“Casa das Estrelas”: Uma Análise da Infância na Contemporaneidade / “House of Stars”: A Childhood Analysis in Contemporany

Bruna Guerra Oleques, Marcele Pereira da Rosa Zucolotto

Resumo


Neste artigo, pretende-se investigar a criança e a infância tendo como material de análise o livro “Casa das Estrelas – O universo contado pelas crianças”, uma espécie de dicionário onde o significado das palavras é dito pelas crianças. Pretende-se mostrar o quanto os conceitos de criança e de infância foram se modificando ao longo dos séculos, trazendo, na atualidade,possibilidades de inovação, novidade, inventividade, experiência e historicidade. Aponta-se, com estas considerações, a potência de criação das crianças, seu poder de inventividade e o quanto é importante darmos voz a elas. 


Palavras-chave


criança; infância; Casa das Estrelas; invenção.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A. N. A criança na sociedade contemporânea: do ‘ainda não’ ao cidadão em exercício. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 161-174, 1998.

ARIÈS, P. História social da Criança e da Família. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

CALLIGARIS, C. O reino encantado chega ao fim. Folha de São Paulo, São Paulo, 24 Jul 1994. Caderno Mais. p 4-6.

CAMPOS, C. C. G.; SOUZA, S. Mídia, Cultura do Consumo e Constituição da Subjetividade na Infância. Psicologia Ciência e Profissão, v. 23, n. 1, p. 12-21, 2003.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

KOHAN, W. O. Infância. Entre educação e filosofia. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

KRAMER, S. Infância, cultura e educação. In: PAIVA, A.; EVANGELISTA, A.; PAULINO, G.; VERSIANIN, Z. (Orgs.). No fim do século: a diversidade. O Jogo do Livro infantil e Juvenil. Belo Horizonte: Editora Autêntica/CEALE, 2000. p. 9-36.

KRAMER, S. Infância, cultura contemporânea e educação contra a barbárie. In: BAZÍLIO, L. C.; KRAMER, S. Infância, educação e direitos humanos. São Paulo: Cortez, 2003. p. 83-106.

KUHLMANN, M. Infância e educação infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 2010.

KUHLMANN, M., FERNANDES, R. Sobre a história da infância. In: FARIA FILHO, L. M. (Org.). A infância e sua educação: materiais, práticas e representações (Portugal e Brasil). Belo Horizonte: Autêntica, 2004, p. 15-33.

LARROSA, J. O enigma da infância. In: LARROSA, J. Pedagogia Profana: danças, piruetas e mascaradas. 4ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

MICHEL, M. H. Metodologia e Pesquisa Científica em Ciências Sociais. São Paulo: Atlas, 2015.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

MARTÍNEZ, A. M. O outro e sua significação para a criatividade: implicações educacionais. In: SIMÃO, A. M.; MARTINEZ, A. M. (orgs.). O outro no desenvolvimento humano. Diálogos para a pesquisa prática profissional em psicologia. São Paulo: Pioneira Thomson Learnig, 2004.

NARANJO, J. Casa das Estrelas. O universo contado pelas crianças. Brasil: Foz, 2013.

NETO, E. S.; SILVA, M. R. P. Quebrando as armadilhas da adultez: o papel da infância na formação das educadoras e educadores. São Paulo: UMESP, 2007.

PACHECO, E. D. (org) Televisão, criança, imaginário e educação. Campinas: Papirus, 1998.

POLLARD, A. The Social World of the Primary School. London: Cassei Education, 1985.

POSTMAN, N. O desaparecimento da infância. Rio de Janeiro: Graphia, 1999.

SARMENTO, M. J.; PINTO, M. As crianças e a infância: definindo conceitos delimitando o campo. In: PINTO, M.; SARMENTO, M. J. (coords.). As crianças: contextos e identidades. Braga, Portugal: Centro de Estudos da Criança, 1997.

SOUZA, S. J. Ressignificando a Psicologia do Desenvolvimento: uma contribuição crítica à pesquisa da infância. In: KRAMER, S.; LEITE, M. I. (orgs.) Infância: fios e desafios da pesquisa. 6 a ed. Campinas, SP: Papirus, 2001.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i44.1596

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: