Perfil Sócio-Econômico dos Consumidores de Medicamentos para Disfunção Erétil

Décio Santos Teixeira Júnior, Stênio Fernando Duarte Pimentel, Rafael Luiz Araújo Rodrigues

Resumo


A disfunção erétil (DE) tem como patologia predominantemente vascular originada por diversos fatores. Existem alguns medicamentos para essa patologia, contudo, grandes partes dos consumidores desses farmácos os utilizam sem terem a real necessidade simplismente para fim recreativo. Este trabalho objetivou traçar o perfil dos usuários desses medicamentos e verificar a ocorrência de uso recreativo dos mesmos. Pesquisa de carater transversal realizada atraves de aplicação de questionário a 410 homens em uma farmacia privada em um municipio do sudoeste Baiano. Dos entrevistados 52,2% eram solteiros, 39,3% tinham nível superior completo, 59,9% afirmaram que fariam ou já fizeram uso reacreativo desse medicamento e 21,2% fizeram uso mensal. Neste estudo observou-se que a maioria dos usuários de medicamentos para disfunção erétil não sofriam dessa patologia, utilizando-o com o intuito recreativo. A orientação do profissional farmacêutico é de suma importância na prevenção desta automedicação indevida, alertando sobre seus possíveis efeitos adversos que não são informados pela publicidade.

 



Palavras-chave


Disfunção erétil. Uso recreativo. Inibidores da fosfodiesterase

Texto completo:

PDF

Referências


ABDO, C. H. N.; KAYATH, M. J. Efeito do tratamento com sildenafila sobre qualidade da ereção e satisfação sexual de homens com disfunção erétil. Revista Brasileira de Medicina, p. 483–488, 2014.

ABDO, C. H. N.; OLIVEIRA JÚNIOR, W. M.; MOREIRA, E. D.; FITTIPALDI, J. A. S. Perfil sexual da população brasileira: Resultados do Estudo do Comportamento Sexual do Brasileiro (ECOS). Rev Bras Med. v. 59, n. 4, p. 250-7, 2002.

ALDRIDGE, J.; MEASHAM, F. Sildenafil (Viagra) is used as a recreational drug in England. Bmj, v. 318, n. 7184, p. 669–669, 1999.

ALONSO, R.; CHRISTIAN, V. S. I.; EDUARDO, G. C.; et al. Frecuencia del uso recreacional de inhibidores de fosfodiesterasa-5 y otros potenciadores para mejorar la función sexual. Rev Mex Urol, v. 72, n. 5, p. 250–255, 2012.

AMARO, A.; FONDA, C. A.; COSTA, L. A. M. R. Avaliação do consumo de medicamentos para disfunção erétil entre indivíduos do gênero masculino na região do Vale da Paraíba. 2014. 31 f. Monografia (Graduação em Farmácia) - Faculdade de Pindamonhangaba, Pindamonhangaba, 2014.

BASTOS DE PAULA, I. S. H.; DANIEL, J.; BONFIM, A. R. Disfunção erétil: da medicalização à integralidade do cuidado na Atenção Básica. Saúde do Homem no SUS, v. 1, p. 101–109, 2012.

BRITTO, R.; BENETTI, S. P. C. Ansiedade, depressão e característica de personalidade em homens com disfunção sexual Rev. SBPH, Rio de Janeiro, v. 13, n. 2, 2010.

DUARTE, D. V. Estudo sobre a prevalência do uso de medicamentos estimulantes de ereção em adultos de Pelotas. 2010. 96 f. Dissertação (Mestrado em Epidemiologia) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010.

FERNANDES, W. S.; RIBEIRO, W. Uso Irracional Dos Inibidores Da Fosfodiesterase 5. XVII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, XIII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação e III Encontro de Iniciação à Docência – Universidade do Vale do Paraíba, p. 1–5, 2012.

FREITAS, A. V. R.; CABIANCA, L. O.; NATIVIDADE, R. V. P.; NABAS, J. M. A. B. B. Uso indiscriminado de citrato de sildenafila (Viagra®). Conexão Eletrônica, v. 12, n. 1, 2015.

FREITAS, A. V. R; CABIANCA, L. O. Uso indiscriminado de Citrato de Sildenafila (Viagra) Rev. Conexão eletrônica – Três Lagoas, MS, v.12 n.12- 2015.

FREITAS, V. M.; MENEZES, F. G.; ANTONIALI, M. M. S; NASCIMENTO, J, W, L. Frequência de uso de inibidores de fosfodiesterase-5 por estudantes universitários. Rev Saúde Pública, v. 42, p. 965-967, 2008.

FREITAS, V. M.; MENEZES, F. G.; ANTONIALLI, M. M. S.; NASCIMENTO, J. W. L. Frequência de uso de inibidores de fosfodiesterase-5 por estudantes universitários. Revista de Saude Publica, v. 42, n. 5, p. 965–967, 2008.

HARTE, B. C.; MESTON, C. M. Recreational Use of Erectile Dysfunction Medications in Undergraduate Men in the United States: Characteristics and Associated Risk Factors. Arch Sex Behav, v. 40, n. 3, p. 597–606, 2011.

HORNUNG, M.; HALILA, G. C.; BARBOSA, V. Prevalência de universitários que fazem uso de medicamentos para disfunção erétil. Visão Acadêmica, v.13, n.2, p. 27-32, 2012.

Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5. Tradução: Maria Inês Corrêa Nascimento et al. – 5. ed. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Artmed, 2014.

MOURA, L. R. Aspectos farmacológicos do citrato de sildenafila no tratamento da disfunção erétil. RBM. v. 5, p. 1–8, 2015.

VILLEDA-SANDOVAL Christian, GONZÁLEZ-CUENCA Eduardo, SOTOMAYOR-DE-ZAVALETA Mariano, FERIA-BERNAL Guillermo, CALAO-PÉREZ Manuel B., IBARRA-SAAVEDRA Raúl, QUIJADA-CARLTON Héctor, CASTILLEJOS-MOLINA Ricardo Alonso Frecuencia del uso recreacional de inhibidores de fosfodiesterasa-5 y otros potenciadores para mejorar la función sexual Rev. Mex Urol 2012;72(5): 250-255.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i43.1553

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: