres acometidas por câncer são recorrentes e necessitam de assistência adequada visando sua reintegração familiar e social, assim como sua adaptação à uma nova realidade. Esse trabalho objetiva reunir conhecimentos científicos produzidos acerca da relação entre a saúde de mulheres acometidas por câncer e a violência conjugal. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura com descrição qualitativa. Foram pesquisadas publicações científicas brasileiras e internacionais, nas bases de dados LILACS, MEDLINE, SCIELO, BVS, utilizando os seguintes descritores nas pesquisas: “câncer”, “mulheres”, “violência conjugal”. Consoante os descritores e os critérios de inclusão e exclusão, obteve-se 37 artigos científicos dos quais 10 artigos foram utilizados por discorrerem sobre o tema em estudo. Neste estudo foi possível identificar a relação entre as recorrentes notificações de violência conjugal contra mulheres acometidas por câncer, apresentando sua influência negativa e deteriorante na qualidade de vida destas mulheres, representando um paradigma de saúde pública com interferência nas esferas biopsicossociais, culturais e familiares.

 


Palavras-chave


Câncer, Violência conjugal, Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


BLANQUES, Ana Maria. Um projeto de intervenção social visto pelos seus agentes: estudo psicossocial do Programa de Saúde da Família. Psicologia USP, São Paulo, 2010, 21(4), 809-831. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-65642010000400009.

BRASIL. Lei Maria da Penha. Lei n.11.340, de 07 de agosto de 2006. Brasília, DF, 2006. Autor. Recuperado de http://www. planalto.gov.br/ccivil/_ato2004-2006/2006/lei/l11340.htm

CESARIO, Sandra K; MCFARLANE, Judith; NAVA, Angeles; GILROY, Heidi; MADDOUX, John. Linking Cancer and Intimate Partner Violence: The Importance of Screening Women in the Oncology Setting. Clin J Oncol Nurs. 2014 Feb;18(1):65-73. doi: 10.1188/14.CJON.65-73.

COKER, Ann L; FOLLINGSTAD, Diane R; GARCIA, Lisandra S; BUSH, Heather M. Partner interfering behaviors affecting cancer quality of life. Psychooncology Jun 2016;26(8):1205-1214. doi: 10.1002/pon.4157. Epub 2016 Jun 1.

COKER, Ann L; FOLLINGSTAD, Diane R; GARCIA, Lisandra S; BUSH, Heather M. Intimate partner violence and women’s cancer quality of life. Cancer Causes Control. 2017 Jan;28(1):23-39. doi: 10.1007/s10552-016-0833-3

COKER, Ann L; HOPENHAYN, Claudia; DESIMONE, Christopher P; BUSH, Heather M; CROFFORD, Leslie. Violence against Women Raises Risk of Cervical Cancer. J Womens Health (Larchmt). 2009 Aug;18(8):1179-85. doi: 10.1007/s10552-016-0833-3.

GASPARELO, Cláudia; SALES, Catarina Aparecida; MARCON, Sonia Silva; SALCI Maria Aparecida. Percepções de mulheres sobre a repercussão da mastectomia radical em sua vida pessoal e conjugal. Cienc Cuid Saude 2010; 9(3):535-542. DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v9i3.12557.

GOMES, Nadirlene Pereira; Trilhando caminhos para o enfrentamento da violência conjugal. 2009. 179f. Tese de Doutorado. Escola de Enfermagem, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

LEITE, Franciele Marabotti Costa; AMORIM, Maria Helena Costa; GIGANTE, Denise Petrucci. Implicações das violências contra as mulheres sobre a não realização do exame citopatológico. Rev Saude Publica. 2018;52:89. doi: 10.11606/s1518-8787.2018052000496

RAFAEL, Ricardo de Mattos Russo; MOURA, Anna Tereza Miranda Soares de. Violência física grave entre parceiros íntimos como fator de risco para inadequação no rastreio do câncer de colo de útero. Cad. Saúde Pública 2017; 33(12):e00074216. doi: 10.1590/0102-311X00074216

RIGOTTO, Raquel Maria; AGUIAR, Ada Cristina Pontes. Por que morreu VMS? Sentinelas do des-envolvimento sob o enfoque socioambiental crítico da determinação social da saúde. Saúde em Debate, [s.l.], v. 41, n. 112, p.92-109, mar. 2017. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0103-1104201711208.

LARSEN, Mie-Louise; HILDEN, Malene; SKOVLUND, Charlotte W; LIDEGAARD, Øjvind. Somatic health of 2500 women examined at a sexual assault center over 10 years. Acta Obstet Gynecol Scand. 2016 Aug;95(8):872-8. doi: 10.1111/aogs.12903.

THANANOWAN, Nanthana; VONGSIRIMAS, Nopporn. Factors Mediating the Relationship Between Intimate Partner Violence and Cervical Cancer Among Thai Women. J Interpers Violence. 2016 Feb;31(4):715-31. doi: 10.1177/0886260514556108.

SPEAKMAN, Elizabeth; PARIS, Ruth; GIOJELLA, Marie Elena; HATHAWAY, Jeanne. “I Didn’t Fight for My Life to Be Treated Like This!”: The Relationship between the Experience of Cancer and Intimate Partner Abuse. Health Soc Work. 2015 Feb;40(1):51-8. PMID: 25665291

SAWIN, Erika Metzler; LAUGHON, Kathryn; PARKER, Barbara J; STEEVES, Richard H. Breast Cancer in the Context of Intimate Partner Violence: A Qualitative Study. Oncol Nurs Forum. 2009 Nov;36(6):686-92. doi: 10.1188/09.ONF.686-692.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, Michelly Dias da; CARVALHO, Rachel de. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), São Paulo , v. 8, n. 1, p. 102-106, Mar. 2010. http://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

WORLD HEALTH ORGANIZATION [homepage na internet]. Intimate partner violence prevalence (2013) [acesso em 16 fev 2019]. Disponível em: http://apps.who.int/gho/data/node.main.IPV?lang=en.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global status report on noncommunicable diseases 2010. Geneva: World Health Organization; 2011. p. 176.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1743

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: