Redução e Mitigação de Impactos Ambientais: Desafios e Oportunidades para o Tratamento e Reuso de Água em um Matadouro de Bovinos

Karina Melo da Silva, Josiano Cesar de Sousa, Francielle Rossato de Sousa

Resumo


A conscientização para redução e mitigação de impactos ambientais vem ganhando destaque ao longo do tempo. Ações no âmbito público e privado que induzem ao consumo consciente e preservação ou reuso da água crescem a cada dia. Com o objetivo de analisar desafios e oportunidades para o tratamento e reuso da água na atividade frigorífica, o presente artigo foi elaborado utilizando-se da metodologia de estudo de caso, tendo como objeto de estudo um matadouro de bovinos. Como resultado, observou-se que é possível diminuir o consumo de água no matadouro em diferentes etapas, como também é possível que seja reaproveitada a água que é gasta em atividades secundárias, diminuindo o consumo de água potável. A principal contribuição deste artigo foi constatar que o reuso da água pode contribuir para tornar a atividade desenvolvida pela empresa “mais limpa” e ecologicamente sustentável.

Mitigação. Impactos ambientais. Matadouro. Reuso de água.

Palavras-chave


Mitigação. Impactos ambientais. Matadouro. Reuso de água.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, José de Lima. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social: Conceitos, Ferramentas e Aplicações. São Paulo: Atlas, 2009.

ARAÚJO, GC de. O processo de implantação da sustentabilidade em frigoríficos: estudo de caso no Frigorífico Independência. Campo Grande-MS, 2006.

CAEMA - ESTRUTURA TARIFÁRIA. Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão. CAEMA. Disponível em . Acesso em 05 de novembro de 2017.

CAVALCANTI, Clóvs (Org.). DESENVOLVIMENTO E NATUREZA: Estudos para uma sociedade sustentável. Recife, 1994. Disponível em . Acesso em 06 de setembro de 2017.

CARVALHO, Marly Monteiro de; PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da Qualidade: Teoria e Casos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005, 376 p.

CONAMA – CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. RESOLUÇÃO CONAMA Nº 001, de 23 de janeiro de 1996. Disponível em: Acesso em 27 de mar 2017

CONAMA. Resoluções. RESOLUÇÃO CONAMA Nº 237, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1997. Disponível em < http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res97/res23797.html>. Acesso em 15 de setembro de 2017.

CONAMA. Resoluções. RESOLUÇÃO CONAMA Nº 430, DE 13 DE MAIO DE 2011. Disponível em < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=646>. Acesso em 23 de janeiro de 2018

DIAS, Reinaldo. Gestão ambiental: responsabilidade social e sutentabilidade. 2 ed – São Paulo: Atlas, 2011.

ECOFAIR: O que são selos ambientais e qual sua importância. Disponível em . Acesso em 15 de setembro de 2017.

FIESP / CIESP. FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO / CENTRO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, São Paulo. Conservação e Reuso de Água - Manual de Orientações para o Setor Industrial – V. 1 – 2004.

FOELKEL, Celso. Selos Verdes: Conceitos Básicos. Acesso em 09 de setembro de 2017.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Área Territorial Brasileira. 2016 - Disponível em

>. Acesso em 14 de setembro de 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Imperatriz: estimativa da população 2017. Disponível em < https://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?codmun=210530&idtema=130 >. Acesso em 17 de novembro de 2017.

KRIEGER, Elisabeth Ibi Frimm; RAYA-RODRIGUEZ Maria Teresa. BALANÇO HÍDRICO EM UM MATADOURO DE SUÍNOS E AVALIAÇÃO DO USO DA ÁGUA EM POCILGAS DE ESPERA. Disponível em . Acesso em 01 de novembro de 2017.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARCOVITCH, Jacques (Org.). Certificação e sustentabilidade ambiental: uma análise crítica. São Paulo, 2012. Disponível em . Acesso em 6 de setembro de 2017.

MOREIRA, Marcela de Felício, SANTOS, Priscila Ribeiro; RIZK, Maria Cristina. Tratamento orgânico dos resíduos de um frigorífico. Presidente Prudente, 2013. . Acesso em 16 de setembro de 2017.

OCDE – FAO. Perspectivas Agrícolas 2015-2024. Genebra, 2015. Disponível em < http://www.fao.org/3/b-i4761o.pdf >. Acesso em 15 de agosto de 2017.

OHARA, Luis F.; GHIZZI, Maria Luiza P. NORMAS ISO 14000: SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL. Disponível em Acesso em 11 de setembro de 2017.

ORISTANO, Bruna de Sandre Oristanio; PEIG, Daniel Brooke Peig; ORTEGA, Thiago. Tratamento de Efluentes Líquidos em Abatedouros e Frigoríficos. Disponível em . Acesso em 15 de outubro de 2017.

PACHECO, J. W. F.; YAMANAKA, H. T. Guia técnico ambiental de abate (bovino e suíno). São Paulo: CETESB, 2008. (Série P+L).2006. 98p.

PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente: United Nations Environment Programme, UNEP) UNEP, 2011, Towards a Green Economy: Pathways to Sustainable Development and Poverty Eradication. Disponível em . Acesso em 14 de setembro de 2017.

ROÇA, Roberto de Oliveira. Abate de Bovinos. Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial. Botucatu, Sp. Disponível em http://www.fca.unesp.br/Home/Instituicao/Departamentos/Gestaoetecnologia/Teses/Roca103.pdf. Acesso em 03 de setembro de 2017.

SARCINELLIi, Miryelle F.; VENTURINIL, Katiani S.; SILVA, Luis César da. Abate de Bovinos. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, 2007.

Disponível em http://biblioteca.clacso.edu.ar/Brasil/dipes-fundaj/uploads/20121129023744/cavalcanti1.pdf#page=15. Acesso em 29 de agosto de 2017.

SILVA, José Airton Luiz. HISTÓRIA DA ISO. Disponível em Acessado em 10 de setembro de 2017.

TAVARES, Adenir Paulo; CHRISTMANN, Jonatan André. Tratamento e reuso de água em abatedouro de suínos. 2013. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental), Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Medianeira, 2013.

VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de Pessoas. 4ª Edição. São Paulo: Atlas, 1999.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

WWF. O que é desenvolvimento sustentável? Disponível em http://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/questoes_ambientais/desenvolvimento_sustentavel/ Acesso em 07 de setembro de 2017.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i44.1635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: