Inteligência emocional entre professores do ensino superior

Paula Maria de Macedo, Maria Leomar Macedo, Bárbara Maria de Macedo

Resumo


O objetivo do presente estudo é determinar as características da Inteligência Emocional dos professores do ensino superior na Região do cariri cearense, através de um instrumento de auto-avaliação. Na análise dos resultados se determinou a capacidade que possuem os professores para canalizar as emoções, assim como a identificação daquelas características que distinguem a inteligência emocional ou suas habilidades mais importantes. É típico dos professores estarem conscientes de suas emoções e sentimentos quando estão prestes a tomarem decisões importantes. Determinamos que as dificuldades mais importantes estejam focalizadas em um adequado manejo e controle das emoções e, na habilidade de reconhecer emoções nas pessoas, que permite relações empáticas. A combinação mais comum de características deficitárias na inteligência emocional dos professores foi a dificuldade para expressar sentimentos de acordo com a situação evitando que se provoquem conflitos desnecessários. Os professores universitários da Região do Cariri cearense não demonstraram dificuldades importantes na canalização de suas emoções.


Palavras-chave


Inteligência Emocional; emoções, ensino superior

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v1i3.169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: