Percepção Docente sobre o Exame de Suficiência Contábil: Um Estudo em uma Instituição de Ensino Superior do Município de Icó, Ceará-Brasil

Carla Natalini Pastor de Souza, Tayssa Vieira Barreto, Antoniel dos Santos Gomes Filho

Resumo


O Exame de Suficiência Contábil tem se tornado fundamental no processo para habilitação do exercício profissional. Diante dessa necessidade, a pesquisa realizada tem o objetivo analisar a importância da contabilidade e do exame de suficiência e as principais dificuldades apresentadas pelos estudantes na perspectiva docente de uma IES. Para fundamentar o trabalho foi realizada uma pesquisa bibliográfica abordando a evolução da ciência contábil, exame de suficiência, profissão contábil e o ensino da contabilidade. É um estudo de natureza básica e exploratório com abordagem qualitativa. O instrumento para a coleta de dados foi um questionário, contendo questões abertas, aplicado aos docentes do curso de Ciências Contábeis de uma IES que ministram disciplinas contempladas no exame de suficiência do CFC. A tabulação se deu através do programa da Microsoft Excel, versão 2010 e a discussão mediante a análise do discurso. Foi constatado que todos os participantes enalteceram que o exame de suficiência contábil é necessário e contribui de maneira significativa na vida profissional como um instrumento de filtragem. Os docentes realçaram como principais entraves dos estudantes a falha na interpretação textual e compreensão da legislação. Dentre as diversas medidas apontadas pelos entrevistados para superar esses entraves, foi dada ênfase às questões que devem possuir o mesmo padrão das solicitadas na prova. Tais dificuldades apresentadas são válidas para ajudar os discentes em sua preparação e posterior aprovação.


Palavras-chave


Exame de Suficiência. Contabilidade. Dificuldades.

Texto completo:

PDF

Referências


BEZERRA, H. A. G.; LUCENA, W. G. L. Exame de Suficiência Contábil: uma análise dos conteúdos de formação profissional nas provas de 2011 a 2015. Revista Brasileira de Contabilidade. Nº 226, jul/ago, 2017.

BRASIL. Resolução CFC nº 1.486, de 15 de maio de 2015. Regulamenta o Exame de Suficiência como requisito para obtenção de Registro Profissional em Conselho Regional de Contabilidade (CRC). Diário Oficial da União, Brasília, DF: 2015. Disponível em: < http://www.normaslegais.com.br/legislacao/resolucao-cfc-1486-2015.htm>. Acesso em: 13 ago. 2018.

BUARQUE, C. A refundação da universidade. Brasília, DF: ABMES Ed., 2005. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2018.

BUGARIM, M.; OLIVEIRA, O. A Evolução da Contabilidade no Brasil: Legislações, órgão de Fiscalização, Instituições de Ensino e Profissão. In: XI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia – SEGet. Resende/RJ: ANGRAD, 2014.

CANTERLE, N. M. G.; FAVARETTO, F. Proposta de um modelo referencial de gestão de indicadores de qualidade na instituição universitária. 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2018.

CARNEIRO, J. CFC - Regulamenta o Exame de Suficiência. CRCSC Jornal. Set. /Out. 2010.

CFC. CFC 70 anos de contabilidade. Brasília: 2016. Disponível em: < https://cfc.org.br/wp-content/uploads/2016/08/70anos-cfc.pdf>. Acesso em: 30 ago. 2018.

CFC. Edital CFC 2018. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2018.

CFC. Resultado final por exame. 2018. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2018.

COELHO, C. U. F. O técnico em contabilidade e o mercado de trabalho: contexto histórico, situação atual e perspectivas. 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 mai. 2018.

GALVÃO, N. M. S. Percepção dos Contadores sobre o Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade. Revista Catarinense de Ciência Contábil. Florianópolis, v. 15, n.16, maio/agosto, 2016.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. 1ª ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em:< http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2018.

IUDÍCIBUS, S.; MARION, J. C.; FARIA, A. C. Introdução à teoria da contabilidade. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2017.

LEITE, C. A evolução das Ciências Contábeis no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

MADEIRA, G. J.; MENDONÇA, K. F. C.; ABREU, S. M. A disciplina teoria da Contabilidade nos exames de suficiência e provão. Contabilidade Vista & Revista. V. 14, edição especial, p.103-122, 2003.

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração: da escola científica à competitividade na economia globalizada. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2000.

NIYAMA, J. K. Contabilidade Internacional. São Paulo: Atlas. 2009.

PIRES, C. B.; OTT; DAMACENA, C. “Guarda – Livros” ou “Parceiros de Negócios”? Uma análise do perfil profissional requerido pelo mercado de trabalho para contadores na região metropolitana de Porto Alegre (RMPA). Revista Contabilidade Vista & Revista. V. 20, 157-187, 2009.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2ª ed. Rio Grande do Sul: Feevale, 2013. 51 p.

SÁ, A. L. Pré História Contábil Brasileira. Portugal: 2005. Disponível em: . Acesso em: 09 set. 2018.

SOARES, M. J. Gestão tributária: um estudo sobre a pratica de planejamento tributário adotado por industrias paranaenses. Curitiba: 2008. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2018.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v13i43.1500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: