Grau de adesão à terapia tripla combinada antirretroviral em pacientes diagnosticados com HIV/ AIDS no Serviço de Atendimento Especializado / Degree of adherence to combined triple antiretroviral therapy in patients diagnosed with HIV/AIDS at the Specialized Care Service

Paula Denise Lima de Menezes, Natália Rodrigues Alves, Joaquim Alves Diniz, Francisca Andreza Fernandes de Souza, Poliana Moreira de Medeiros Carvalho, Pedro Ivo Palacio Leite

Resumo


A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é uma pandemia causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), que ao atingir o indivíduo ataca os linfócitos T CD4 reduzindo a ação do sistema imune e provocando o surgimento de doenças oportunistas. Avanços em estudos permitiram o surgimento de fármacos capazes de agir contra o vírus e possibilitar a redução de morbidade e mortalidade aos que convivem com esta doença. O objetivo do presente trabalho consistiu em avaliar qual o grau de adesão da Terapia Tripla Combinada Antirretroviral e desta forma, determinar se este fármaco é capaz de garantir qualidade de vida aos seus usuários. O método de avaliação realizou-se através do formulário Cuestionario para la Evalución de la Adhesion al Tratamiento Antirretroviral (CEAT-VHI) realizado por meio de abordagem e pedido de permissão para realização do questionário aos que convivem com HIV/ AIDS. Dos participantes da pesquisa, somando-se os graus de adesão bom/ adequado com estrito/ elevado foi obtido resultado de 54%, quanto ao parâmetro baixo o percentual foi de 46%. O presente estudo determinou que a Terapia Tripla Antirretroviral Combinada é capaz de garantir melhorias na qualidade de vida dos pacientes dos pacientes com HIV.

 


Palavras-chave


AIDS, HIV, Terapia Antirretroviral, Grau de Adesão

Texto completo:

PDF

Referências


AIDSinfo Glossary of HIV/ AIDS – Related Terms. 8th Edition. Government U.S. 2015.

BAZIN, G. R.; GASPAR, M. C. S.; SILVA, N. C. X. M.; MENDES, C. C.; OLIVEIRA, C. P.; BASTOS, L. S.; CARDOSO, C. A. A. Terapia Antirretroviral em Crianças e Adolescentes Infectados pelo HIV: o que Sabemos Após 30 anos de Epidemia. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 30(4). 2014.

BOERY, R. N. S. O.; SANTOS, N. A.; BOERY, E. N.; CASOTTI, C. A.; MAIA, V. M.; SILVA, J. S. L.; GOMES, L. O. S.; DELMIRO, R. S.; RIBEIRO, I. J. S. Fatores que Interferem na Adesão dos Portadores de AIDS aos Antirretrovirais, Jequié, Bahia, Brasil. Rev. Saúde. 11. (3). 2015.

CARVALHO, A. L. M.; LEOPOLDINO, R. W. D.; SILVA, J. E. G.; CUNHA, C. P. Adesão ao Tratamento Medicamentoso em Usuários Cadastrados no Programa Hiperdia no Município de Teresina (PI). Ciência & Saúde Coletiva. 17(7). 2012.

CARVALHO, A. L. M.; LEOPOLDINO, R. W. D.; SILVA, J. E. G.; CUNHA, C. P. Adesão ao Tratamento Medicamentoso em Usuários Cadastrados no Programa Hiperdia no Município de Teresina (PI). Ciência & Saúde Coletiva. 17(7). 2012.

COSTA, R. H. S.; NELSON, A. R. S. PRADO, N. C. C.; RODRIGUES, E. H. F.; SILVA, R. A. R. Diagnósticos de Enfermagem e seus Componentes em Pacientes com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Acta Paul Enferm. 29(2). 2016.

COSTA, R. H. S.; NELSON, A. R. S. PRADO, N. C. C.; RODRIGUES, E. H. F.; SILVA, R. A. R. Diagnósticos de Enfermagem e seus Componentes em Pacientes com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Acta Paul Enferm. 29(2). 2016.

COSTA, T. L. OLIVEIRA, D. C.; FORMOZO, G. A. O Setor Saúde nas Representações Sociais do HIV/AIDS e Qualidade de Vida de Pessoas Soropositivas. Esc Anna Nery. 19(3). 2015.

DEPARTAMENTO DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS. Disponível em: www.aids.gov.br. Acesso: 15 de agosto de 2016.

Envelhecimento de Pessoas Vivendo com HIV Comprova Sucesso da Resposta à AIDS, diz PCB. PROGRAMA NACIONAL DAS NAÇÕES UNIDAS – UNAIDS. 2016 Disponível em: http://unaids.org.br/2016/12/junta-de-coordenacao-do-unaids-reafirma-que-um-envelhecimento-da-populacao-de-pessoas-vivendo-com-hiv-e-uma-medida-de-sucesso/#more-4783. Acesso: 23 de janeiro de 2017.

FONSECA, L. C. MARTINS, F. J.; VIEIRA, R. C. P. A.; PEREIRA, R. M. C.; FERREIRA, A. S.; RAPOSO, N. R. B. Evaluation of Inadequate Anti-retroviral Treatment in Patients with HIV/ AIDS. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 45(2). 2012.

GALVÃO, M. T. G.; SOARES, L. L.; PEDROSA, S. C.; FIUZA, M. L. T.; LEMOS, L. A.; Qualidade de Vida e Adesão à Medicação Antirretroviral em Pessoas com HIV. Acta Paul Enferm. 28(1). 2015

GRANGEIRO, A.; FERRAZ, D.; CALAZANS, G.; ZUCKI, E. Z. DÍAZ-BERMUDEZ. O efeito dos métodos preventivos na redução do risco de infecção pelo HIV nas relações sexuais e seu potencial impacto em âmbito populacional: uma revisão da literatura. Rev Bras Epidemiol. 18 (1). 2015.

Índice de Estigma sobre Pessoas Vivendo com HIV. UNAIDS. 2017. Disponível em: http://www.stigmaindex.org/. Acesso: 23 de março de 2017.

JACQUES, I. J. A. A.; SANTANA, J. M.; MORAES, D. C. A.; SOUZA, A. F. M.; ABRÃO, F. M. S.; OLIVEIRA, R. C. Avaliação da Adesão à Terapia Antirretroviral entre Pacientes em Atendimento Ambulatorial. 18 (4). 2014.

LEAL, N. S. B.; COÊLHO, A. E. .L. Representações sociais da AIDS para estudantes de Psicologia. Fractal: Revista de Psicologia. 28 (1). 2016.

LEMOS, L. A.; FIUZA, M. L. T.; REIS, R. K.; FERRER, A. C.; GIR, E.;GALVÃO, M. T. G.; Adesão aos Antirretrovirais em Pessoas com Coinfecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana e Tuberculose. Revista Latino- Americana de Enfermagem. 24. (291). 2016.;

LORSCHEIDER, J. A. GERONIMO, K.; COLACITE, J. Estudo da Adesão à Terapia Antirretroviral para HIV/AIDS de Pacientes Atendidos no Município de Toledo/PR. Acta Biomedica Brasiliensia. 3. (1). 2012.

MANGILLI, L. D.; SASSI, F. C.; STAFOCHER, T. S.; ANDRADE, C. R. F. Atuação Fonoaudiológica em Pacientes com Síndrome da Imunodeficiência Adquirida e Queixa de Deglutição – Análise Retrospectiva de Prontuários. Audiology Communication Research. 21. (1620). 2016.

MINISTRY OF HEALTH (BR). Treatment for HIV and AIDS: Medicines. 2012.

MORAES, D. C. A.; OLIVEIRA, R. C.; MOTTA M. C. S. FERREIRA, O. L. C.; ANDRADE, M. S. Terapia Antirretroviral: A Associação entre o Conhecimento e a Adesão. J. res.: fundam. care. 7(4). 2015.

NASSER, A. C. A.; NEMES, M. I. B. Representações dos participantes de uma intervenção psicossocial para melhoria da adesão ao tratamento da AIDS. Interface. Comunicação Saúde Educação. 20(58). 2016.

NUNES, A. A.; CALIANI, L. S.; NUNES, M. S.; SILVA, A. S.; MELLO, L. M. Análise do Perfil de Pacientes com HIV/ AIDS Hospitalizados Após Introdução da Terapia Antirretroviral (HAART). Ciência & Saúde Coletiva, 20(10). 2015.

O’COFAIGH, E.; LEWTHWAITE, P. Natural History of HIV and AIDS. Medicine. 41(8). 2013.

OSORIO, J.; ALVARÉZ, D.; BARRETO- MORA, J.; CASANOVA- BERMEO, M.; VARGAS- PLAZAS, H.; GIRALDO- BAHAMOM, G.; RIVERA- SOTTO, F.; FALLA-PUENTAS, F.; LÓPEZ- GUEVARA, O.; VALDERRAMA, S. L. Infecciones Pulmonares En Pacientes Com Vih 20 Años Despues De La Terapia Antirretroviral Combinada. ¿QUE HÁ CAMBIADO¿ INFECTIO. 20 (3). 2016.

PAGIOLA, I. C.; PAIVA, A. L. C.; AGUIAR, G. B.; OLIVEIRA, A. C. P. CONTI, M. L. M.; GAGLIARDI, R. J. Cerebral aneurysms associated with human immunodeficiency virus in adults: literature review and new perspectives. Rev Assoc Med Bras. 62(1). 2016.

PROTOCOLO CLÍNICO E DIRETRIZES TERAPÊUTICAS PARA MANEJO DA INFECÇÃO PELO HIV EM ADULTOS. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento DST, AIDS e Hepatites Virais. Atualizado em 2015.

Relatório Lacunas da Prevenção. Programa Conjunto das Nações Unidas (UNAIDS). 2016.

REMOR, E.; MILNER-MOSKOVICS, J.; PREUSSLER, G. Adaptação brasileira do "Cuestionario para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antiretroviral". Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 41, n. 5, Oct. 2007.

RESOLUÇÃO, 510 - 07 DE ABRIL DE 2016. Especificidades Éticas das Pesquisas nas Ciências Humanas e Sociais e de Outras que Utilizam Metodologias Próprias dessas Áreas. 2016.

ROMEU, G. A.; TAVARES, M. M.; CARMO, C. P.; MAGALHÃES, K. N.; NOBRE, A. C. L.; MATOS, V. C. Avaliação da Adesão a Terapia Antirretroviral de Pacientes Portadores de HIV. Rev Bras Farm Hosp Serv Saúde. 3(1). 2012.

SANTOS, W. M.; SECOLI, S. R. PADOIN, S. M. M. Potenciais Interações de Drogas em Pacientes de Terapia Antirretroviral. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 24 (2832).2016.

SEGURADO, A. C.; CASSENOTE, A. J.; LUNA, E. A. Saúde nas Metrópoles – Doenças Infecciosas. Estudos Avançados 30 (86). 2016.

SILVA, A. C. O; REIS, R. K.; NOGUEIRA, J. A.; GIR, E. Qualidade de Vida, Características Clínicas e Adesão ao Tratamento de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 22(6). 2014.

SILVA, J. A. G.; DOURADO, I.; BRITO, A. M.; SILVA, C. A. L. Fatores Associados à Não Adesão aos Antirretrovirais em Adultos com AIDS nos Seis Primeiros Meses da Terapia em Salvador, Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública. 31(6). 2015.

SOUZA, G. O.; TIBÚRCIO, A. A. C. M.; KOIKE, M. K. Appropriate adherence to antiretroviral therapy in the Alto Paranaiba, Minas Gerais, Brazil. Medical Express.3(3). 2016.

TERTO JUNIOR, V. Diferentes prevenções geram diferentes escolhas? Reflexões para a prevenção de HIV/AIDS em homens que fazem sexo com homens e outras populações vulneráveis. Rev Bras Epidemiol. 18 (1). 2015.

TRATAMENTO 2015. UNAIDS. 2015.

VENEREO, D. O.; HERNANDÉZ, D. L.; MARTÍNEZ, A. L.V; FERNÁNDEZ, C. G. Caracterización de Pacientes con Abandono de la Terapia Antirretroviral y Consecuencias Económicas. Boyeros. 2013. Revista Habanera de Ciencias Médicas. 14(5). 2015.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i44.1658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: