Sustentabilidade: Uma Questão Paradigmática / Sustainability: A Paradigmatic Issue

Marcos Andrade Alves dos Santos, Jarles Lopes de Medeiros, Antoniele Silvana de Melo Souza, Antoniel dos Santos Gomes Filho, José Edicarlos Araújo, Juliana Alice Costa Freire

Resumo


Estudos recentes sobre desequilíbrios ambientais têm confirmado a vulnerabilidade dos ecossistemas à ação humana. Esta pesquisa objetiva refletir sobre as dimensões paradigmáticas da sustentabilidade na agenda contemporânea através de uma pesquisa bibliográfica. A grave crise da Natureza Viva possui raízes no modelo de pensamento linear cartesiano. Encontramos nos teóricos a defesa em favor da manutenção da complexidade da Natureza, assim como o cultivo de valores humanos associados ao cuidado. Os autores configuram argumentos que quando reunidos fornecem a compreensão que isto se dá através da transformação do modelo de pensamento para uma concepção que, centrada na complexidade, conceda à humanidade a possibilidade de se compreender como participante de um sistema complexo: A Natureza Viva.

Palavras-chave


Complexidade. Natureza Viva. Sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


BOFF, L. Direitos do Coração: como reverdecer o deserto. São Paulo: Paulus, 2015.

BRUNDTLAN, Comissão. “Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento: o nosso futuro comum. Universidade de Oxford. Nova Iorque, 1987. Disponível em: http://eubios.info/BetCD/Bt14.doc. Acesso em: 26 jan. 2017.

CARTA DA TERRA, 1992. Disponível em: http://www.cartadaterrabrasil.org/prt/text.html. Acesso em: 26 jan. 2017.

CHIAVENATO, A. Administração. Rio de Janeiro : Elsevier ; São Paulo : Anhanguera, 2010.

FRANCO, D. H. RODRIGUES, E. A. CAZELA, M. M. Tecnologias e ferramentas de gestão/ organizadores Décio Henrique Franco, Edna de Almeida Rodrigues, Moises Miguel Cazela. - - Campinas, SP: Editora Alínea, 2013. Edição Especial. Vários Autores.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LOURES, R. C. R. Educar e inovar na sustentabilidade / Rodrigo C. da Rocha Loures.– Curitiba : UNINDUS, 2008.

MARIOTTI, H. As Paixões do Ego: Complexidade, política e solidariedade / Humberto Mariotti. – São Paulo : Palas Athena, 2000.

MATURANA, H. R. Biología del fenómeno social: desde la biología a la psicología. 3. ed. Santiago de Chile: Editorial Universitária, 1985.

MORIN, E. Educação e Complexidade: os sete saberes e outros ensaios / Edgar Morin; Maria da Conceição de Almeida, Edgard de Assis Carvalho, (Orgs.) – 4. Ed. – São Paulo : Cortez – 2007.

TACHIZAWA,T. Gestão socioambiental: estratégias na nova era da sustentabilidade / Takeshy Tachizawa, Rui Otávio Bernardes de Andrade. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

VON BERTALANFFY, L. Teoria geral dos sistemas. Petrópolis : Vozes, 1973.

WILSON, E. O. A Criação: como salvar a vida na terra / E. O. Wilson ; tradução Isa Mara Lando. Revisão Técnica Roberto Franganiello. – São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

º RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO IPCC, Impactos, Avaliação e Vulnerabilidade. Iniciativa Verde, versão em português, São Paulo 2015. Disponível em: http://www.iniciativaverde.org.br/biblioteca-nossas-publicacoes.php. Acesso em: 27 de jan. de 2017.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: