A Interação Biopsicossocial no Processo de Somatização: Interface com a Saúde Pública / Biopsychosocial Interaction in the Somatization Process: Interface with Public Health

Luzineide de Sousa dos Santos Vieira, Moema Alves Macêdo

Resumo


O presente trabalho investigou a relação que se estabelece entre o somático, o emocional e o social no processo de somatização, no contexto da saúde pública, mediante uma pesquisa bibliográfica, utilizando como referencial teórico básico os atuais estudos da Psicossomática. Em pauta: o conceito de somatização e suas controvérsias; os padrões explicativos; os mecanismos de formação de sintomas somáticos e os fatores de risco da somatização, com ênfase naqueles relacionados ao sistema de saúde. A somatização pressupõe uma relação recíproca e concomitante, de caráter multicausal, multidimensional e integral entre os aspectos biopsicossociais, sendo o conflito, a tensão e os padrões explicativos do paciente, fatores fundamentais nesse contexto. Admitindo como objeto de atenção somente os aspectos orgânicos, profissionais de saúde favorecem à cronicidade desse problema, comprometendo a vida funcional do paciente. Este trabalho sistematiza pressupostos, acrescenta novas reflexões e sinaliza à construção de práticas mais adequadas no cuidado aos pacientes somatizadores no contexto da saúde pública.

 


 


Palavras-chave


somatização, padrões explicativos, aspectos biopsicossociais, sintomatologia somática, saúde pública.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

BÉCACHE, A. Doentes Psicossomáticos. In: BERGERET, J.. Psicopatologia: Teoria e Clínica. 9. ed.. Porto Alegre: Artmed, 2006.

COELHO, C. L. S.; ÁVILA, L. A. Controvérsias sobre a somatização, In: Revista de Psiquiatria Clínica, vol. 34, n. 6, São Paulo: 2007, p. 278-279. Disponível em: http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol34/n6/278.html, acesso: 10/05/2011.

FERREIRA, S.; MARTINS, M., et al.. Inventário de Somatização para Crianças. In: Rev. Psicologia, Saúde e Doenças, vol 15, n. 3, Lisboa: 2014, p. 751-767. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/psd/v15n3/v15n3a15.pdf, acesso: 23/10/2018.

FORTES, S. L. C. L.; TÓFOLI, L. F. F.; BAPTISTA, C. M. A.. Somatização Hoje. In: MELLO FILHO, J. de et al.. Psicossomática Hoje. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

FORTES, S.; BAPTISTA, C. M. A.. Família e Somatização: Entendendo suas interações, In: MELLO-FILHO, J. M.; BURD, M. et al.. Doença e Família. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

GALDI, M. B.; CAMPOS, E. B. V.. Modelos Teóricos em Psicossomática Psicanalítica: Uma Revisão. In: Trends in Psychology/ Temas em Psicologia, vol 25, n. 1, Ribeirão Preto: março/ 2017, p. 29-40. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v25n1/v25n1a03.pdf, acesso: 10/10/2018.

LIMA, T. C. S. de.; MIOTO, R. C. T.. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. In: Revista Katál, vol 10, n. esp., Florianópolis: 2007, p. 40. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rk/v10nspe/a0410spe.pdf, acesso: 15/08/2011.

MELLO FILHO, J. de. Concepção psicossomática: Visão atual. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.

MELLO FILHO, J. de. Introdução, In: MELLO FILHO, J. de.; BURD, M. et al.. Psicossomática Hoje. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

RICHELMANN, J. C.. Medicina e Psicologia da Saúde: Veredas Interdisciplinares em Busca do “Elo Perdido”, In: AANGERAMI-CAMON, V. A. et al.. Psicologia da Saúde: Um novo significado para a prática clínica. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

RODRIGUES, A. L.; CAMPOS, E. M. P.; PARDINI, F..Mecanismos de Formação de Sintomas. In: SPINELLI, M. R. et al.. Introdução à Psicossomática. São Paulo: Editora Atheneu, 2010.

VOLICH, R. M.. A Revolução Freudiana, In: VOLICH, R. M.. Psicossomática: De Hipócrates à Psicanálise. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000.

Endereço de contato: Rua T-18, 53, Bela Vista, Barbalha – CE, Brasil. E-mail: luzineided@yahoo.com.br, (88) 99968-1085; moemaalvmacedo@hotmail.com, (88) 99939-3248




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i45.1665

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: